Mar Salgado

sexta-feira, junho 11:

FORÇA PORTUGAL II: Se o que escrevi é líquido para qualquer um, para qualquer treinador de bancada, para qualquer amador como eu, a verdade é que tenho de acreditar nas escolhas de quem sabe do assunto, de quem foi contratado para gerir a vitória, de quem é bastante bem pago para o fazer. Dado que o seleccionador nacional escolheu a equipa que quis, uma vez que certamente não o fez por birras pessoais, por quotas de clubes ou por contratos futuros mas antes por profissionalismo e bom saber, eu tenho de acreditar nele e na sua escolha e apoiá-la. Ele deve saber o que faz, porque o faz e os motivos pelos quais mescla uma equipa quando tem um grupo praticamente feito, organizado e treinado de graça por Mourinho, vitorioso e campeão europeu: o homem é que sabe. E Scolari tem de saber que com a equipa que escolheu vai ter de nos dar o campeonato europeu, não lhe podemos exigir menos. Uma pessoa que escolhe para a selecção alguém que na primeira conferência de imprensa confessa expressamente estar em má forma e que teve um ano mau quando tem outro jogador que está em excelente forma, é campeão europeu, é um dos jogadores mais bem sucedidos de todos os tempos e foi quem sofreu menos golos no campeonato deste ano, deve saber o que faz. Quem prefere Rui Costa a Deco, sabe o que faz. Quem deixa Ricardo Carvalho no banco, sabe bem o que faz.
Daí que tenhamos de acreditar em Scolari e apoiá-lo: o homem, que tem jogadores deste calibre à sua total e livre disposição, o homem, que é pago para nos levar à vitória com este material de qualidade, só nos pode levar efectivamente à vitória! Por isso a vitória é uma certeza científica, motivo pelo qual já mandei pôr umas quantas Taittinger a gelar para as comemorações (tal como faço sempre nas finais europeias do meu clube).
Mas, como sou precavido e desconfiado, para o caso de ser necessário despedirmo-nos condignamente do seleccionador, desta vez mandei também colocar protectores novos e limpar e ensebar os meus sólidos e reconfortantes botins de inverno...
 

posted by VLX on 1:09 da tarde # (5) comments

FORÇA PORTUGAL! O Comandante não vai muito à bola com o assunto mas a verdade é que vai começar o Euro 2004, acontecimento que merece que dele se fale com entusiasmo, tanto mais que este ano temos tudo para ganhar e os portugueses têm a certeza científica de que vamos vencer esta competição.
Vítor Baía, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade (atentas as posições pessoais de Jorge Costa face à selecção nacional), Nuno Valente, Costinha, Maniche, Deco, Figo, Cristiano Ronaldo e Pauleta fariam as delícias de qualquer treinador ou seleccionador. Tanto mais que neste grupo se incluem sete jogadores que foram treinados por um dos mais considerados, conceituados e vitoriosos treinadores da actualidade, José Mourinho. São jogadores que estão habituados a jogar entre si e bastante bem, completamente entrosados e enturmados, acostumados a jogar com os grandes e entre os grandes, familiarizados com a pressão dos grandes jogos, de semi-finais e finais propriamente ditas. E habituados a ganhar: não precisam de mais treino nem de estágios. Ganharam, para além dos campeonatos e taças nacionais, a Taça UEFA e a Liga dos Campeões. Recentemente estiveram muito bem perante equipas gregas (Panathinaikos, no ano passado, a quem ganharam) e espanholas (Corunha, outra vitória, e Real Madrid, um real empate), pertencentes a dois dos países que vão disputar connosco a primeira fase do Euro. Por outras palavras, um clube português campeão europeu de clubes pode permitir que todo o país se alie a ele na alegria da vitória europeia, agora na taça entre nações. O que se pode pedir, com um seleccionador normal, a jogadores deste gabarito? Apenas a vitória!
(cont.)
 

posted by VLX on 1:07 da tarde # (1) comments

quinta-feira, junho 10:

DESCONSTRUÇÃO: Uma tecnologia recentemente desenvolvida para DVDs lançou um interessante debate nos Estados Unidos (ver notícia). Uma empresa de Salt Lake City criou um aparelho de DVD que permite editar os conteúdos, ou seja, cortar cenas violentas, de sexo ou partes de filmes, concertos, videoclips, reportagens, documentários ou debates que, pura e simplesmente, não nos agradem e que não queiramos ver.
Esta tecnologia tem vindo a ser usada por empresas para editar obras, que posteriormente alugam ou vendem, o que deu início a uma batalha legal. Em disputa estão a defensável possibilidade de estender a liberdade de escolha dos consumidores e a legítima protecção dos direitos de autor, como se depreende desta outra notícia. As associações de criadores e produtores de Hollywood revoltaram-se contra este novo aparelho de DVD, usando como pretexto o facto de algumas empresas adulterarem sem autorização obras de arte que posteriormente distribuem comercialmente.
Gostava de ver alguns dos brilhantes juristas que há espalhados pela blogsofera a comentar este episódio. O avanço tecnológico todos os dias coloca novos desafios ao Direito !
 

posted by NMP on 6:09 da manhã # (3) comments

quarta-feira, junho 9:

NASCEU, MORREU, E PELO MEIO, NADA: Este texto não é sobre combate político, nem sobre miseráveis querelas bloguísticas. É sobre respeito.
O Acidental escreve que lamenta a morte trágica do Prof. Sousa Franco, respeita a sua memória e, por isso, removeu todos os textos a ele referentes, os quais, ainda de acordo com os autores, escritos embora sem violar as regras da ética e da boa-educação, deixaram de fazer qualquer sentido neste momento.
É, a meu ver, uma decisão profundamente infeliz.
Admito que tenha sido animada das melhores intenções, mas resulta, objectivamente, na última desconsideração ao político: a memória dos homens públicos também se faz dos textos que os criticaram.
O Acidental é agora uma pequena parcela do mundo onde Sousa Franco estava, embora através de uma perspectiva nada elogiosa, e deixou de estar, pelo simples facto de ter falecido. Do mesmo passo, os autores retiram ao auditório a possibilidade de saber o que disseram de Sousa Franco, impedindo-o, doravante, de formar a sua opinião acerca da justeza das críticas que lhe haviam dirigido.
A não ser que O Acidental considere que, de facto, os textos que publicou nem sempre se contiveram nos limites da ética e da boa educação, parecendo agora chocantes quando referidos a um morto. Mas mesmo que assim fosse. Hoje, mais do que nunca, haveria que ter a coragem e a humildade de os manter.
Esta é a minha homenagem ao Prof. António Sousa Franco.
 

posted by PC on 4:51 da tarde # (10) comments

A ÚLTIMA LIÇÃO: Curvamo-nos perante a memória do universitário de excepção, do político sério e empenhado e do cidadão exemplar que foi António de Sousa Franco.
O seu exemplo, nestas últimas semanas, deveria fazer pensar muitos portugueses que parecem ter optado definitivamente por viver num estádio de dormência cívica e política.
O empenho, paixão, alegria e determinação que revelou nesta sua derradeira etapa de actividade pública são uma última inestimável lição sobre o direito e dever de todos contribuírem, de uma forma ou de outra, para o futuro comum da Polis. Uma lição com sacrifício da própria vida.
O Prof. Sousa Franco era já merecedor das nossas homenagens pelo seu exemplo e vida, passou hoje também a ser credor da nossa admiração pela nobre e generosa forma como nos deixou.
 

posted by NMP on 3:26 da tarde # (1) comments

SOUSA FRANCO: Não tivesse esta nau tantos leitores ( números privados...) e eu não escreveria este post. De início meti-me com ele, continuei a meter-me, pelo meio, a propósito do debate das europeias a quatro, na SIC-Notícias fiz-lhe um rasgado elogio. Ainda bem. Fico mais contentinho comigo, no meu cantinho fedorento de vulgar blogger.
 

posted by FNV on 12:14 da tarde # (0) comments

PÉROLAS BLOGOSFÉRICAS: Na blogosfera descobrem-se por vezes pequenas pérolas.
É o caso das explicações do Ivan sobre insónias no excelente Memória Inventada, um dos mais antigos e melhores blogues lusos, abrilhantado diariamente por companheiros de exílio deste lado do Atlântico.
 

posted by NMP on 6:16 da manhã # (0) comments

ESTA NAU CAÓTICO-PLURALISTA, que é o Mar Salgado, é tripulada por 6 velhos lobos do mar, com praça assente em 4 portos diferentes e navega quotidianamente pelos mares da blogosfera. Apesar de, numa cedência ignóbil à demagogia fácil e ao imediatismo típicos das sociedades modernas, termos introduzido recentemente um sistema de comentários, agradecemos que prosas mais elaboradas ou intímas, textos com substância intelectual ou propostas desonestas sejam enviados para lobosdomar@hotmail.com
 

posted by NMP on 4:28 da manhã # (0) comments

TOTALITARISMO: Para Além da Crença de V.S. Naipaul (Dom Quixote, 2002) é uma obra indispensável para compreender como o fundamentalismo islâmico é, mais que uma fé privada, uma ideologia totalitária. A versão original, intitulada Beyond Belief, é de 1998, bem antes de o Ocidente ter despertado violentamente para esta realidade a 11 de Setembro de 2001.
Naipaul retorna á Indonésia, ao Irão, ao Paquistão e á Malásia 15 anos depois de uma anterior viagem por esses países. É, como o subtítulo da obra indica, uma digressão entre povos convertidos ao islamismo. Povos de áreas onde antes existiam outros cultos, tradições e religiões. A ascenção recente do fundamentalismo islâmico criou, nestas sociedades um clima, por vezes surrealista, outras vezes neurótico, em que tradições e cultos ancestrais se misturam sem critério com a recente vivência radical do Islão.
Naipaul relata, através de histórias pessoais, as transformações que a expansão do fundamentalismo islâmico provocou. A alteração de comportamentos no espaço público era algo que, com maior ou menor dificuldade, percebíamos ou intuíamos. O mérito deste livro está em dar-nos uma expressiva noção de quanto os fundamentalistas conseguiram, em cerca de duas décadas, interferir e alterar os comportamentos na esfera íntima do mais anónimo dos cidadãos. Através de elegantes descrições das casas, escritórios, vestes, caminhos de vida, hábitos e relacionamentos que vai encontrando, este experimentado viajante e curioso da alma humana faz-nos mergulhar no horrível mundo que o fundamentalismo islâmico tem vindo a criar.
Um mundo que os radicais manterão a todo o custo e ambicionam expandir.
 

posted by NMP on 3:44 da manhã # (0) comments

PURA COINCIDÊNCIA: Quando Reagan começou a ter sérias expectativas de vir a ser o Presidente dos EUA, penso que toda a Europa sorriu ante o típico american dream, do actor de origens modestas que consegue chegar ao mais alto cargo da nação americana. Acresce que não lhe era reconhecida nenhuma inteligência brilhante e que, durante o seu mandato, várias das suas gaffes ficaram famosas (como quando declarou na televisão - pensando estar em off mas estando em directo para milhões - que os americanos estavam nesse momento a bombardear Moscovo). Por vezes mentes reconhecidamente brilhantes falham redondamente como líderes políticos (em Portugal acontece com frequência). Reagan não era nenhum Einstein mas, no entanto, mostrou uma inabalável firmeza de convicções bem como a inerente capacidade de decidir que define os grandes líderes (sugiro a consulta dos textos do comandante NMP desta semana).
Foi de Reagan que me lembrei quando GW Bush começou a "ameaçar" o Capitólio - embora as suas boutardes fossem desde logo demonstrativas de grande ignorância. Tive esperança de estarmos perante o mesmo fenómeno. Hoje, podemos afirmar que qualquer semelhança era pura coincidência.
 

posted by Neptuno on 12:31 da manhã # (1) comments

terça-feira, junho 8:

A PIOLHEIRA SEM D.CARLOS: O seleccionador nacional (?) tem medo de ir abrir o Euro-2004 ao Estádio do Dragão, no Porto, como futuro treinador do Benfica.
 

posted by FNV on 10:24 da tarde # (0) comments

O LEGADO DE REAGAN: Numa semana em que a memória de Reagan paira sobre tod a a América, mais um interessante artigo de Joe Klein, colunista da Time tendencialmente democrata, sobre o legado de Ronald Reagan.
 

posted by NMP on 6:19 da tarde # (1) comments

AINDA ACABAM A PROIBIR ( NOVAMENTE) O PÉ-DESCALÇO: É de uma estupidez e de um provincianismo total pretender que as greves durante o Euro-2004 perturbam a hospitalidade portuguesa que é devida aos bárbaros que aí vêm. Se querem conhecer Portugal, pois que conheçam os Jerónimos, os Estádios, a sardinha assada, mas também as dificuldades das pessoas, as lutas laborais, o jogo político. E que conheçam também como um país com tantas carências - saúde, educação, ordenados - constroi tanto palácio de betão. Pois que tudo conheçam e tudo contem, quando retornarem às suas casas.
 

posted by FNV on 10:55 da manhã # (4) comments

SOBRE A ESTUPIDEZ: A minha Enciclopedia delle Scienze Anomale, de que já transcrevi aqui alguns excertos, contém informações utilíssimas. Hoje, antecipando algumas opções de Scolari relativas ao "escrete ararinha", trago-vos a referência ao estudo fundamental de Carlo M. Cipolla, Le leggi fondamentali della stupidità umana.
Como todos sabem, a estupidez é "uma das mais potentes e obscuras forças que impedem o crescimento do bem-estar e da felicidade humana", e explica-se através de cinco leis fundamentais:
A primeira, também conhecida por "lei áurea" (embora seja na verdade a definição da própria estupidez), reza:
"Uma pessoa estúpida é aquela que causa um dano a outra pessoa ou grupo de pessoas sem que com isso alcance uma vantagem para si, ou mesmo sofrendo, por essa via, uma perda".
Seguem-se outras quatro leis que caracterizam o fenómeno:
1ª) Sempre e inevitavelmente, cada um de nós sub-valoriza o número de indivíduos estúpidos em circulação.
2ª) A probabilidade de uma pessoa ser estúpida é independente de qualquer outra característica da mesma pessoa, nomeadamente da classe social a que pertence.
3ª)As pessoas não-estúpidas sub-valorizam sempre o potencial nocivo das pessoas estúpidas. Em particular, os não-estúpidos esquecem-se constantemente de que, em qualquer momento e lugar, e em qualquer circunstância, negociar e/ou associar-se a indivíduos estúpidos mostra-se, infalivelmente, um erro caríssimo.
Destas leis decorre, no plano "macro", a 4ª e última lei, segundo a qual "a pessoa estúpida é o mais perigoso tipo de pessoa que existe", de onde se extrai o corolário "o estúpido é mais perigoso do que o bandido".
Tudo o que devemos ter bem presente nas próximas semanas.
 

posted by PC on 2:53 da manhã # (3) comments

IDENTIDADE: Agora que se aproxima o Euro 2004, com a inerente invasão de hordas de adeptos oriundos dos mais diversos pontos da Europa, parece-me uma ocasião propícia para uma provocação politicamente incorrectíssima. Imagine-se que Guimarães - a "cidade-berço" - em virtude de um fenómeno de imigração, passava a ser maioritariamente habitada por uma população de origem eslava, com traços culturais vincadamente próprios e diferentes dos portugueses, a qual assumia o controlo territorial do concelho e decretava a República Eslava do Atlântico. Seria legítimo contrariar tal facto pela força, em nome da soberania nacional, agindo contra a vontade da maioria das pessoas daquela região? Será legítimo que um estado acolhedor de imigrantes imponha a assimilação compulsiva por aqueles dos hábitos do seu novo país, por forma a "forçar" uma identidade nacional? Será que a diferença verdadeiramente inultrapassável e causadora de intolerâncias é sempre a religião?
Agradeço comentários.
 

posted by Neptuno on 12:07 da manhã # (2) comments

MANIFESTO ELEITORAL: Sousa Franco é o melhor candidato presidencial de Dª Maria.
 

posted by FNV on 12:06 da manhã # (1) comments

segunda-feira, junho 7:

CANÍCULA IV Ou mais uma página do Diário de um sofredor de Verão. Um funeral no calor torna impossível saber se alguém está a chorar ou a transpirar, o que democratiza decididamente a coisa. As garrafinhas de água espreitam por todo o lado, as bocas ocupadas a sorver descansam dos beijos solenes. Razão tem ele:

"O mais grave de tudo:
não morrer no Verão,
quando tudo é claro
e a terra é leve para a enxada
".

( Gottfried Benn, trad. de Vasco Graça Moura, Relógio D'Água, 1998)
 

posted by FNV on 12:26 da tarde # (5) comments

CASSANDRA: A filha de Príamo confidenciou-me que isto de Portugal estar a preparar o campeonato na academia do Sporting é mau presságio.
 

posted by FNV on 11:35 da manhã # (0) comments

SUDÃO? É ONDE?: No Sudão, as melhores expectativas do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos é que morram 300.000 pessoas nos próximos meses. A coisa é espinhosa para os campeões dos oprimidos porque as duas facções em disputa, que enterram alegremente o país, são o Exército de Libertação Popular do Sudão ( does it ring a bell?) e o regime árabe de Cartum. Ou seja, não há Israel nem EUA para albardarem com a culpa.
 

posted by FNV on 11:21 da manhã # (0) comments

IN MEMORIAM: Para muitos, ficará para sempre a imagem de Reagan como um dos mais talentosos oradores políticos que ouviram. Um homem com o bom humor que caracteriza os espíritos superiores e servia para aligeirar a sua imagem de duro. Segundo testemunho de muitos colaboradores de Reagan, este usava o seu charme e humor para muitas vezes desarmar adversários ou conduzir negociações.
Reagan foi o autor de muitos dos mais celebrados discursos de Presidentes americanos. Quem quiser conhecer o seu pensamento deve ler ou ouvir o discurso que fez em 1964, A Time for Choosing, de apoio a Barry Goldwater na convenção republicana, pouco depois de ter cortado com o Partido Democrata. Aí encontra o essencial da sua filosofia política, ainda em bruto, sem a polidez que o pragmatismo do exercício do Poder implica.
Muitos anos mais tarde, após a reforma do Partido Republicano, de um partido do nordeste, elitista, inspirado por Rockfeller e por manobristas como Nixon, num partido populista, Reagan esmagou Carter nas eleições de 80. O seu discurso de posse é outra peça de retórica muito interessante.
O seu declarado anticomunismo levou à confrontação com o Império soviético, que designou como The Evil Empire, mas permitiu-lhe mais tarde ter a autoridade política para fazer, em frente à Porta de Brandenburgo, um pungente apelo ao derrube do Muro de Berlim, no discurso em que famosamente apelou: "Mr. Gorbachov, tear down this wall".
A sua capacidade de comunicar emocionalmente com os americanos, que provavelmente aprendera nos seus tempos de actor, vinha ao cimo nos momentos de evocação histórica e glorificação histórica da generosidade da América, como neste discurso na comemoração dos 40 anos do Desembarque na Normandia. Ou em tempos de enorme comoção nacional, como na comunicação que dirigiu ao país, a seguir ao desastre com o vaivém Challenger.
Por último ficarão para a História as suas inúmeras respostas e máximas espitiruosas, como por exemplo "a Política é a segunda mais velha profissão do mundo. E quanto mais vou sabendo dela, mais semelhanças encontro com a primeira".
Este homem, nascido pobre, um exemplo do sonho americano, e que viveu quase todo o século XX, era conhecido pela sua alegria de viver, pelo seu optimismo e força. Que se revelou, quando em 1981 após o atentado que quase o matou terá dito a Nancy Reagan, quando acordou: "Honey, I forgot to duck". A Morte no entanto, como faz com todos, não se esqueceu dele.
 

posted by NMP on 6:39 da manhã # (3) comments

O LEGADO: Uma das mais interessantes características da vida política de Reagan é a forma como foi capaz de desafiar o conhecimento convencional, o pensamento estabelecido, as inúmeras análises de especialistas e intelectuais que condicionavam a prática política e as escolhas económicas nos anos 70. Reagan tinha fundamentalmente uma convicção bem definida: desconfiava da capacidade dos governos em melhorar a vida dos cidadãos em geral e a economia em particular e, consequentemente, era um fervoroso adepto das baixas de impostos.
A sua ascensão ao poder significou o triunfo das teses de Hayek, Friedman e da escola de Chicago, do supply-side economics que sustentava que a melhor maneira de garantir crescimento económico era devolver dinheiro aos cidadãos, que na sua acção individual e egoística, encontrariam melhor destino para os seus fundos que o governo central. Estimular-se-ia assim o consumo e o investimento, contribuindo decisivamente para o cresimento da economia e a criação de novas empresas e empregos.
Os primeiros anos da sua Presidência assitiram a uma profunda recessão económica em 1982 e 1983, resultado de desequilíbrios económicos que vinham dos anos 70 e da sua terapia de choque. Mas rapidamente a economia americana recuperou entrando num período de crescimento económico até então inigualável.
A sua preocupação com a defesa, que implicava enormes gastos, conjugada com os cortes de impostos, levaram ao maior défice orçamental e aumento da dívida dos EUA, que acabaram por ser compensados mais tarde pelas receitas que um pujante crescimento económico gerou. Esta combinação gerou o conceito de reaganomics, tendo os americanos demorado mais de 10 anos para pagar o défice e a dívida.
A verdade, no entanto, é que a política económica de Reagan lançou as fundações do ressurgimento e reforma da economia americana, com o surgimento de milhares de novas empresas, fruto de um novo impulso à criatividade e iniciativa individuais (datam dos anos 80 a expansão e crescimento da Microsoft ou da Sun Microsystems, só para citar alguns monstros empresariais de hoje).
Noutras áreas o seu legado é mais controverso. O corte com programas sociais e a desinstitucionalização dos doentes mentais (que pode ser melhor explicado por outrém e era justificado oor Reagan por se ter limitado a seguir o conselho de psiquiatras), criaram, no início dos anos 80, uma legião de homeless nas cidades americanas. Graças, no entanto, ao dinamismo típico de uam sociedade capitalista que ele havia aprofundado, grande parte dessa chaga social havia desaparecido quando Reagan chegou ao final do mandato, após 4 anos de expansão económica.
Mas foi no campo das ideias que Reagan triunfou em toda a linha. A sua presidência significou um a mudança de paradigma, com a aceitação das teses de liberalização dos mercados na América e por todo o mundo e a diminuição do papel do Estado na economia, que tinha aumentado nos anos 50, 60 e 70.
Diz-se que as verdadeiras revoluções nunca foram feitas por intelectuais, mas por gente que tem duas ou três convicções fortes e as aplica. A política económica de Reagan foi, em certo sentido, verdadeiramente revolucionária e as suas ondas de choque correram mundo e ainda hoje têem forte influência na nossa vida. Mudou o pensamento sobre o papel do Estado na economia, à direita e à esquerda.
Ironicamente foi um seu adversário político, que havia conduzido o Partido Democrata de encontro a muitas teses de Reagan, quem decretou e reconheceu o seu triunfo. Quando em 1996, Bill Clinton proclamou, no seu discurso do Estado da União, "The era of big government is over", a revolução reaganiana havia sido institucionalizada.
 

posted by NMP on 5:53 da manhã # (0) comments

UM GIGANTE: A morte de Ronald Reagan marca o desaparecimento de um dos últimos gigantes políticos do Século XX. Reagan chegou à Presidência em 1980 de uma América desmoralizada pelo fracasso do Vietname, pela inflação galopante dos anos 70, pela crise dos reféns no Irão. Antes de Reagan, os Estados Unidos tinham assistido a uma sucessão de 5 presidentes que não haviam conseguido terminar o seu trabalho (por morte - Kennedy, por derrota - Johnson, Ford e Carter ou caídos em desgraça - Nixon).
Em 8 anos na Casa Branca, Reagan restaurou a moral e confiança da América, transformou a política americana e o alinhamento dos respectivos partidos, reformou a economia, dando expressão a novas teorias políticas e económicas que, concorde-se ou não com elas, influenciaram decisivamente o mundo daí para a frente. Sendo um conservador ideologicamente, foi o agente de uma silenciosa revolução no pensamento político e económico do final do século e início do século XXI.
Ronald Reagan entrará na História como um dos 5 presidentes mais importantes e populares da América do Século XX (ao lado de Wilson, Franklin Roosevelt, Truman e Kennedy). No final do seu mandato, tinha a mais alta popularidade de sempre de um presidente no final de mandato, desde que há estudos de opinião. Um recorde ainda não batido.
A sua estratégia política de confrontação aberta com o comunismo e o hediondo Império soviético, com o reforço militar americano conjugado com declarações subversivas de apelo às aspirações de Liberdade dos povos subjugados, não provocou per se o fim da Guerra Fria, mas certamente acelerou a implosão dos sistemas socialistas. Foi um líder visionário que, preparando-se para a guerra, teve a grandeza política de lançar as bases para a paz.
Por ter consciência deste importantíssimo papel histórico, a América chora por estes dias um homem optimista com uma vida inigualável, ou como lhe chamou Bill Clinton (um adversário político) a true American original. Para todos os que se revêem numa Europa livre e unida (que tanto lhe deve), o dia do desaparecimento de Reagan é também um pesado dia de luto.
 

posted by NMP on 5:17 da manhã # (0) comments

QUATRO ARGUMENTOS E UM APÊNDICE CONTRA A ABSTENÇÃO:
Ilda Figueiredo
Ana Gomes
Assunção Esteves
Maria de Belém
Manuel Monteiro
 

posted by FNV on 1:19 da manhã # (2) comments

domingo, junho 6:

MEU CARO PC: Como me é impossível responder aos comentários, e para riqueza do debate, respondo aqui ao comentário do meu colega PC ao meu post anterior. Diz PC, no essencial, duas coisas:
a) que deve ser triste (eu) celebrar sempre contra algo ou alguém.
b) Que faltam coisas ( Dresden, Nagasáqui, etc) ao retrato que tracei.
Meu caro PC, nunca te incomodei com o assunto ( nem ao Américo, do Retórica & Persuasão) mas também sou um curioso da retórica, embora sem o teu brilho e saber. Utilizas muitas vezes na minha opinião o entitema de tópico refutativo ( embora Aristóteles conceda uma distinção suave entre tópico e elemento), que como silogismo contém duas proposições; a segunda das proposições baseia-se nas premissas nas quais estás em desacordo comigo, e que utilizas para extrair a conclusão que invalida todo o meu argumento: "sim a Katyin e à Normandia, mas como falta Dresden e o Vietname, nada feito".
Mas também utilizas frequentemente comigo uma forma particular do argumento contra a pessoa, o argumento consensual negativo: eu sou "o tipo que celebra sempre contra algo ou alguém", o que retira desde logo qualquer idoneidade ao meu argumento.
Não quis privar os leitores da minha defesa, algo retóricamente atabalhoada, o que decerto compreenderás. Um abraço argumentativo do FNV.
 

posted by FNV on 10:25 da tarde # (0) comments

A LIBERDADE FAZ 60 ANOS: Uma das vantagens do discurso dos orfãos é a falta de memória sedimentar. A divertida dicotomia de hoje entre a "a América boa" e "a América de Bush" aproveita-se da amnésia do povo: estes retóricos já qualificavam como imperiais as admnistrações de Reagan, de Bush pai e de Clinton. Quando Reagan chamava ao mundo soviético o "Império do Mal", muitos dos democratas de hoje exibiam orgulhosos os galhardetes do "pão para o povo", da "acessibilidade do sistema de saúde", da ausência de "exploração do homem pelo homem", bem como a certeza científica da profecia de Marx. O massacre de Katyin era uma invenção dos anti-comunistas ( que nesses tempos era um insulto), a invasão do Afeganistão e o Muro de Berlim "necessidades de defesa estratégica", os gulags delírios de dissidentes.
O incómodo da data que hoje se celebra é evidente em alguns lugares da blogosfera. Gostariam de poder dizer que os americanos só morerram na Normandia para melhor prepararem a partilha do mundo com os soviéticos ( à falta do tradicional argumento do petróleo, que de facto não abundava na França ou na Bélgica). Gostariam, mas não podem. Não por falta de vontade, reconheça-se. Talvez os conforte o sucesso da Moção de Oxford tanto na Câmara dos Comuns como em vinte universidades inglesas, no início de 1933, altura da consagração do cabo austríaco: "Pacifismo sem concessões; ninguém lutará, em circunstâncias algumas, pelo Rei e pelo País".
O Nouvel Observateur dedica esta semana um número especial ao Junho de 1944. Passam hoje precisamente 40 anos, já com o desembarque em marcha, por esta pérola do demissionismo e das possibilidades do artíficio retórico do pacifismo, proclamada pela rádio de Philippe Pétain e do seu governo colaboracionista:

"Français: les armées allemandes et anglo-saxones sont aux prises sur notre sol. La France devient ainsi un champ de bataille. Français, n'aggravez pas nos malheurs par des actes qui risquerait d'appeler sur vous de tragiques représailles".

No contexto actual, a outra grande vantagem discursiva dos orfãos é a natural apetência das pessoas pela paz. Qualquer debate pode ser ganho apelidando o outro de falcão e assinando uma moção para o enviar para a frente de batalha. Como se quem lutou e quem quer lutar, qualquer que seja o terreno e objectivo, não passe de um samurai desempregado. Compreende-se assim como muitos destes novos pacifistas militantes deixaram durante muito tempo, muita gente a lutar sozinha. E continuam a deixar.
 

posted by FNV on 12:05 da tarde # (1) comments

O homem.com MEDO DE SI PRÓPRIO é o bem achado título do novo livro do Américo de Sousa, cujo lançamento tive o gosto de acompanhar na passada 5ª feira.
Foi bom conhecer (pessoalmente) o Américo e conversar de viva voz com ele. Mas, sobretudo, gostei de ver o modo como transformou uma cerimónia naturalmente umbiguista (como o é o lançamento de qualquer livro) num verdadeiro acontecimento cultural, de que o livro é apenas uma parte componente (e, no caso, congruente), dirigido a um auditório praticamente cheio.
Para todos os que se interessam pelas relações entre a ética, a ciência e a técnica. Fica um aperitivo: "E isso faz com que o amanhã seja representado de uma maneira tão promissora ou tão fatalista que não temos outra saída senão a de começarmos a vivê-lo já de véspera. Mas aí deparamos com a sua incomensurável complexidade. Já nada parece simples. O que quer que seja que possa vir a ser importante ou decisivo nas nossas vidas está, regra geral, nas mãos de especialistas. E, para agravar o problema, nem os especialistas se entendem entre si".
Parabéns, Américo. Esperamos agora pelo tal livro não anunciado!
 

posted by PC on 1:08 da manhã # (0) comments


This site is powered by Blogger because Blogger rocks!



Mar de opinioes, ideias e comentarios. Para marinheiros e estivadores, sereias e outras musas, tubaroes e demais peixe graudo, carapaus de corrida e todos os errantes navegantes.

Velhos lobos do mar

Tripulação
Filipe Nunes Vicente (FNV)
Nuno Mota Pinto (NMP)
Vasco Lobo Xavier (VLX)
Ze Pedro Dordio (Neptuno)

Mensagens SOS
lobosdomar2 at gmail.com

Subscribe in a reader

Vagas de Fundo
35 mm
A a Z (Nuno Judice)
A Bordo
A Destreza das Dúvidas
A Espuma dos Dias
A Invencao de Morel
A Mesa de Cafe
A Montanha Magica
A Natureza do Mal
A Origem das Especies
A Terceira Noite
A Voz do Deficiente
Aba de Heisenberg
Actual
Adufe
Aforismos e Afins
Albergue Espanhol
Alexandre Soares Silva
Almanaque Republicano
Almocreve das Petas
Amor e Ocio
Angulo Morto
Aurea Mediocritas
Azul Cobalto
Babugem
Bandeira ao Vento
Beco das Imagens
Bem pelo Contrario
Bibliotecario de Babel
...bl-g- -x-st-
Bloguitica
Blogues - Parlamento
Bombyx-mori
Camara Corporativa
Camara de Comuns
Campo de Afectos
Carreira da India
Casa em Construcao
Casmurro
Choque de Geracoes
Citador
Cocanha
Companhia de Mocambique
Complexidade e Contradicao
Conta Natura
Contrafactos
Contra Indicado
Corta Fitas
Critico Musical
Daily Make-Up
Da Literatura
Delito de Opiniao
Defender o Quadrado
Der Terrorist
Dias Felizes
DOTeCOMe
Educacao Sentimental
Escrito a Lapis
Esplanar
Esquina do Rio
Essencial ou Acessorio
Estado Civil
Estado do Sitio
Estudos sobre o Comunismo
Estrangeirados
Eternuridade
Foram-se os Aneis/Os Dedos
Futuro Presente
G. Civil Espanhola
Gavea
Gloria Facil
hARDbLOG
Hipatia
Hole Horror
Hotel Sossego
Ilhas
Humanae Litterae
Imprensa Internacional
Industrias Culturais
Intima Fraccao
Janela para o Rio
Jansenista
Joel Neto
Klepsydra
Lampada Magica
Lei Seca
Leitura Partilhada
letraminuscula
LER (Revista)
Margens de Erro
Mas certamente que sim!
Ma-Schamba
Mau Tempo no Canil
Medico Explica
Mel com Cicuta
Melancomico
Memoria Inventada
Memoria Virtual
Metablog
Minha Rica Casinha
Miniscente
Miss Pearls
Modus Vivendi
Mostarda
Nariz de Ferro
Na Trilha de Moebius
No Arame
Nonio
O Ceu sobre Lisboa
O Jardim Asssombrado
O Mocho
O Pulo do Gato
O Sinico
O Regresso a Veneza
O Valor das Ideias
Oficina das Ideias
Passado/Presente
Pastoral Portuguesa
Pastilhas
Periferica
Pobre e Mal Agradecido
Portugal Contemporaneo
Portugal dos Pequeninos
Prazer Inculto
Professorices
Prosa Solta
Quadratura do Circulo
Quase em Portugues
Quase Famosos
Quatro Caminhos
Quezia
A Reforma da Justica
Renas e Veados
Respirar o mesmo Ar
Respublica
Retorica e Persuasao
Retorta
Rocketboom
Roma Antiga
Rua da Castela
Rua da Judiaria
Senhor Palomar
Sentidos da Vida
Seta Despedida
Sete Sombras
Sitio dos Haikais
Sobre o tempo que passa
Sociedade Harmonia
Solvstag
Sopa de Pedra
Sound+Vision
SOS Racismo
Spectrum
Suction with Valchek
Sulmoura
Sushi Leblon
Tempo Dual
Terra da Alegria
Textos de Contracapa 2
Tomara que caia
Torreao Sul
True Lies
Turing Machine
Um blog sobre Kleist
Uniao de Facto
Universos Desfeitos
Vida Breve
Vitriolica webb's ite
Xupacabras
White Rabbit

O bom bordo
A Arte da Fuga
A Causa foi Modificada
ABC do PPM
Abrupto
Acho eu
Almariado
Azimutes
Blasfemias
Blogue dos Marretas
Blue Lounge
Bomba Inteligente
Caminhos Errantes
Causa Liberal
Contra a Corrente
Desesperada Esperanca
Esmaltes e Joias
Fumacas
Gattopardo
Gato do Cheshire
Homem a Dias
Impertinencias
Loja do Queijo Limiano
Nem Tanto ao Mar...
Nortadas
Notas Soltas
O Cachimbo de Magritte
O Insubmisso
O Insurgente
O Sitio (JP Coutinho)
Observador
4R - Quarta Republica
Republicas Mortas
Sexta Coluna
Traducao Simultanea
Tomar Partido
31 da Armada
Vasco Campilho
Virtualidades
Vox Pop (Paulo Gorjao)
Voz do Deserto

O outro bordo
2+2=5
A Barbearia do Sr. Luis
Abrangente
Anti-Direita Portuguesa
Arquivo (Pedro Adao e Silva)
Arrastao
Aspirina B
Avatares de Desejo
Avesso do Avesso
Bicho Carpinteiro
Blogo Social Portugues
Causa Nossa
Cinco Dias
Cobra Cuspideira
Descredito
Ex-Ivan Nunes
French kissin'
Forum Cidade
Grao de Areia
Hoje ha Conquilhas...
Independencias
Irmao Lucia
Irreflexoes
Jugular
Ladroes de Bicicletas
Laranja Amarga
Linha de Conta
O Amigo do Povo
O Canhoto
O Tempo das Cerejas
Os Tempos que Correm
Pais Relativo
Palavra Aberta
Peao
Puxa Palavra
Tempo dos Assassinos
Zero de Conduta

Boa Onda
100nada
7000 Nomes
3 Tesas
A Espada Relativa
A Origem do Amor
A Tasca
A Toca do Gato
Abobada Palatina
Abutres
Albergue dos Danados
Alcagoita
Alfacinha
Amicus Ficaria
Anarca Constipado
Ardazorelhas
Armada Invisivel
Azul Limao
Balta-zar
Bazonga da Kilumba
Beatas
Big-head Motel
Blog Sem Nome
Blogame Mucho
Blogotinha
Blogue dos Putos
Cao de Guarda
Carta de Amor
Cerco do Porto
Chaparro
Chapeleiro Louco
Cheiro a Torradas
Cibertulia
Cimbalino
Conversa na Travessa
Conversas de Cafe
Controversa Maresia
Cronicas Matinais
Daedalus
Desblogueador de Conversa
Desejo Casar
Dias que Voam
El Coronel
Elogio da Ginja
Epicurtas
Ernesto Cadaval
Exacto
Flores do Campo
Forcas de Blogueio
Gabardina
Gato Fedorento
Grupo do Pato
Hora Absurda
Impensavel
Internet para Domesticas
Intimista
Irmao Lucia
Lapis de Cor
Lapis de Minas
Linha de Cabotagem
Lobi do Cha
Loira Gasta
Mais coisa menos coisa
Maizumpomonte
Manos Metralha
Maus Figados
Meia Livraria
Minimalismo
Ministerio do Bom Senso
Misterio
Morte aos Feios
Mostrengos
Mulheres e Deusas
My Moleskine
Niilista Optimista
No Parapeito
Nucleo Duro
O Anacleto
O Bisturi
O Carimbo
O Jumento
O Piolho da Solum
O Proletario Vermelho
O Velho da Montanha
O Vilacondense
Ocidental Praia
Office Lounging
Opinion Desmaker
Os Outros de Nos
Outro lado da Lua
Papoila
Pirilampo Magico
Planeta-Reboque
Ponto e Virgula
Rata Maluka
Revisao da Materia
Sabor a Sal
Santa Ignorancia
Sebenta
Sem Penis nem Inveja
Sem querer penso
Ser Portugues (ter que)
Sexo dos Anjos
Silhuetas
Sociedade Anonima
Substrato
The Amazing Trout Blog
The Dying Animal
The Galarzas
The Ultimate Bitaite
Torneiras de Freud
Tragico-Come(r)dia
Trenguices
Tudo menos Politica
Um pouco mais de Sul
Umbigo
Undisclosed-Recipient
Vamos Lixar Tudo
Vela Latina
Womenage a Trois
Xobineski Patruska
XX-XY

Especialistas
A forma do Jazz
Agenda Diplomatica
Arqueoblogo
Arquitectices
Arquivos do Cinefilo
Antonio Reis
Blog de Publicidade
Bola Verde
Caderneta da Bola
Causidicus
Clube de Fas do Jose Cid
Cum grano salis
Dicionario Diplomatico
Direito e Economia
Direitos
Empreender
Epiderme (Arquitectura)
Futeblog Total
Futebol Mesmo
Incursoes
Intervencoes Sonoras
Lifecooler (Turismo)
Maes (e pais tambem)
Maritimo
Megafone (Futebol)
Metablogue
Naufragium
Nietzsche e Schopenhauer
Noite Escura (Musica)
Notas Formais
Notas Verbais
O Cozinheiro
O Gang (Arquitectura)
Pardalitos do Choupal
O Portista
O Projecto (Arquitectura)
Ondas (Surf)
Respirar o mesmo ar
Sangue Leonino
Sempre Briosa
Sex in Lisbon
Simplesmente Briosa
Socio(B)logue 2.0
Teatro no Ar
Terceiro Anel
The Serendipitous Cacophonies
Toiradas
Upgrade
Ultimatos
Venda-se (Economia)
Via Rapida (Musica)
Vidro Azul (RUC)

Bussolas
Bloco de Notas
Blog Clipping
Blogo
Blogolicos Anonimos
Blogueio
Jornalismo e Comunicacao
Ponto Media
PTBloggers
Technorati Beta
Weblog em Portugal

Pessoal da Estiva
A Cagada
A Minha Pilinha
Adoro Mulheres
Merdas do Costume
O Meu Pipi
O Periodo
O Pipi vai nu
Penis Desorientado

Armada Invencivel
Uniao Blogues Livres

Homens ao Mar
A Mao Invisivel
A Praia
A Saga do Povo Portugues
ABsurdo
Aquele Outro
Aqui nao ha Poeta
Aviz
Barnabe
Blogo vos vejo
Blog de Esquerda (I)
Blog de Esquerda (II)
Bloguitica Internacional
Bloguitica Nacional
BZR
Caminhante
Catalaxia
Cidadao Livre
Coluna Infame
Comprometido Espectador
Conta Corrente
Criticar os Blogues
Cristovao de Moura
Cruzes Canhoto
De Direita
De Esquerda
Descobrimentos
Dicionario do Diabo
E a Cultura, Estupido
Einstein
Espigas ao Vento
Espigas ao Vento (II)
Estudos sobre o Comunismo (I)
Extravaganza-2003
Flor de Obsessao
Farpas
Fora do Mundo
French kissin'
Freira Dadaista
Heterodoxias
Intelligo
Janela Indiscreta
Jaquinzinhos
Latinista Ilustre
Lerias
Liberdade de Expressao
Linhas Tortas
Lista de Blogs
Macjete
Mata Mouros
Mephistofeles
Meridiano
Xanelcinco
Mukankala
Murmurios do Silencio
Nacional Porreirismo
Nao esperem nada de mim
No Quinto dos Imperios
O Complot
O Espectro
O Estado das Coisas
O Franco Atirador
O Maranhao
O Sinedrio
Outro, eu
Pais Relativo
Palavrar
Pano para mangas
Pela Santa Liberdade
Portugal e Arredores
Posto de Escuta
Pula Pulga
Quarta Vaga
Ref. Azul Electrico
Replicar
Revista Atlantico
Ruim
Socio(B)logue
Terras do Nunca
Thomaz vs. Cunhal
Tugir
Valete Fratres
Vendedora Peganhenta
Via da Verdade
Vitamina C
What do you represent
Whisky2000

Translate
Traducao

Arquivo
05/04/2003 - 05/11/2003 05/11/2003 - 05/18/2003 05/18/2003 - 05/25/2003 05/25/2003 - 06/01/2003 06/01/2003 - 06/08/2003 06/08/2003 - 06/15/2003 06/15/2003 - 06/22/2003 06/22/2003 - 06/29/2003 06/29/2003 - 07/06/2003 07/06/2003 - 07/13/2003 07/13/2003 - 07/20/2003 07/20/2003 - 07/27/2003 07/27/2003 - 08/03/2003 08/03/2003 - 08/10/2003 08/10/2003 - 08/17/2003 08/17/2003 - 08/24/2003 08/24/2003 - 08/31/2003 08/31/2003 - 09/07/2003 09/07/2003 - 09/14/2003 09/14/2003 - 09/21/2003 09/21/2003 - 09/28/2003 09/28/2003 - 10/05/2003 10/05/2003 - 10/12/2003 10/12/2003 - 10/19/2003 10/19/2003 - 10/26/2003 10/26/2003 - 11/02/2003 11/02/2003 - 11/09/2003 11/09/2003 - 11/16/2003 11/16/2003 - 11/23/2003 11/23/2003 - 11/30/2003 11/30/2003 - 12/07/2003 12/07/2003 - 12/14/2003 12/14/2003 - 12/21/2003 12/21/2003 - 12/28/2003 12/28/2003 - 01/04/2004 01/04/2004 - 01/11/2004 01/11/2004 - 01/18/2004 01/18/2004 - 01/25/2004 01/25/2004 - 02/01/2004 02/01/2004 - 02/08/2004 02/08/2004 - 02/15/2004 02/15/2004 - 02/22/2004 02/22/2004 - 02/29/2004 02/29/2004 - 03/07/2004 03/07/2004 - 03/14/2004 03/14/2004 - 03/21/2004 03/21/2004 - 03/28/2004 03/28/2004 - 04/04/2004 04/04/2004 - 04/11/2004 04/11/2004 - 04/18/2004 04/18/2004 - 04/25/2004 04/25/2004 - 05/02/2004 05/02/2004 - 05/09/2004 05/09/2004 - 05/16/2004 05/16/2004 - 05/23/2004 05/23/2004 - 05/30/2004 05/30/2004 - 06/06/2004 06/06/2004 - 06/13/2004 06/13/2004 - 06/20/2004 06/20/2004 - 06/27/2004 06/27/2004 - 07/04/2004 07/04/2004 - 07/11/2004 07/11/2004 - 07/18/2004 07/18/2004 - 07/25/2004 07/25/2004 - 08/01/2004 08/01/2004 - 08/08/2004 08/08/2004 - 08/15/2004 08/15/2004 - 08/22/2004 08/22/2004 - 08/29/2004 08/29/2004 - 09/05/2004 09/05/2004 - 09/12/2004 09/12/2004 - 09/19/2004 09/19/2004 - 09/26/2004 09/26/2004 - 10/03/2004 10/03/2004 - 10/10/2004 10/10/2004 - 10/17/2004 10/17/2004 - 10/24/2004 10/24/2004 - 10/31/2004 10/31/2004 - 11/07/2004 11/07/2004 - 11/14/2004 11/14/2004 - 11/21/2004 11/21/2004 - 11/28/2004 11/28/2004 - 12/05/2004 12/05/2004 - 12/12/2004 12/12/2004 - 12/19/2004 12/19/2004 - 12/26/2004 12/26/2004 - 01/02/2005 01/02/2005 - 01/09/2005 01/09/2005 - 01/16/2005 01/16/2005 - 01/23/2005 01/23/2005 - 01/30/2005 01/30/2005 - 02/06/2005 02/06/2005 - 02/13/2005 02/13/2005 - 02/20/2005 02/20/2005 - 02/27/2005 02/27/2005 - 03/06/2005 03/06/2005 - 03/13/2005 03/13/2005 - 03/20/2005 03/20/2005 - 03/27/2005 03/27/2005 - 04/03/2005 04/03/2005 - 04/10/2005 04/10/2005 - 04/17/2005 04/17/2005 - 04/24/2005 04/24/2005 - 05/01/2005 05/01/2005 - 05/08/2005 05/08/2005 - 05/15/2005 05/15/2005 - 05/22/2005 05/22/2005 - 05/29/2005 05/29/2005 - 06/05/2005 06/05/2005 - 06/12/2005 06/12/2005 - 06/19/2005 06/19/2005 - 06/26/2005 06/26/2005 - 07/03/2005 07/03/2005 - 07/10/2005 07/10/2005 - 07/17/2005 07/17/2005 - 07/24/2005 07/24/2005 - 07/31/2005 07/31/2005 - 08/07/2005 08/07/2005 - 08/14/2005 08/14/2005 - 08/21/2005 08/21/2005 - 08/28/2005 08/28/2005 - 09/04/2005 09/04/2005 - 09/11/2005 09/11/2005 - 09/18/2005 09/18/2005 - 09/25/2005 09/25/2005 - 10/02/2005 10/02/2005 - 10/09/2005 10/09/2005 - 10/16/2005 10/16/2005 - 10/23/2005 10/23/2005 - 10/30/2005 10/30/2005 - 11/06/2005 11/06/2005 - 11/13/2005 11/13/2005 - 11/20/2005 11/20/2005 - 11/27/2005 11/27/2005 - 12/04/2005 12/04/2005 - 12/11/2005 12/11/2005 - 12/18/2005 12/18/2005 - 12/25/2005 12/25/2005 - 01/01/2006 01/01/2006 - 01/08/2006 01/08/2006 - 01/15/2006 01/15/2006 - 01/22/2006 01/22/2006 - 01/29/2006 01/29/2006 - 02/05/2006 02/05/2006 - 02/12/2006 02/12/2006 - 02/19/2006 02/19/2006 - 02/26/2006 02/26/2006 - 03/05/2006 03/05/2006 - 03/12/2006 03/12/2006 - 03/19/2006 03/19/2006 - 03/26/2006 03/26/2006 - 04/02/2006 04/02/2006 - 04/09/2006 04/09/2006 - 04/16/2006 04/16/2006 - 04/23/2006 04/23/2006 - 04/30/2006 04/30/2006 - 05/07/2006 05/07/2006 - 05/14/2006 05/14/2006 - 05/21/2006 05/21/2006 - 05/28/2006 05/28/2006 - 06/04/2006 06/04/2006 - 06/11/2006 06/11/2006 - 06/18/2006 06/18/2006 - 06/25/2006 06/25/2006 - 07/02/2006 07/02/2006 - 07/09/2006 07/09/2006 - 07/16/2006 07/16/2006 - 07/23/2006 07/23/2006 - 07/30/2006 07/30/2006 - 08/06/2006 08/06/2006 - 08/13/2006 08/13/2006 - 08/20/2006 08/20/2006 - 08/27/2006 08/27/2006 - 09/03/2006 09/03/2006 - 09/10/2006 09/10/2006 - 09/17/2006 09/17/2006 - 09/24/2006 09/24/2006 - 10/01/2006 10/01/2006 - 10/08/2006 10/08/2006 - 10/15/2006 10/15/2006 - 10/22/2006 10/22/2006 - 10/29/2006 10/29/2006 - 11/05/2006 11/05/2006 - 11/12/2006 11/12/2006 - 11/19/2006 11/19/2006 - 11/26/2006 11/26/2006 - 12/03/2006 12/03/2006 - 12/10/2006 12/10/2006 - 12/17/2006 12/17/2006 - 12/24/2006 12/24/2006 - 12/31/2006 12/31/2006 - 01/07/2007 01/07/2007 - 01/14/2007 01/14/2007 - 01/21/2007 01/21/2007 - 01/28/2007 01/28/2007 - 02/04/2007 02/04/2007 - 02/11/2007 02/11/2007 - 02/18/2007 02/18/2007 - 02/25/2007 02/25/2007 - 03/04/2007 03/04/2007 - 03/11/2007 03/11/2007 - 03/18/2007 03/18/2007 - 03/25/2007 03/25/2007 - 04/01/2007 04/01/2007 - 04/08/2007 04/08/2007 - 04/15/2007 04/15/2007 - 04/22/2007 04/22/2007 - 04/29/2007 04/29/2007 - 05/06/2007 05/06/2007 - 05/13/2007 05/13/2007 - 05/20/2007 05/20/2007 - 05/27/2007 05/27/2007 - 06/03/2007 06/03/2007 - 06/10/2007 06/10/2007 - 06/17/2007 06/17/2007 - 06/24/2007 06/24/2007 - 07/01/2007 07/01/2007 - 07/08/2007 07/08/2007 - 07/15/2007 07/15/2007 - 07/22/2007 07/22/2007 - 07/29/2007 07/29/2007 - 08/05/2007 08/05/2007 - 08/12/2007 08/12/2007 - 08/19/2007 08/19/2007 - 08/26/2007 08/26/2007 - 09/02/2007 09/02/2007 - 09/09/2007 09/09/2007 - 09/16/2007 09/16/2007 - 09/23/2007 09/23/2007 - 09/30/2007 09/30/2007 - 10/07/2007 10/07/2007 - 10/14/2007 10/14/2007 - 10/21/2007 10/21/2007 - 10/28/2007 10/28/2007 - 11/04/2007 11/04/2007 - 11/11/2007 11/11/2007 - 11/18/2007 11/18/2007 - 11/25/2007 11/25/2007 - 12/02/2007 12/02/2007 - 12/09/2007 12/09/2007 - 12/16/2007 12/16/2007 - 12/23/2007 12/23/2007 - 12/30/2007 12/30/2007 - 01/06/2008 01/06/2008 - 01/13/2008 01/13/2008 - 01/20/2008 01/20/2008 - 01/27/2008 01/27/2008 - 02/03/2008 02/03/2008 - 02/10/2008 02/10/2008 - 02/17/2008 02/17/2008 - 02/24/2008 02/24/2008 - 03/02/2008 03/02/2008 - 03/09/2008 03/09/2008 - 03/16/2008 03/16/2008 - 03/23/2008 03/23/2008 - 03/30/2008 03/30/2008 - 04/06/2008 04/06/2008 - 04/13/2008 04/13/2008 - 04/20/2008 04/20/2008 - 04/27/2008 04/27/2008 - 05/04/2008 05/04/2008 - 05/11/2008 05/11/2008 - 05/18/2008 05/18/2008 - 05/25/2008 05/25/2008 - 06/01/2008 06/01/2008 - 06/08/2008 06/08/2008 - 06/15/2008 06/15/2008 - 06/22/2008 06/22/2008 - 06/29/2008 06/29/2008 - 07/06/2008 07/06/2008 - 07/13/2008 07/13/2008 - 07/20/2008 07/20/2008 - 07/27/2008 07/27/2008 - 08/03/2008 08/17/2008 - 08/24/2008 08/24/2008 - 08/31/2008 08/31/2008 - 09/07/2008 09/07/2008 - 09/14/2008 09/14/2008 - 09/21/2008 09/21/2008 - 09/28/2008 09/28/2008 - 10/05/2008 10/05/2008 - 10/12/2008 10/12/2008 - 10/19/2008 10/19/2008 - 10/26/2008 10/26/2008 - 11/02/2008 11/02/2008 - 11/09/2008 11/09/2008 - 11/16/2008 11/16/2008 - 11/23/2008 11/23/2008 - 11/30/2008 11/30/2008 - 12/07/2008 12/07/2008 - 12/14/2008 12/14/2008 - 12/21/2008 12/21/2008 - 12/28/2008 12/28/2008 - 01/04/2009 01/04/2009 - 01/11/2009 01/11/2009 - 01/18/2009 01/18/2009 - 01/25/2009 01/25/2009 - 02/01/2009 02/01/2009 - 02/08/2009 02/08/2009 - 02/15/2009 02/15/2009 - 02/22/2009 02/22/2009 - 03/01/2009 03/01/2009 - 03/08/2009 03/08/2009 - 03/15/2009 03/15/2009 - 03/22/2009 03/22/2009 - 03/29/2009 03/29/2009 - 04/05/2009 04/05/2009 - 04/12/2009 04/12/2009 - 04/19/2009 04/19/2009 - 04/26/2009 04/26/2009 - 05/03/2009 05/03/2009 - 05/10/2009 05/10/2009 - 05/17/2009 05/17/2009 - 05/24/2009 05/24/2009 - 05/31/2009 05/31/2009 - 06/07/2009 06/07/2009 - 06/14/2009 06/14/2009 - 06/21/2009 06/21/2009 - 06/28/2009 06/28/2009 - 07/05/2009 07/05/2009 - 07/12/2009 07/12/2009 - 07/19/2009 07/19/2009 - 07/26/2009 07/26/2009 - 08/02/2009 08/02/2009 - 08/09/2009 08/09/2009 - 08/16/2009 08/16/2009 - 08/23/2009 08/23/2009 - 08/30/2009 08/30/2009 - 09/06/2009 09/06/2009 - 09/13/2009 09/13/2009 - 09/20/2009 09/20/2009 - 09/27/2009 09/27/2009 - 10/04/2009 10/04/2009 - 10/11/2009 10/11/2009 - 10/18/2009 10/18/2009 - 10/25/2009 10/25/2009 - 11/01/2009 11/01/2009 - 11/08/2009 11/08/2009 - 11/15/2009 11/15/2009 - 11/22/2009 11/22/2009 - 11/29/2009 11/29/2009 - 12/06/2009 12/06/2009 - 12/13/2009 12/13/2009 - 12/20/2009 12/20/2009 - 12/27/2009 12/27/2009 - 01/03/2010 01/03/2010 - 01/10/2010 01/10/2010 - 01/17/2010 01/17/2010 - 01/24/2010 01/24/2010 - 01/31/2010 01/31/2010 - 02/07/2010 02/07/2010 - 02/14/2010 02/14/2010 - 02/21/2010 02/21/2010 - 02/28/2010 02/28/2010 - 03/07/2010 03/07/2010 - 03/14/2010 03/14/2010 - 03/21/2010 03/21/2010 - 03/28/2010 03/28/2010 - 04/04/2010 04/04/2010 - 04/11/2010 04/11/2010 - 04/18/2010 04/18/2010 - 04/25/2010 04/25/2010 - 05/02/2010 05/02/2010 - 05/09/2010 05/09/2010 - 05/16/2010 05/16/2010 - 05/23/2010 05/23/2010 - 05/30/2010 05/30/2010 - 06/06/2010 06/06/2010 - 06/13/2010 06/13/2010 - 06/20/2010 06/20/2010 - 06/27/2010 06/27/2010 - 07/04/2010 07/18/2010 - 07/25/2010 07/25/2010 - 08/01/2010 08/01/2010 - 08/08/2010 08/08/2010 - 08/15/2010 08/15/2010 - 08/22/2010 08/22/2010 - 08/29/2010 08/29/2010 - 09/05/2010 09/05/2010 - 09/12/2010 09/12/2010 - 09/19/2010 09/19/2010 - 09/26/2010 09/26/2010 - 10/03/2010 10/03/2010 - 10/10/2010 10/10/2010 - 10/17/2010 10/17/2010 - 10/24/2010 10/24/2010 - 10/31/2010 10/31/2010 - 11/07/2010 11/07/2010 - 11/14/2010 11/14/2010 - 11/21/2010 11/21/2010 - 11/28/2010 11/28/2010 - 12/05/2010 12/05/2010 - 12/12/2010 12/12/2010 - 12/19/2010 12/19/2010 - 12/26/2010 12/26/2010 - 01/02/2011 01/02/2011 - 01/09/2011 01/09/2011 - 01/16/2011 01/16/2011 - 01/23/2011 01/23/2011 - 01/30/2011 01/30/2011 - 02/06/2011 02/06/2011 - 02/13/2011 02/13/2011 - 02/20/2011 02/20/2011 - 02/27/2011 02/27/2011 - 03/06/2011 03/06/2011 - 03/13/2011 03/13/2011 - 03/20/2011 03/20/2011 - 03/27/2011 03/27/2011 - 04/03/2011 04/03/2011 - 04/10/2011 04/10/2011 - 04/17/2011 04/17/2011 - 04/24/2011 04/24/2011 - 05/01/2011 05/01/2011 - 05/08/2011 05/08/2011 - 05/15/2011 05/15/2011 - 05/22/2011 05/22/2011 - 05/29/2011 05/29/2011 - 06/05/2011 06/05/2011 - 06/12/2011 06/12/2011 - 06/19/2011 06/19/2011 - 06/26/2011 06/26/2011 - 07/03/2011 07/03/2011 - 07/10/2011 07/10/2011 - 07/17/2011 07/17/2011 - 07/24/2011 08/07/2011 - 08/14/2011 08/21/2011 - 08/28/2011 10/09/2011 - 10/16/2011 10/23/2011 - 10/30/2011 11/06/2011 - 11/13/2011 11/27/2011 - 12/04/2011 12/11/2011 - 12/18/2011 12/18/2011 - 12/25/2011 01/08/2012 - 01/15/2012 02/05/2012 - 02/12/2012 02/26/2012 - 03/04/2012