Mar Salgado

sábado, outubro 16:

UM PESO E DUAS MEDIDAS: Segundo o Instituto de Medicina Legal, em 2003, 33% das vítimas de acidentes de acidentes de viação apresentavam taxas iguais ou superiores a 1,2 gramas de álcool por litro de sangue. Noutros tempos da História das drogas, elas eram avaliadas em função do dano social que causavam. Quando digo avaliadas refiro-me ao enquadramento jurídico e às políticas criminais e sociais associadas. A cannabis deve ser terrívelmente nefasta do ponto de vista psiquiátrico, sanitário e delinquencial, porque rodoviáriamente é quase inocente. Só assim se compreende. Ou não.
 

posted by FNV on 9:06 da tarde # (1) comments

INTRIGANTE: Entre rumores e notícias de jornais ( O Expresso de hoje, por exemplo) diz-se que a Académica vai ceder a gestão do Estádio novo à TBZ por um valor mensal rondando os 40.000 contos. É muito e bom dinheiro. Mas como o estádio só enche (e relativamente) três vezes por ano, e desde o ano passado ( Stones) que não acolhe um espectáculo extra-futebol, pergunto-me como vai a TBZ ( multinacional suíça) pagar o que se diz que vai pagar. A empresa assumirá as despesas de manutenção do estádio e em dezenas de desafios não assistem aos jogos mais de cinco ou seis mil pessoas se tanto, o que calculo que siginicará um encargo pesado, mesmo que a empresa tenha boas ideias para rentabilizar o espaço. Por outro lado, a autarquia que tinha precisamente de suportar esse encargo fica livre como um passarinho. Bom, se tudo se passar como se diz por aí, só resta agradecer a generosidade da TBZ.
 

posted by FNV on 1:15 da tarde # (0) comments

sexta-feira, outubro 15:

BUTTIGLIONE: Não meu caro Neptuno, o editorial de JMF no Público de hoje não é excelente. É uma lástima. Buttiglione não é niguém na filosofia, é um mero académico que escreveu uns livros sobre o Papa e sobre S.Tomás de Aquino, ensinou no Liechtenstein, passou pela trituradora dos comunitaristas radicais de Washington; é (era) hoje professor de filosofia política na Universidade Pio V em Roma . Em Itália é apenas conhecido por ser um dogmático religioso. Como este há milhares pelo mundo fora.
Mas o osso da coisa é a suposta defesa de JMF do politicamente incorrecto: Buttiglione "diz o que pensa e não quer impôr nada a ninguém". Não tanto. Um "amigo do Papa" e Comissário Europeu não pode ter a veleidade de pensar que aquilo que diz é igual ao que eu digo. E sobretudo, representando um sector ultra-conservador da Igreja, deve ter cuidado com o que diz. Se houve na Europa até Dostoiévsky ter proclamado a morte de Deus, uma agência tenebrosa do politicamente correcto, foi a do Vaticano. Felicidade e fidelidade conjugal significavam fornicação larga para o macho e castidade violenta para a esposa. Um ataque epiléptico significava estar possuído pelo Diabo. Uma mulher divorciada era até há bem pouco tempo uma puta no largo da Igreja. E por aí fora.
Traz água no bico, vindo de um fanático religioso, essa separação entre o que se diz e o que os outros deveriam fazer. JMF está preocupado com os novos Torquemadas? Faz bem, é certo. Mas eu ainda me preocupo com os antigos.

PS ( dado que não tenho acesso à caixa de comentários): obrigado ao JMT pela correcção dos advérbios: sou um caso perdido, tantas as vezes que já fui avisado.
 

posted by FNV on 7:27 da tarde # (5) comments

TOLERÂNCIA DE ESQUERDA: Recorrendo ao caso concreto de Rocco Buttiglione, JM Fernandes, no excelente Editiorial do Público de hoje, desmistifica a auto-proclamada tolerância da esquerda, que mais não é do que uma intolerante e intolerável tirania do politicamente correcto. Como JMF bem avisa, é preciso estar atento contra esses Torquemadas dos tempos modernos.
 

posted by Neptuno on 4:51 da tarde # (0) comments

BRINES: Para o Luís, da Natureza do Mal ( link directo só disponível na coluna da direita), a propósito do imbecil Comissário Buttiglione:

La oreja izquierda es la nada,
la derecha es el olvido:
entre ellas dos suena el humo.
Nadie llamó ni se escapa,
ya no suena.
No hubo orejas.
Ni hubo izquierda ni hay derecha.
No hay silencio ni hay palabras.
No las hubo.


( Francisco Brines, Insistencias En Luzbel, 1977)
 

posted by FNV on 4:46 da tarde # (0) comments

COMPOSIÇÃO II: Eu, o meu pai e o Sr. Luís Filipe Vieira somos do Benfica. Ambos os três gostamos muito do Benfica embora o meu pai diga que ficavamos melhor só os dois. O Sr. Luís Filipe Vieira não liga ao que dizem os super-sumos da opinião e faz muito bem. Eu também não bebo opiniões, só Sumol de laranja. A minha mãe quando se zanga comigo diz que eu pareço o Sr.Luís Filipe Vieira a falar e eu fico todo orgulhoso porque ele é o presidente do meu Benfica. O Sr. Vieira é muito inteligente porque não queria pessoas do Porto no estádio no Domingo e não lhes vendeu bilhetes. Assim essas pessoas vão à mesma ao jogo mas não têm os bilhetes porque o Sr.Vieira não lhos vendeu. Eu quando crescer também quero ser bilheteiro como o Sr.Vieira que até aparece na televisão sem ser convidado.
 

posted by FNV on 4:21 da tarde # (1) comments

COMPOSIÇÃO I:Gosto muito dos Super-Dragões. Gosto deles porque vivem no Porto e não no resto do país. Os Super-Dragões são nossos amigos porque só visitam o resto do país de vez em quando. Os Super-Dragões sovaram a Dª Laura ( a Srª das lojas) quiseram sovar o Dr. Pacheco Pereira ( aquele da TV) à entrada de um hotel e obrigaram o Dr.Rui Rio ( não sei quem é) a ir passar um fim-de-semana ao Minho. Mas não foi por mal, foi por serem Super-Dragões. Os Super-Dragões cuspiram no Sr.Mourinho mas também não faz mal porque foi em Inglaterra e o meu pai diz-me que cada terra tem os seus costumes. Os Super-Dragões aparecem na televisão muitas vezes e eu quando crescer quero ser como eles.
 

posted by FNV on 3:23 da tarde # (2) comments

ACIMA DA LEI II: O ataque do Prof. Vital Moreira aos estudantes tem sido, desde que me conheço, implacável e cerrado! Numa das mais recentes investidas chama ironicamente "heróis" aos estudantes de Évora por terem fechado a sua Universidade à chave, insinuando que os estudantes, enquanto grupo social no seu todo, se acha acima da lei.
Não contesto a posição de VM, mas gostaria que perante situações como as que ocorreram ontem, quando professores barricaram a saída da Direcção-Geral dos Recursos Humanos da Educação impedindo a saída dos profissionais que lá trabalham, a sua posição fosse semelhante e acima de tudo igualmente célere!
Ou será que há grupos sociais que merecem ser mais criticados que outros?
 

posted by TRM on 3:35 da manhã # (1) comments

O COSTUME IV: Desta escuna serei aquele que há menos tempo se libertou da vida académica e associativa. Participei em muitas reuniões, discussões e manifestações. Assisti e presidi a muitas assembleias magnas, horas infindáveis em que nos sentiamos estar a discutir o futuro do mundo civilizado. Vi intervenções ridículas e outras geniais, propostas idealistas e algumas patéticas. Até observei um estudante a enfiar uma melancia na cara do presidente da Associação Académica de Coimbra. Mas cenas como as de 4ª feira nunca tinha assistido e o meu repúdio é total perante tais actos!
Mas também não posso deixar passar a posição do magnífico reitor que, a fazer fé no jornal público, "ainda ouviu duas intervenções de alunos que falaram em nome do Conselho das Repúblicas". É interessante o estado a que este reitor deixa chegar as coisas. Após ter falado o Presidente da Associação Académica de Coimbra, legítimo representante dos estudantes, ainda se digna a ouvir duas intervenções de estudantes que não se representam senão a si próprios! Numa Universidade em que a permissividade do reitor chega a este ponto, não se admirem que tais situações ocorram mais vezes no futuro...
 

posted by TRM on 2:41 da manhã # (0) comments

quinta-feira, outubro 14:

O COSTUME III: Há uns tempos atrás, Vital Moreira, confrontado com uma cena de praxe, questionava-se sobre o que é que o faz membro da mesma Universidade que os protagonistas. Depois de presenciar o que se passou ontem na Sala dos Capelos, a minha reacção imediata foi um pouco mais forte: senti que aquela vintena de indivíduos e eu não fazemos parte, de facto, da mesma instituição.
Todavia, reflectindo um pouco no tristíssimo episódio, creio que a Universidade serve, antes de mais, para partilhar valores; acima de todos, o respeito pela liberdade e pela convivência democrática. E, por isso, a Universidade ainda tem aqui um papel a desempenhar: é talvez a última oportunidade para convencer estes inimigos da liberdade que o seu comportamento é inadmissível em democracia. E, por isso, é imperioso que a Universidade não trate o episódio apenas como um desagradável "incidente político" e apure, naturalmente, a responsabilidade disciplinar dos intervenientes. Sob pena de a "Universidade sem condição" a que eu exortava há uns dias ficar refém, e indigna, de uma vintena de indivíduos.
PS: Mais uma coisa: o Presidente da Direcção Geral da AAC afirmou que "esta intervenção não foi aprovada na Magna, mas é fruto da revolta dos estudantes". Ora, se as "Magnas" servem para alguma coisa, a "intervenção" não pode ser vista como resultado da vontade da generalidade dos estudantes e dos seus representantes. Consequentemente, o Presidente da AAC deve condenar publicamente a "intervenção", feita à margem das deliberações de quem representa. A não ser que pretenda transformar a AAC no Herri Batasuna de uma extrema minoria.
 

posted by PC on 11:11 da tarde # (4) comments

SINÉSIO DE CIRENE Nasceu em Cirene no ano 370 D.C., viveu em Alexandria e em Constantinopla, e regressou a casa para morrer. É um pré-freudiano, no que à interpretação onírica diz respeito, embora inspirado em Eurípedes: Se os sonhos são proféticos e se as visões oníricas oferecem aos homens insinuações do que poderá ocorrer na realidade, podemos considerar os sonhos sábios mas não claros; ou então, o que é sábio neles é precisamente aquilo que não é claro.( "Sobre os sonhos", 131a) Nem mais.
 

posted by FNV on 8:38 da tarde # (0) comments

O COSTUME II: Complementando o anterior post do FNV, que eco teríamos na imprensa se, há quatro anos atrás, um grupo de reaccionários do PP entrasse pela Sala dos Capelos boicotando a abertura solene e gritando "Morte a Guterres"?
 

posted by Neptuno on 5:09 da tarde # (0) comments

O COSTUME:Um grupo de adeptos dos movimentos pró-vida e anti-aborto interrompia abruptamente uma conferência de imprensa das Women on Waves e dos seus anfitriões portugueses. Alguns elementos alcançavam a mesa dos oradores, apropriavam-se do microfone e desatavam a gritar palavras de ordem contra a médica holandesa Rebecca. Que leríamos na blogosfera bloquista e nos media alinhados ? Isto: "Cai a máscara aos fascistas, não respeitam a liberdade de expressão, etc ".
Mas se for um punhado de meninos bloquistas a envergonhar ( uma vez mais) o Reitor e a Universidade de Coimbra ( basta ler a manchete do Público de hoje) o bom povo adepto da "liberdade de expressão" assobia para o ar. É o costume: a minha liberdade vale mais do que a tua.
 

posted by FNV on 4:35 da tarde # (3) comments

QUINTA DAS CELEBRIDADES: Existirá algum fatalismo quanto aos destinos do nosso país neste novo programa da TVI? No fundo, transmite-nos uma realidade em que há uma estrela da companhia - mas que não é lider - que se pavoneia sempre que há uma câmara televisiva à espreita, mas que ignora a realidade da quinta e que diz o que lhe vem à cabeça, parecendo um actor sem guião, improvisando naturalmente. É acompanhado por um grupo de pessoas que não se consegue coordenar e em que não abunda a competência - fazendo perigar a viabilidade da quinta - perdendo-se em pequenas intrigas. Há grupos dentro do grupo, gente boa e gente má, um actor porno e há ainda um membro do grupo que tem problemas com umas casas enormes, que mandou construir na sua terrinha.
O programa ainda agora começou mas já é concertadamente atacado por todos os lados, questionando-se o critério que presidiu ao casting e imputando-lhe defeitos originados em programas anteriores . Em breve vão começar as expulsões, mas convém não esquecer que no fim há um membro que ganha... por ter mais votos.
 

posted by Neptuno on 4:28 da tarde # (0) comments

quarta-feira, outubro 13:

POR ACASO FAZ FALTA UMA MÁQUINA DO TEMPO: Sampaio foi receber um prémio de 90.000 euros a Espanha ( parabéns!) e encontrou Saramago. Saramago disse que "há uma intoxicação no nervo da honradez" e que "é necessário ressuscitar D.Afonso Henriques mas sem as pedras todas". Sampaio concorda com a ressuscitação, acrescentando "mas sabendo o que se sabe hoje". Se daqui de Coimbra de onde vos escrevo, ressucitassem também os colimbrianis, essa gente valorosa que andou com Geraldo Sem-Pavor, eu vos dizia o que aconteceria a estes dois místicos.
 

posted by FNV on 1:11 da tarde # (7) comments

DUREX SED SEX: A Durex ( www.durew.com) levou a cabo o maior estudo até hoje homologado sobre os hábitos sexuais dos habitantes do planeta, tendo entrevistado 350.000 pessoas de ambos os sexos, em 41 países. Os islandeses e restantes nórdicos são quem mais utiliza vibradores e brinquedos sexuais, estando também muito bem colocados no ranking de apaixonados de algemas&vendas. Os espanhóis adoram o spanking: 41% exercem-no regularmente.Neste capítulo os vietnamitas dizem népias: 56% dispensam qualquer artefacto ou técnica especial.. Já os chineses coitados, sofrem do mal de orgasmo: mais de 1 em cada 10 nunca experimentou nenhum. Na frequência do acto sexual os franceses levam a melhor - 137 vezes por ano - os asiáticos são o que menos praticam, desta vez o Vietname cede ( por pouco) o último posto ao Japão: apenas 46 truca-trucas per year. Cada mulher tem em média 7,2 parceiros (as) ao longo da sua vida, cada homem 12,4. A Durex diz-nos ainda que 25% das pessoas estudadas fingem orgasmos. Aposto que são os islandeses.
Olhei para este estudo e confirmei algo do qual já suspeitava: não ligo muito a sexo. Talvez por ter começado muito cedo, de forma frequente e acompanhado por mulheres mais velhas, com a idade desinteressei-me. Não sou particularmente dotado (embora as mulheres me achem atraente), apetece-me frequentemente interromper para ir fazer outras coisas, no Verão está muito calor e no Inverno faz demasiado frio. Um vietnamita ( excepto na idade da iniciação) é o que eu sou.
 

posted by FNV on 11:51 da manhã # (4) comments

MUDANÇA: O nosso médico de bordo regressou à nau em grande forma. E largou logo um libelo sobre a política de saúde actual que intitulou de "O óbvio". Pois a única coisa óbvia que eu vislumbrei no seu post foi uma sucessão de afirmações assentes em posições ideológicas que conduzem a uma conclusão enviesada.
O nosso TRM acaba como devia ter começado, concluindo que o Estado está em crise. Mas está em crise não por haver ou poder vir a haver lucro no negócio da Saúde (que horror !) nem por tal vil conceito se sobrepôr aos cidadãos. O Estado, ou melhor a gestão estatal da Saúde, está em crise porque o Estado não sabe gerir eficientemente, conduzindo a uma situação de défices acumulados no sector e incomportáveis num futuro próximo (como facilmente se vê). O fruto de cedências consecutivas aos interesses corporativos de médicos, enfermeiros e demais agentes do sector. O Estado, na Saúde como em muitos outros sectores, não consegue impor mecanismos de racionalização da sua gestão tão simples como a negociação de fornecimentos de bens e serviços em condições competitivas e adequadas às necessidades, a introdução de mecanismo de prémio ao mérito nas remunerações, na fiscalização do cumprimento das obrigações laborais dos seus funcionários ou até no controlo de eventuais sobre-prescrições médicas. Por isso, num momento de lucidez, o nosso TRM fala de poupanças nos hospitais SA.
O nosso TRM produz aliás afirmações assaz intrigantes no seu post. Ao contestar propostas de um grupo privado, afirma pereptoriamente que o encerramento ou concentração de hospitais com menos de 100 camas tem como objectivo o lucro e não o superior interesse das populações. Ora bem, eu pensava (porventura eradamente) que o «superior interesse das populações» era ter acesso a bons e eficientes cuidados de saúde, não ter hospitais com mais ou menos de 100 camas ou impedir que alguém tenha lucro ou seja legitimamente remunerado por um serviço que presta eficiente e rentavelmente. Pode até acontecer que esta medida faça sentido e tenha racionalidade económica e social nalguns locais e não noutros - lembro-me imediatamente por exemplo dos hospitais de Torres Novas, Abrantes e Tomar todos num raio de 40 km e construídos para satisfazer clientelas políticas locais, desbaratando milhões de contos (não é imediato, mas talvez a actual situação satisfaça os «superiores interesses das populações»).
Quanto à crítica da "anuência democrática dos cidadãos" gostava de mencionar que o governo cumpre o seu programa assente numa maioria parlamentar que saiu de eleições legislativas reconhecidas internacionalmente como limpas. E que o programa do maior partido da oposição nao é muito diferente (e com a nova liderança provavelmente quase igual). Mais "anuência democrática" é difícil.
Claro que o nosso TRM quer ter uma discussão em torno de jargões. Daí a menção à extinção do SNS. Poder-se-ia contra-argumentar que, ao garantir o acesso gratuito dos mais carenciados, e assegurando (por via privada ou através de novos modelos de gestão como as parcerias público-privadas) uma gestão mais rentável das unidades de saúde actualmente existentes, o Estado estaria afinal a salvar o SNS da sua falência próxima e certa. Mas a utilização destes dois argumentos - a extinção ou salvação - é mera retórica política para não discutir a vaca sagrada (o SNS).
Como a situação orçamental de há muitos anos para cá prova, está na altura de, também na Saúde, o Estado se concentrar em regular e fiscalizar e permitir a introdução no sistema de novos modelos de gestão e factores competitivos. Com esta evolução, lucraremos todos.

P.S. - Quanto ao jantar, volta sempre !
 

posted by NMP on 4:37 da manhã # (1) comments

O ÓBVIO: Após uns meses de trabalhos forçados no porão deste navio, regresso com um tema tão da minha estima que dele faço profissão: a saúde.
Na semana passada, em jantar com o nosso comandante, alertava para o caminho (óbvio) que este governo traça para a saúde, cuja meta final é, nem mais nem menos, a extinção do SNS e sua progressiva privatização!! Fui claro nos argumentos embora rapidamente tenha sido acusado de criar cenários hipotéticos e irrealistas...
Mas factos são factos. Os sinais já não são incipientes e é cada vez mais claro o que se irá passar. A actual política do medicamento é um fracasso, com um crescente aumento da despesa, e o modelo dos Hospitais SA outro fracasso é, com poupança e resultados incipientes, muitas vezes apenas alicerçados em manipulações contabilísticas.
Chega então a altura de decretar a falência do modelo e abrir portas a nova gestão. Esse passo começou a ser dado pelo próprio presidente da Entidade Reguladora da Saúde (ERS), que ainda mesmo antes de tomar posse já vem anuir à privatização dos "piores" hospitais SA, não excluindo que um ou outro Hospital SA venha a ser privatizado desde que tenha a "anuência democrática dos cidadãos" (esta também é boa!!).
A estas declarações juntam-se as prestadas pelo maior grupo privado na área da saúde em Portugal, o grupo José de Mello Saúde, que já esta semana desafiou o governo a concessionar-lhe a gestão dos Hospitais SA considerados mais problemáticos. Para um grupo que defende o encerramento ou concentração de todos os hospitais com menos de 100 camas, sem nunca ter em conta o superior interesse das populações por eles servidos, o seu objectivo é evidente: o lucro, única e exclusivamente!

E quando o lucro se sobrepõe ao cidadão, não é o estado que está em crise?
 

posted by TRM on 3:41 da manhã # (1) comments

DOIS CARTAZES: O primeiro sob a forma de aviso, tabuleta de madeira pintada à mão, está pregado num pau no Ilhéu das Flores, em S.Tomé e Princípe. Reza asim: " É expressamente proíbida a permanência de habitantes locais no cais de embarque durante a partida e chegada de passageiros". Há um "resort" gerido por uma portuguesa Sofia- qualquer- coisa, que diz ter tido (para esta e para outras patifarias, calculo) "o apoio do governo". E há os basbaques que gostam muito de lá estar "porque não há violência nem animais selvagens". Nem habitantes locais, acrescente-se. Tudo isto pode ser visto na TV2 ou na RTP África ou na RTP-N, em repetições várias.
O segundo divide-se. São duas folhas de papel saídas de uma impressora desempregada e pelo menos um par delas está afixado a uma árvore na Rua Conde de Ficalho, Lisboa. Uma tem um sol risonho e diz "viva a alegria" a outra tem um sol triste e aconselha "não à tristeza". O que lá fazem, pergunta o leitor que não viu telejornais hoje? São um protesto de moradores. Os moradores não querem uma mega-funerária à porta de casa, porque "já viu o que é uma criança de manhã ir para a escola e ver sair um caixão com pessoas a chorar?" interpelam eles o jornalista. Isto de querer morar longe da morte é um acto falhado: nunca estamos tão longe dela como quando choramos num cemitério. Mais valia que os moradores afixassem este aviso do grande Conde de Ficalho ( a meias com Musset) que dá o nome à rua em que habitam: Que Deus vos tenha na sua santa guarda, e vos livre dos romances modernos.
 

posted by FNV on 1:15 da manhã # (0) comments

PORTUGAL AMORDAÇADO: Por acaso, pensando nisso, não foi só o Prof. Marcelo e o Sr. Tavares jornalista do Correio do Oeste que foram pressionados por Santana Lopes. Eu também . Recordo-me de pelo menos uma vez, em 1994, quando Santana Lopes no programa Jogo Falado da RTP mandou calar todos os benfiquistas, já não sei a que propósito. Foi qualquer coisa do género " os benfiquistas que se calem, senão eu conto aqui ... ( não sei o quê)" .
Há indemnizações? É preciso mostrar o registo criminal?
 

posted by FNV on 1:03 da manhã # (0) comments

terça-feira, outubro 12:

SE NON È VERO, È BENE TROVATTO: O Paulo Gorjão no Bloguítica ( link directo indisponível com o meu Mac) pega num post meu ( Ser ou não ser) e oferece-nos ( post 2014) uma deliciosa teoria conspirativa acerca da decisão de Sampaio em dar posse a Santana Lopes.
 

posted by FNV on 7:32 da tarde # (1) comments

TELEVISÃO E PODER: Curioso, pela circunstância, este artigo do Le Monde, sobre um sociólogo que faz, em livro, o elogio da televisão, onde aliás, segundo ele, um político não pode mentir indefinidamente. Fica um excerto:
"(...) Dominique Wolton vient de publier un livre intitulé La Télévision au pouvoir (éditions Universalis). Il rappelait samedi soir que notre planète compte 6,5 milliards d'êtres humains et 3,5 milliards de postes de télévision. Dans son enthousiasme, il allait jusqu'à affirmer qu'un homme politique ne pouvait mentir indéfiniment à la télévision. "Ce qui passe à la télévision, dans la durée, c'est la vérité d'une personne", disait-il (...).
Pressuposto, claro está, que essa pessoa tenha - ou, talvez melhor, seja - uma verdade.
 

posted by PC on 3:37 da manhã # (0) comments

IN SEARCH OF DIEGUITO: Martin Amis sobre a autobiografia de El Pibe. Não faz mal, não faz mal, temos tudo gravado na retina.
 

posted by PC on 3:17 da manhã # (0) comments

THE SOPRANOS: Tem todos os truques de fidelização de uma soap, as fórmulas vencedoras, mas são todas boas porque agarram um público convencido de que não está a ver uma soap. Depois, 99% dos homens ( designação imprecisa, eu sei) identificam-se com Tony ( destemido, fodilhão) mas a série abre-lhes a possibilidade de se distanciarem dele quando desata a matar gente. Os restantes 1% dos tais homens também ficam contentes por serem homens e não serem como Tony Soprano.
Na galeria feminina a coisa opera milagres. As figuras principais são a mulher de Tony, co-mafiosa por demissão, arquétipo da mulher sofredora que mantém a casa unida mas já tem affaires. Do outro lado a psiquiatra/psicanalista muito mais inteligente culta e independente, mas divorciada e carente. O pior de dois mundos que faz as delícias da espectadora evoluída.
My cup of tea, a psicoterapia. Em primeiro lugar porque divide o dinheiro e o afecto, coisas que o mafioso não tolera. Nem nós: experimentem oferecer uma simples rosa à vossa amada no aniversário de namoro ( sobretudo se costumam ir buscá-la a casa num Jaguar). A psicoterapia divide dinheiro e afecto precisamente porque custa dinheiro, e o mafioso não percebe. Porque que das duas uma: ou a psi gosta dele e então ajuda-o de borla ( como os seus amigos), ou então não o trata ( mas também não lhe cobra) e vai para a cama com ele. No mundo mafioso, e este é o segundo aspecto, quem gosta de nós é porque nos deve alguma coisa. É o que muitos pais pensam dos filhos, confundindo amor com controlo. A psicoterapia é assim o lugar subversivo e verdadeiramente mafioso da série: a terapeuta acaba por sonhar lúbricamente com o terrível Tony, conhece-lhe os podres, ajuda-o, cobra-lhe as sessões mas mantém a ética profissional. recusando-se a ir para a cama com ele. Ou seja, come-o vivo.
 

posted by FNV on 2:56 da manhã # (3) comments

O QUE EU OUVI HOJE foi um magnífico concerto. Um metro e sessenta de um paraíbano mallarmaico, com um abacaxi plantado no cocuruto, sozinho com 3 guitarras, a fazer levantar um Gil Vicente meio vazio. Foi assim Chico César. E o Neptuno ter-se-ia orgulhado: o povo sabia as letras de cor.
 

posted by PC on 2:22 da manhã # (1) comments

segunda-feira, outubro 11:

VOTO DE LOUVOR: aos marinheiros e ao comandante desta mísera casca de noz, por não permitirem que a longa manus censória de que tanto se tem falado esvazie este oceano de opiniões - expressas, evidentemente, a título estritamente pessoal, e apenas responsabilizando os seus autores.
 

posted by Velho do Restelo on 11:13 da tarde # (0) comments

INJUSTO PARA ISTO, JUSTO PARA AQUILO: Afinal, o sistema fiscal, pelas suas distorções, é injusto demais para que, em vez que apenas quem nela circula, todos tenhamos que pagar com os impostos as auto-estradas (o primeiro-ministro disse-o), mas já é justo para pagarmos taxas moderadoras diferenciadas?
 

posted by Velho do Restelo on 10:19 da tarde # (0) comments

DEPOIS DE OUVIR: impõe-se a conclusão de que se confirmaram as piores previsões. A vacuidade de quem pensa que dispõe de uma "linha directa" para o povo, num acto de propaganda de que já nos havíamos desabituado. O balanço de toda a "obra", ao final de apenas três meses, foi particularmente elucidativo, bem como o ataque, pouco velado, ao Presidente da República, que teve a ousadia (!) de se manifestar preocupado com a amplíssima liberdade de imprensa de que se goza entre nós para criticar o governo, como os últimos dias revelaram. Para quem desconfia de que o principal partido da oposição, mesmo se mais moderado, também não terá condições para fazer as reformas de que o País precisa, é particularmente deprimente a perspectiva de nos atolarmos mais no buraco do atraso social, económico e financeiro, arrastados pelos líderes da actual maioria...
 

posted by Velho do Restelo on 10:05 da tarde # (0) comments

SEGUNDO ROUND: O segundo debate entre Bush e Kerry foi um embate mais equilibrado. Bush apresentou-se com uma energia renovada, num formato que favorece a sua natural espontaneidade e descontração. Kerry foi igualmente eficaz nalguns momentos, mas deixou passar em claro algua boas oportunidades de contrariar de Bush como a menção que este fez ao relatório Druefer, uma peça particularmente crítica de algumas decisões da Adinistração. E na segunda parte deixou-se arrastar para as suas respostas complicadas que nãp permitem perceber o quepensa sobre um dado assunto.
O mais interessante no debate foi o formato. O facto de as perguntas serem efectuadas pelo público permitiu algumas questões muito bem eleaboradas e perceber quais os assuntos com que o povo americano mais se preocupa. Surgiram questões sobre as nomeações para o Supremo Tribunal de Justiça e sobre a viabilidade das promessas económicas dos candidatos.
O tom do debate foi novamente bastante elevado, apesar dos ataques políticos constantes, o que contrastou com o debate entre os candidatos a vice-presidente em que Edwards quase chamou corrupto a Cheney e este lhe atirou à cara que o senador da Carolina do Norte era o menos assíduo do Senado.
Bush várias vezes mencionou os votos de Kerry, ao longo de vinte anos no Senado, para o qualificar de liberal. E Kerry fez da relação do Presidente com a verdade e a ciência um tema recorrente.
Nó final não houve um claro vencedor mas o facto deste debate ter sido mais equilibrado que o da semana anterior, em que Kerry superou Bush, pode ter servido para remoralizar as hostes republicanas. Quarta-feira no Arizona, num debate sobre temas domésticos, teremos o tira-teimas.
Vários observadores têm notado a possível presença, nestas eleições de um fenómeno contra-intuitivo nos resultados dos debates. É consensual que a força de Bush reside na política externa, na defesa e segurança e que o melhor terreno para Kerry é a política económica e social doméstica. Esta ideia generalizada é responsável pela criação de expectativas sobre o comportamento dos candidatos em cada um dos temas em debate. O primeiro debate foi sobre politica externa e de segurança - um tema aparentemente favorável a Bush. O facto de nesse debate Kerry se ter apresentado com um discurso consistente e ter sido capaz de discutir estas questões de igual para igual com o Presidente pode ter contribuído para a sua vitória no debate. Um fenómeno contrário poderá ocorrer na próxima quarta-feira.
A gestão das expectativas é aqui levada ao paroxismo. Nos dias que antecedem os debates, cada uma das campanhas esforça-se por elogiar desbragadamente as capacidades de debatente do seu adversário, por forma a conseguir inflaccionar as expectativas relativamente ao seu comportamento. Este é um sub-produto do sucesso da carreira política de George W. Bush que foi sempre subestimado. O seu principal conselheiro Karl Rove é um reconhecido especialista em baixar as expectativas em torno do seu candidato. Como referia elegantemente Al Gore, ele próprio derrotado por esta táctica nos debates em 2000, Karl Rove e George W. Bush ... elevated the lower expectations tactic to the category of a high art.
 

posted by NMP on 9:23 da tarde # (0) comments

MERECE ESTUDO. O efeito que o Primeiro-Ministro, ou uma sua simples comunicação, provoca em espíritos normalmente sensatos... Ainda não ouviram nada e já concluíram tudo.
 

posted by NMP on 7:55 da tarde # (0) comments

"FALA AO PAÍS": O primeiro-ministro logo "fala ao País". Mas espera-se, também, para além da atenção da "Alta Autoridade para a Comunicação Social", que não use teleponto, que prove saber ler, ou, se não ler, que consegue não deixar escapar qualquer promessa cara para todos nós pagarmos (como a deslocalização de qualquer Ministério para os Açores...). E, claro, mais do mesmo, que, aliás, todos já conhecíamos há muito tempo: como alguém disse hoje na TSF, todos nós temos um tecto, e para alguns (e com algum favor) não é mais alto do que a "Praia da Claridade".
 

posted by Velho do Restelo on 6:05 da tarde # (0) comments

SER OU NÃO SER No imortal terceiro acto 1ªcena, Hamlet hesita entre viver sofrendo os golpes do destino ou dar um fim ao mar de penas, morrer, dormir. Quando Sampaio decidiu dar posse a este governo julgo que foi um Hamlet que optou pela segunda alternativa. Na altura escrevi ao marujo VLX que iriamos assistir a um clima de luta sem quartel mas enganei-me na forma. Não é ainda na rua que a luta se trava, mas nos media, et pour cause. E Sampaio é culpado. Um dos efeitos da sua infeliz decisão foi o de criar a unanimidade fora do círculo governamental, o que esbate qualquer possibilidade de destrinçar a oposição à dupla Santana Lopes /Paulo Portas. Os inimigos de ontem concordam rumorejantes uns com os outros, os adversários de anteontem nem sequer discutem. Como este governo foi feito à pressa e sob pressão, as sua hipóteses de bem governar são diminutas. Preocupar-se-á por isso, como diz Pacheco Perereira e bem, apenas em ganhar eleições. E assim eu pergunto: que ganhamos nós com isto? Que ganhou a estabilidade, o mercado, o progresso do país, com estes dois anos de interlúdio? A menos que...
 

posted by FNV on 1:16 da tarde # (0) comments

CONSISTÊNCIA TEMPORAL: Nobel (Finn Kydland-Edward Prescott), além do mais, para a noção de time-consistency, com numerosas aplicações (incluindo, como se vê, por exemplo, aqui, a introdução de portagens nas auto-estradas: será que entre nós, se se tratasse de portagens por congestionamento, e não meramente financeiras, a solução óptima seria uma portagem baixa e um elevado nível de engarrafamento?). Torna particularmente importante a escolha dos instrumentos que os governos usam para se vincularem com credibilidade a uma política, e a percepção que desta credibilidade têm os actores económicos (designadamente, obriga os decisores a ter em conta regras institucionais da política, ou estratégias, dos legisladores futuros, logo quando elegem a política actual, num ponto fixo, garantindo que as suas estratégias são consistentes com o comportamento óptimo dos legisladores futuros). Talvez os policy-makers cá do bairro devessem dedicar mais atenção a estes aspectos...
 

posted by Velho do Restelo on 1:01 da tarde # (0) comments

SUPERMAN: Christopher Reeve, o actor que se celebrizou como Clark Kent a.k.a. Super-Homem, faleceu hoje. Reeve será recordado sempre como o Super Homem, personagem de ficçção, indutor e repositório dos nossos mais ousados e mesquinhos sonhos e ambições.
Ironia trágica, foram a sua vulnerabilidade e determinação corajosa em superar os limites das dificuldades que a Vida e o Destino lhe impuseram, que lhe deram oportunidade de superar a sua condição de mero actor ou personagem de ficção. Foi a tragédia que lhe deu espaço to get real.
Da estranha e implacável partida que a vida lhe pregou, Reeve legou-nos um (eventualmente involuntário) exemplo: que a melhor maneira de ser um superhomem é encarar de boa cara o imprevisível e inevitável infortúnio. Superando assim os limites da pachorrenta e passageira condição humana.
 

posted by NMP on 7:31 da manhã # (1) comments

O QUE ARDE CURA Devido a dificuldades técnicas o post anterior foi publicado sem edição. A lengalenga estóica era a propósito do ataque à depressão que a DGS ( não essa, a da Saúde), segundo o Público de ontem, vai levar a cabo contra "a depressão". Parece que há dinheiros comunitários para gastar, não sei bem, logo se verá. Mas se a depressão for como eu penso, uma doença de excesso de esperança, bastará enviar os portugueses à vez, para a Angola ou Etiópia.
 

posted by FNV on 1:55 da manhã # (1) comments

domingo, outubro 10:

A PACIÊNCIA E A ESPERANÇA: Leibniz dizia que a moral estóica era a arte da paciência sem esperança. Existe aqui evidentemente uma dupla cruz da paciência: ou estoica ou cartesiana. O sábio estóico exerce a sua virtude pacientemente, dominando a vontade e não esperando nada do tempo que virá; o cristão cartesiano projecta sobre o horizonte temporal a esperança de que o mundo faça sentido. De fora, longe do debate, a vontade de Deus.
Que podemos esperar quando os cães estão vivos e o vinho aquece o copo? Que isso signifique alguma coisa, o prazer abrindo a porta a outros, por repetição. O orgulhoso estóico apraz-se em ter afagado o cão e bebido o vinho. Pode ser-se feliz sem esperar que o dia de amanhã seja melhor do que o de hoje? Claro que não. Mas quem quer ser feliz se acabou de o ser? Dando a palavra a Jacques Brel ( "Avec élégance):

Savoir qu'on a toujours eu peur
Savoir son poids de lâchetê
Pouvoir se passer de bonheur
Savoir ne plus se pardonner
Et
N'avoir plus grand chose à rêver
Mais écouter son coeur qui danse
Etre désespéré
Mais avece desesperance

 

posted by FNV on 9:05 da tarde # (0) comments

O MUNDO PULA E AVANÇA: E não é que hoje os afegãos foram votar para as Presidenciais nas primeiras eleições democráticas do país. E que, apesar de notícias de algumas fraudes e problemas, (que só para relembrar, também existem entre nós ou nos EUA), a votação parece ter "decorrido em clima democrático" segundo os observadores internacionais de perigosas organiações imperialistas como a ONU e aUE.
Estaremos perante um povo que ainda não percebeu que os americanos apenas os invadiram para subverter as suas ancestrais tradições e impôr um modelo que não lhes serve ? Será que os afegãos não dão ouvidos aos alertas lançados por dezenas de jornalistas e intelectuais europeus sob a impossibilidade de haver democracias em certos países ? Andarão os afegãos totalmente sob o efeito de opiáceos ?
 

posted by NMP on 7:00 da tarde # (2) comments

O INIMIGO ESTÁ ENTRE NÓS: Emito uma urgente ordem de bordo para que o psicólogo e médico da nau (FNV e TRM) dediquem especial atenção ao nóvel Por Mão Própria: não lhe basta escrever sob pseudónimo, insiste em escrever sob os nomes de outrém.
O uso da citação de um conhecido socialista e marxista como mote deste acto de terrorismo blogosférico pode ser uma pista para um certo gosto pela falsificação e mistificação da realidade e a História. O caso pode, no entanto, ter contornos mais patológicos.
Não querendo meter a foice em seara alheia, parece-me que o indivíduo em causa pode ser estabilizado com doses adequadas de Lexotans e Xanaxes. Deixo ao vosso douto critério.
 

posted by NMP on 6:45 da tarde # (1) comments

ERA SÓ FUMAÇA: O ataque pseudo-anarca conduzido pelo mais novo marinheiro desta nau, PMP e traduzido na série de posts anteriores. Como castigo para a traquinice sugiro ao Comandante que obrigue o novel marujo a ver a colecção completa dos frangos do guarda-redes Ricardo.
 

posted by FNV on 4:03 da tarde # (0) comments

PORQUE NÃO?

Some men see things as they are and say, "Why?"
I dream of things that never were and say: "Why not?"
George Bernard Shaw


E se esta mísera casca de noz virasse?
Anarquia metabloguística (2021):


Domingo, Outubro 10:


DE PROFUNDIS: Não quero cessar a minha colaboração neste blogue sem novamente apelar ao cumprimento de um dever cívico, moral e político: pela terceira vez, lembro a memória do jornalista, do colunista, do economista, do artista e do humanista, que, já há mais de quinze anos, me levava malgré soi (et moi...) a comprar diariamente o DN, e que só no final da década de 10 comecei maduramente a apreciar em toda a sua profundidade, pela opinião firme e convicta, o estilo límpido, a coragem de quem sabe, a clareza de ideias. Volta Luís Delgado, estás perdoado!


Posted by PC on 9:30 AM # (0) comments


ERA TUDO TRETA! Desde que Seanrod&Stein, 2009, Tacci, 2010, e Berger&Weissbaum, 2015 provaram, com estudos empíricos irrefutáveis, que todas as disposições e pensamentos humanos podiam ser reconduzidos a meros estados físicos, mostrando os sinais químicos e eléctricos a que efectivamente se reduzem e a correlação entre cada um e o seu efeito (pensamento, sensação, predisposição, tendência, etc.), que ilusões de outrora, como a psicologia e a filosofia, nunca mais se levantaram... Estão tão enterrados como as religiões da Antiguidade. Não vos esqueçais: queimai todos os livros!


Posted by FNV on
5:30 AM # (0) comments

A LUTA CONTINUA! Camaradas: não podemos baixar outra vez os braços perante nova tentativa dos patrões de retirarem poder de compra aos trabalhadores! As contradições internas do sistema de exploração em que vivemos levarão em pouco tempo à tomada do poder pelo novo proletariado!


Posted by VLX on 9:30 PM # (0) comments

LINK: Saúdo a longevidade e objectividade de um dos melhores blogues universais (aqui).


Posted by Neptuno on 4:52 AM # (728) comments


DEUS, PÁTRIA E FAMÍLIA: A trindade que nos rege!

Posted by TRM on 9:30 AM # (0) comments


GRINGOS, NÃO!
Esta escuna renova o boicote que há dez anos instituiu a quaisquer referências a assuntos ou matérias relacionados com os Estados Unidos. A liberdade de nagevação e expressão tem de conhecer aqui com os limites da necessária luta contra o novo imperialismo dos mares: mare clausum!


Posted by NMP on 9:30 AM # (1435) comments

 

posted by Velho do Restelo on 1:39 da tarde # (1) comments

CITAÇÃO do obituário (no Le monde) do último dos "penseurs de 68":

«"Je n'ai jamais fait de longs séjours aux Etats-Unis, le plus clair de mon temps ne se passe pas là-bas. Cela dit, la réception de mon travail y a été effectivement plus généreuse, plus attentive, j'y ai rencontré
moins de censure, de barrages, de conflits qu'en France", déclarait-il récemment au journal L'Humanité
 

posted by Velho do Restelo on 4:44 da manhã # (0) comments

TRIBUTO: Há uns tempos atrás, deixei aqui um link para uma notável entrevista de Jacques Derrida ao Le Monde, também apreciada pelo Portugal dos Pequeninos.
Hoje deixo alguns excertos de um livrinho de 2001, L'Université sans Condition (Ed. Galilée, 2001), editado em Portugal pela Angelus Novus (2003; trad. de Américo A. L. Diogo, com posfácio da minha antiga professora de Filosofia, Fernanda Bernardo); aí se reproduz uma conferência proferida em Stanford (Califórnia) em 1998, que me impressionou particularmente, e que pode ajudar a compreender a francofilia, hoje tão anatemizada, de que sofrem muitos da minha geração:
" (...) a universidade moderna deveria existir sem condição. (...) Mais além da chamada liberdade académica, esta universidade exige, e deveria ser-lhe em princípio reconhecida, uma liberdade incondicional de questionamento e proposição, e mesmo, o que é mais, o direito de dizer publicamente quanto exigem uma pesquisa, um saber e um pensamento da verdade.
(...) a universidade sem condição não se situa necessariamente nem exclusivamente nos precintos do que hoje se chama a universidade. Não se acha necessariamente, exclusivamente, exemplarmente representada na figura do professor. Tem lugar, procura o seu lugar em todos os lugares onde essa incondicionalidade possa anunciar-se.
(...) Desconheço se o que assim digo é inteligível, se tem um sentido. Está com efeito em pauta o sentido do sentido. Desconheço sobretudo qual seja o estatuto, o género ou a legitimidade do discurso que acabo de dirigir-vos.
(...) A estes respeitos disponho de algumas hipóteses, mas finalmente, a partir de agora a vós incumbirá, a outros também, o decidir. Os signatários são também destinatários. Não os conhecemos, nem vós nem eu. Porque deste impossível de que falo, se por ventura um dia chegar, a vós deixo o imaginar as consequências.
Levem o tempo que quiserem, mas despachem-se, pois não sabem o que vos está guardado".
 

posted by PC on 1:43 da manhã # (0) comments


This site is powered by Blogger because Blogger rocks!



Mar de opinioes, ideias e comentarios. Para marinheiros e estivadores, sereias e outras musas, tubaroes e demais peixe graudo, carapaus de corrida e todos os errantes navegantes.

Velhos lobos do mar

Tripulação
Filipe Nunes Vicente (FNV)
Nuno Mota Pinto (NMP)
Vasco Lobo Xavier (VLX)
Ze Pedro Dordio (Neptuno)

Mensagens SOS
lobosdomar2 at gmail.com

Subscribe in a reader

Vagas de Fundo
35 mm
A a Z (Nuno Judice)
A Bordo
A Destreza das Dúvidas
A Espuma dos Dias
A Invencao de Morel
A Mesa de Cafe
A Montanha Magica
A Natureza do Mal
A Origem das Especies
A Terceira Noite
A Voz do Deficiente
Aba de Heisenberg
Actual
Adufe
Aforismos e Afins
Albergue Espanhol
Alexandre Soares Silva
Almanaque Republicano
Almocreve das Petas
Amor e Ocio
Angulo Morto
Aurea Mediocritas
Azul Cobalto
Babugem
Bandeira ao Vento
Beco das Imagens
Bem pelo Contrario
Bibliotecario de Babel
...bl-g- -x-st-
Bloguitica
Blogues - Parlamento
Bombyx-mori
Camara Corporativa
Camara de Comuns
Campo de Afectos
Carreira da India
Casa em Construcao
Casmurro
Choque de Geracoes
Citador
Cocanha
Companhia de Mocambique
Complexidade e Contradicao
Conta Natura
Contrafactos
Contra Indicado
Corta Fitas
Critico Musical
Daily Make-Up
Da Literatura
Delito de Opiniao
Defender o Quadrado
Der Terrorist
Dias Felizes
DOTeCOMe
Educacao Sentimental
Escrito a Lapis
Esplanar
Esquina do Rio
Essencial ou Acessorio
Estado Civil
Estado do Sitio
Estudos sobre o Comunismo
Estrangeirados
Eternuridade
Foram-se os Aneis/Os Dedos
Futuro Presente
G. Civil Espanhola
Gavea
Gloria Facil
hARDbLOG
Hipatia
Hole Horror
Hotel Sossego
Ilhas
Humanae Litterae
Imprensa Internacional
Industrias Culturais
Intima Fraccao
Janela para o Rio
Jansenista
Joel Neto
Klepsydra
Lampada Magica
Lei Seca
Leitura Partilhada
letraminuscula
LER (Revista)
Margens de Erro
Mas certamente que sim!
Ma-Schamba
Mau Tempo no Canil
Medico Explica
Mel com Cicuta
Melancomico
Memoria Inventada
Memoria Virtual
Metablog
Minha Rica Casinha
Miniscente
Miss Pearls
Modus Vivendi
Mostarda
Nariz de Ferro
Na Trilha de Moebius
No Arame
Nonio
O Ceu sobre Lisboa
O Jardim Asssombrado
O Mocho
O Pulo do Gato
O Sinico
O Regresso a Veneza
O Valor das Ideias
Oficina das Ideias
Passado/Presente
Pastoral Portuguesa
Pastilhas
Periferica
Pobre e Mal Agradecido
Portugal Contemporaneo
Portugal dos Pequeninos
Prazer Inculto
Professorices
Prosa Solta
Quadratura do Circulo
Quase em Portugues
Quase Famosos
Quatro Caminhos
Quezia
A Reforma da Justica
Renas e Veados
Respirar o mesmo Ar
Respublica
Retorica e Persuasao
Retorta
Rocketboom
Roma Antiga
Rua da Castela
Rua da Judiaria
Senhor Palomar
Sentidos da Vida
Seta Despedida
Sete Sombras
Sitio dos Haikais
Sobre o tempo que passa
Sociedade Harmonia
Solvstag
Sopa de Pedra
Sound+Vision
SOS Racismo
Spectrum
Suction with Valchek
Sulmoura
Sushi Leblon
Tempo Dual
Terra da Alegria
Textos de Contracapa 2
Tomara que caia
Torreao Sul
True Lies
Turing Machine
Um blog sobre Kleist
Uniao de Facto
Universos Desfeitos
Vida Breve
Vitriolica webb's ite
Xupacabras
White Rabbit

O bom bordo
A Arte da Fuga
A Causa foi Modificada
ABC do PPM
Abrupto
Acho eu
Almariado
Azimutes
Blasfemias
Blogue dos Marretas
Blue Lounge
Bomba Inteligente
Caminhos Errantes
Causa Liberal
Contra a Corrente
Desesperada Esperanca
Esmaltes e Joias
Fumacas
Gattopardo
Gato do Cheshire
Homem a Dias
Impertinencias
Loja do Queijo Limiano
Nem Tanto ao Mar...
Nortadas
Notas Soltas
O Cachimbo de Magritte
O Insubmisso
O Insurgente
O Sitio (JP Coutinho)
Observador
4R - Quarta Republica
Republicas Mortas
Sexta Coluna
Traducao Simultanea
Tomar Partido
31 da Armada
Vasco Campilho
Virtualidades
Vox Pop (Paulo Gorjao)
Voz do Deserto

O outro bordo
2+2=5
A Barbearia do Sr. Luis
Abrangente
Anti-Direita Portuguesa
Arquivo (Pedro Adao e Silva)
Arrastao
Aspirina B
Avatares de Desejo
Avesso do Avesso
Bicho Carpinteiro
Blogo Social Portugues
Causa Nossa
Cinco Dias
Cobra Cuspideira
Descredito
Ex-Ivan Nunes
French kissin'
Forum Cidade
Grao de Areia
Hoje ha Conquilhas...
Independencias
Irmao Lucia
Irreflexoes
Jugular
Ladroes de Bicicletas
Laranja Amarga
Linha de Conta
O Amigo do Povo
O Canhoto
O Tempo das Cerejas
Os Tempos que Correm
Pais Relativo
Palavra Aberta
Peao
Puxa Palavra
Tempo dos Assassinos
Zero de Conduta

Boa Onda
100nada
7000 Nomes
3 Tesas
A Espada Relativa
A Origem do Amor
A Tasca
A Toca do Gato
Abobada Palatina
Abutres
Albergue dos Danados
Alcagoita
Alfacinha
Amicus Ficaria
Anarca Constipado
Ardazorelhas
Armada Invisivel
Azul Limao
Balta-zar
Bazonga da Kilumba
Beatas
Big-head Motel
Blog Sem Nome
Blogame Mucho
Blogotinha
Blogue dos Putos
Cao de Guarda
Carta de Amor
Cerco do Porto
Chaparro
Chapeleiro Louco
Cheiro a Torradas
Cibertulia
Cimbalino
Conversa na Travessa
Conversas de Cafe
Controversa Maresia
Cronicas Matinais
Daedalus
Desblogueador de Conversa
Desejo Casar
Dias que Voam
El Coronel
Elogio da Ginja
Epicurtas
Ernesto Cadaval
Exacto
Flores do Campo
Forcas de Blogueio
Gabardina
Gato Fedorento
Grupo do Pato
Hora Absurda
Impensavel
Internet para Domesticas
Intimista
Irmao Lucia
Lapis de Cor
Lapis de Minas
Linha de Cabotagem
Lobi do Cha
Loira Gasta
Mais coisa menos coisa
Maizumpomonte
Manos Metralha
Maus Figados
Meia Livraria
Minimalismo
Ministerio do Bom Senso
Misterio
Morte aos Feios
Mostrengos
Mulheres e Deusas
My Moleskine
Niilista Optimista
No Parapeito
Nucleo Duro
O Anacleto
O Bisturi
O Carimbo
O Jumento
O Piolho da Solum
O Proletario Vermelho
O Velho da Montanha
O Vilacondense
Ocidental Praia
Office Lounging
Opinion Desmaker
Os Outros de Nos
Outro lado da Lua
Papoila
Pirilampo Magico
Planeta-Reboque
Ponto e Virgula
Rata Maluka
Revisao da Materia
Sabor a Sal
Santa Ignorancia
Sebenta
Sem Penis nem Inveja
Sem querer penso
Ser Portugues (ter que)
Sexo dos Anjos
Silhuetas
Sociedade Anonima
Substrato
The Amazing Trout Blog
The Dying Animal
The Galarzas
The Ultimate Bitaite
Torneiras de Freud
Tragico-Come(r)dia
Trenguices
Tudo menos Politica
Um pouco mais de Sul
Umbigo
Undisclosed-Recipient
Vamos Lixar Tudo
Vela Latina
Womenage a Trois
Xobineski Patruska
XX-XY

Especialistas
A forma do Jazz
Agenda Diplomatica
Arqueoblogo
Arquitectices
Arquivos do Cinefilo
Antonio Reis
Blog de Publicidade
Bola Verde
Caderneta da Bola
Causidicus
Clube de Fas do Jose Cid
Cum grano salis
Dicionario Diplomatico
Direito e Economia
Direitos
Empreender
Epiderme (Arquitectura)
Futeblog Total
Futebol Mesmo
Incursoes
Intervencoes Sonoras
Lifecooler (Turismo)
Maes (e pais tambem)
Maritimo
Megafone (Futebol)
Metablogue
Naufragium
Nietzsche e Schopenhauer
Noite Escura (Musica)
Notas Formais
Notas Verbais
O Cozinheiro
O Gang (Arquitectura)
Pardalitos do Choupal
O Portista
O Projecto (Arquitectura)
Ondas (Surf)
Respirar o mesmo ar
Sangue Leonino
Sempre Briosa
Sex in Lisbon
Simplesmente Briosa
Socio(B)logue 2.0
Teatro no Ar
Terceiro Anel
The Serendipitous Cacophonies
Toiradas
Upgrade
Ultimatos
Venda-se (Economia)
Via Rapida (Musica)
Vidro Azul (RUC)

Bussolas
Bloco de Notas
Blog Clipping
Blogo
Blogolicos Anonimos
Blogueio
Jornalismo e Comunicacao
Ponto Media
PTBloggers
Technorati Beta
Weblog em Portugal

Pessoal da Estiva
A Cagada
A Minha Pilinha
Adoro Mulheres
Merdas do Costume
O Meu Pipi
O Periodo
O Pipi vai nu
Penis Desorientado

Armada Invencivel
Uniao Blogues Livres

Homens ao Mar
A Mao Invisivel
A Praia
A Saga do Povo Portugues
ABsurdo
Aquele Outro
Aqui nao ha Poeta
Aviz
Barnabe
Blogo vos vejo
Blog de Esquerda (I)
Blog de Esquerda (II)
Bloguitica Internacional
Bloguitica Nacional
BZR
Caminhante
Catalaxia
Cidadao Livre
Coluna Infame
Comprometido Espectador
Conta Corrente
Criticar os Blogues
Cristovao de Moura
Cruzes Canhoto
De Direita
De Esquerda
Descobrimentos
Dicionario do Diabo
E a Cultura, Estupido
Einstein
Espigas ao Vento
Espigas ao Vento (II)
Estudos sobre o Comunismo (I)
Extravaganza-2003
Flor de Obsessao
Farpas
Fora do Mundo
French kissin'
Freira Dadaista
Heterodoxias
Intelligo
Janela Indiscreta
Jaquinzinhos
Latinista Ilustre
Lerias
Liberdade de Expressao
Linhas Tortas
Lista de Blogs
Macjete
Mata Mouros
Mephistofeles
Meridiano
Xanelcinco
Mukankala
Murmurios do Silencio
Nacional Porreirismo
Nao esperem nada de mim
No Quinto dos Imperios
O Complot
O Espectro
O Estado das Coisas
O Franco Atirador
O Maranhao
O Sinedrio
Outro, eu
Pais Relativo
Palavrar
Pano para mangas
Pela Santa Liberdade
Portugal e Arredores
Posto de Escuta
Pula Pulga
Quarta Vaga
Ref. Azul Electrico
Replicar
Revista Atlantico
Ruim
Socio(B)logue
Terras do Nunca
Thomaz vs. Cunhal
Tugir
Valete Fratres
Vendedora Peganhenta
Via da Verdade
Vitamina C
What do you represent
Whisky2000

Translate
Traducao

Arquivo
05/04/2003 - 05/11/2003 05/11/2003 - 05/18/2003 05/18/2003 - 05/25/2003 05/25/2003 - 06/01/2003 06/01/2003 - 06/08/2003 06/08/2003 - 06/15/2003 06/15/2003 - 06/22/2003 06/22/2003 - 06/29/2003 06/29/2003 - 07/06/2003 07/06/2003 - 07/13/2003 07/13/2003 - 07/20/2003 07/20/2003 - 07/27/2003 07/27/2003 - 08/03/2003 08/03/2003 - 08/10/2003 08/10/2003 - 08/17/2003 08/17/2003 - 08/24/2003 08/24/2003 - 08/31/2003 08/31/2003 - 09/07/2003 09/07/2003 - 09/14/2003 09/14/2003 - 09/21/2003 09/21/2003 - 09/28/2003 09/28/2003 - 10/05/2003 10/05/2003 - 10/12/2003 10/12/2003 - 10/19/2003 10/19/2003 - 10/26/2003 10/26/2003 - 11/02/2003 11/02/2003 - 11/09/2003 11/09/2003 - 11/16/2003 11/16/2003 - 11/23/2003 11/23/2003 - 11/30/2003 11/30/2003 - 12/07/2003 12/07/2003 - 12/14/2003 12/14/2003 - 12/21/2003 12/21/2003 - 12/28/2003 12/28/2003 - 01/04/2004 01/04/2004 - 01/11/2004 01/11/2004 - 01/18/2004 01/18/2004 - 01/25/2004 01/25/2004 - 02/01/2004 02/01/2004 - 02/08/2004 02/08/2004 - 02/15/2004 02/15/2004 - 02/22/2004 02/22/2004 - 02/29/2004 02/29/2004 - 03/07/2004 03/07/2004 - 03/14/2004 03/14/2004 - 03/21/2004 03/21/2004 - 03/28/2004 03/28/2004 - 04/04/2004 04/04/2004 - 04/11/2004 04/11/2004 - 04/18/2004 04/18/2004 - 04/25/2004 04/25/2004 - 05/02/2004 05/02/2004 - 05/09/2004 05/09/2004 - 05/16/2004 05/16/2004 - 05/23/2004 05/23/2004 - 05/30/2004 05/30/2004 - 06/06/2004 06/06/2004 - 06/13/2004 06/13/2004 - 06/20/2004 06/20/2004 - 06/27/2004 06/27/2004 - 07/04/2004 07/04/2004 - 07/11/2004 07/11/2004 - 07/18/2004 07/18/2004 - 07/25/2004 07/25/2004 - 08/01/2004 08/01/2004 - 08/08/2004 08/08/2004 - 08/15/2004 08/15/2004 - 08/22/2004 08/22/2004 - 08/29/2004 08/29/2004 - 09/05/2004 09/05/2004 - 09/12/2004 09/12/2004 - 09/19/2004 09/19/2004 - 09/26/2004 09/26/2004 - 10/03/2004 10/03/2004 - 10/10/2004 10/10/2004 - 10/17/2004 10/17/2004 - 10/24/2004 10/24/2004 - 10/31/2004 10/31/2004 - 11/07/2004 11/07/2004 - 11/14/2004 11/14/2004 - 11/21/2004 11/21/2004 - 11/28/2004 11/28/2004 - 12/05/2004 12/05/2004 - 12/12/2004 12/12/2004 - 12/19/2004 12/19/2004 - 12/26/2004 12/26/2004 - 01/02/2005 01/02/2005 - 01/09/2005 01/09/2005 - 01/16/2005 01/16/2005 - 01/23/2005 01/23/2005 - 01/30/2005 01/30/2005 - 02/06/2005 02/06/2005 - 02/13/2005 02/13/2005 - 02/20/2005 02/20/2005 - 02/27/2005 02/27/2005 - 03/06/2005 03/06/2005 - 03/13/2005 03/13/2005 - 03/20/2005 03/20/2005 - 03/27/2005 03/27/2005 - 04/03/2005 04/03/2005 - 04/10/2005 04/10/2005 - 04/17/2005 04/17/2005 - 04/24/2005 04/24/2005 - 05/01/2005 05/01/2005 - 05/08/2005 05/08/2005 - 05/15/2005 05/15/2005 - 05/22/2005 05/22/2005 - 05/29/2005 05/29/2005 - 06/05/2005 06/05/2005 - 06/12/2005 06/12/2005 - 06/19/2005 06/19/2005 - 06/26/2005 06/26/2005 - 07/03/2005 07/03/2005 - 07/10/2005 07/10/2005 - 07/17/2005 07/17/2005 - 07/24/2005 07/24/2005 - 07/31/2005 07/31/2005 - 08/07/2005 08/07/2005 - 08/14/2005 08/14/2005 - 08/21/2005 08/21/2005 - 08/28/2005 08/28/2005 - 09/04/2005 09/04/2005 - 09/11/2005 09/11/2005 - 09/18/2005 09/18/2005 - 09/25/2005 09/25/2005 - 10/02/2005 10/02/2005 - 10/09/2005 10/09/2005 - 10/16/2005 10/16/2005 - 10/23/2005 10/23/2005 - 10/30/2005 10/30/2005 - 11/06/2005 11/06/2005 - 11/13/2005 11/13/2005 - 11/20/2005 11/20/2005 - 11/27/2005 11/27/2005 - 12/04/2005 12/04/2005 - 12/11/2005 12/11/2005 - 12/18/2005 12/18/2005 - 12/25/2005 12/25/2005 - 01/01/2006 01/01/2006 - 01/08/2006 01/08/2006 - 01/15/2006 01/15/2006 - 01/22/2006 01/22/2006 - 01/29/2006 01/29/2006 - 02/05/2006 02/05/2006 - 02/12/2006 02/12/2006 - 02/19/2006 02/19/2006 - 02/26/2006 02/26/2006 - 03/05/2006 03/05/2006 - 03/12/2006 03/12/2006 - 03/19/2006 03/19/2006 - 03/26/2006 03/26/2006 - 04/02/2006 04/02/2006 - 04/09/2006 04/09/2006 - 04/16/2006 04/16/2006 - 04/23/2006 04/23/2006 - 04/30/2006 04/30/2006 - 05/07/2006 05/07/2006 - 05/14/2006 05/14/2006 - 05/21/2006 05/21/2006 - 05/28/2006 05/28/2006 - 06/04/2006 06/04/2006 - 06/11/2006 06/11/2006 - 06/18/2006 06/18/2006 - 06/25/2006 06/25/2006 - 07/02/2006 07/02/2006 - 07/09/2006 07/09/2006 - 07/16/2006 07/16/2006 - 07/23/2006 07/23/2006 - 07/30/2006 07/30/2006 - 08/06/2006 08/06/2006 - 08/13/2006 08/13/2006 - 08/20/2006 08/20/2006 - 08/27/2006 08/27/2006 - 09/03/2006 09/03/2006 - 09/10/2006 09/10/2006 - 09/17/2006 09/17/2006 - 09/24/2006 09/24/2006 - 10/01/2006 10/01/2006 - 10/08/2006 10/08/2006 - 10/15/2006 10/15/2006 - 10/22/2006 10/22/2006 - 10/29/2006 10/29/2006 - 11/05/2006 11/05/2006 - 11/12/2006 11/12/2006 - 11/19/2006 11/19/2006 - 11/26/2006 11/26/2006 - 12/03/2006 12/03/2006 - 12/10/2006 12/10/2006 - 12/17/2006 12/17/2006 - 12/24/2006 12/24/2006 - 12/31/2006 12/31/2006 - 01/07/2007 01/07/2007 - 01/14/2007 01/14/2007 - 01/21/2007 01/21/2007 - 01/28/2007 01/28/2007 - 02/04/2007 02/04/2007 - 02/11/2007 02/11/2007 - 02/18/2007 02/18/2007 - 02/25/2007 02/25/2007 - 03/04/2007 03/04/2007 - 03/11/2007 03/11/2007 - 03/18/2007 03/18/2007 - 03/25/2007 03/25/2007 - 04/01/2007 04/01/2007 - 04/08/2007 04/08/2007 - 04/15/2007 04/15/2007 - 04/22/2007 04/22/2007 - 04/29/2007 04/29/2007 - 05/06/2007 05/06/2007 - 05/13/2007 05/13/2007 - 05/20/2007 05/20/2007 - 05/27/2007 05/27/2007 - 06/03/2007 06/03/2007 - 06/10/2007 06/10/2007 - 06/17/2007 06/17/2007 - 06/24/2007 06/24/2007 - 07/01/2007 07/01/2007 - 07/08/2007 07/08/2007 - 07/15/2007 07/15/2007 - 07/22/2007 07/22/2007 - 07/29/2007 07/29/2007 - 08/05/2007 08/05/2007 - 08/12/2007 08/12/2007 - 08/19/2007 08/19/2007 - 08/26/2007 08/26/2007 - 09/02/2007 09/02/2007 - 09/09/2007 09/09/2007 - 09/16/2007 09/16/2007 - 09/23/2007 09/23/2007 - 09/30/2007 09/30/2007 - 10/07/2007 10/07/2007 - 10/14/2007 10/14/2007 - 10/21/2007 10/21/2007 - 10/28/2007 10/28/2007 - 11/04/2007 11/04/2007 - 11/11/2007 11/11/2007 - 11/18/2007 11/18/2007 - 11/25/2007 11/25/2007 - 12/02/2007 12/02/2007 - 12/09/2007 12/09/2007 - 12/16/2007 12/16/2007 - 12/23/2007 12/23/2007 - 12/30/2007 12/30/2007 - 01/06/2008 01/06/2008 - 01/13/2008 01/13/2008 - 01/20/2008 01/20/2008 - 01/27/2008 01/27/2008 - 02/03/2008 02/03/2008 - 02/10/2008 02/10/2008 - 02/17/2008 02/17/2008 - 02/24/2008 02/24/2008 - 03/02/2008 03/02/2008 - 03/09/2008 03/09/2008 - 03/16/2008 03/16/2008 - 03/23/2008 03/23/2008 - 03/30/2008 03/30/2008 - 04/06/2008 04/06/2008 - 04/13/2008 04/13/2008 - 04/20/2008 04/20/2008 - 04/27/2008 04/27/2008 - 05/04/2008 05/04/2008 - 05/11/2008 05/11/2008 - 05/18/2008 05/18/2008 - 05/25/2008 05/25/2008 - 06/01/2008 06/01/2008 - 06/08/2008 06/08/2008 - 06/15/2008 06/15/2008 - 06/22/2008 06/22/2008 - 06/29/2008 06/29/2008 - 07/06/2008 07/06/2008 - 07/13/2008 07/13/2008 - 07/20/2008 07/20/2008 - 07/27/2008 07/27/2008 - 08/03/2008 08/17/2008 - 08/24/2008 08/24/2008 - 08/31/2008 08/31/2008 - 09/07/2008 09/07/2008 - 09/14/2008 09/14/2008 - 09/21/2008 09/21/2008 - 09/28/2008 09/28/2008 - 10/05/2008 10/05/2008 - 10/12/2008 10/12/2008 - 10/19/2008 10/19/2008 - 10/26/2008 10/26/2008 - 11/02/2008 11/02/2008 - 11/09/2008 11/09/2008 - 11/16/2008 11/16/2008 - 11/23/2008 11/23/2008 - 11/30/2008 11/30/2008 - 12/07/2008 12/07/2008 - 12/14/2008 12/14/2008 - 12/21/2008 12/21/2008 - 12/28/2008 12/28/2008 - 01/04/2009 01/04/2009 - 01/11/2009 01/11/2009 - 01/18/2009 01/18/2009 - 01/25/2009 01/25/2009 - 02/01/2009 02/01/2009 - 02/08/2009 02/08/2009 - 02/15/2009 02/15/2009 - 02/22/2009 02/22/2009 - 03/01/2009 03/01/2009 - 03/08/2009 03/08/2009 - 03/15/2009 03/15/2009 - 03/22/2009 03/22/2009 - 03/29/2009 03/29/2009 - 04/05/2009 04/05/2009 - 04/12/2009 04/12/2009 - 04/19/2009 04/19/2009 - 04/26/2009 04/26/2009 - 05/03/2009 05/03/2009 - 05/10/2009 05/10/2009 - 05/17/2009 05/17/2009 - 05/24/2009 05/24/2009 - 05/31/2009 05/31/2009 - 06/07/2009 06/07/2009 - 06/14/2009 06/14/2009 - 06/21/2009 06/21/2009 - 06/28/2009 06/28/2009 - 07/05/2009 07/05/2009 - 07/12/2009 07/12/2009 - 07/19/2009 07/19/2009 - 07/26/2009 07/26/2009 - 08/02/2009 08/02/2009 - 08/09/2009 08/09/2009 - 08/16/2009 08/16/2009 - 08/23/2009 08/23/2009 - 08/30/2009 08/30/2009 - 09/06/2009 09/06/2009 - 09/13/2009 09/13/2009 - 09/20/2009 09/20/2009 - 09/27/2009 09/27/2009 - 10/04/2009 10/04/2009 - 10/11/2009 10/11/2009 - 10/18/2009 10/18/2009 - 10/25/2009 10/25/2009 - 11/01/2009 11/01/2009 - 11/08/2009 11/08/2009 - 11/15/2009 11/15/2009 - 11/22/2009 11/22/2009 - 11/29/2009 11/29/2009 - 12/06/2009 12/06/2009 - 12/13/2009 12/13/2009 - 12/20/2009 12/20/2009 - 12/27/2009 12/27/2009 - 01/03/2010 01/03/2010 - 01/10/2010 01/10/2010 - 01/17/2010 01/17/2010 - 01/24/2010 01/24/2010 - 01/31/2010 01/31/2010 - 02/07/2010 02/07/2010 - 02/14/2010 02/14/2010 - 02/21/2010 02/21/2010 - 02/28/2010 02/28/2010 - 03/07/2010 03/07/2010 - 03/14/2010 03/14/2010 - 03/21/2010 03/21/2010 - 03/28/2010 03/28/2010 - 04/04/2010 04/04/2010 - 04/11/2010 04/11/2010 - 04/18/2010 04/18/2010 - 04/25/2010 04/25/2010 - 05/02/2010 05/02/2010 - 05/09/2010 05/09/2010 - 05/16/2010 05/16/2010 - 05/23/2010 05/23/2010 - 05/30/2010 05/30/2010 - 06/06/2010 06/06/2010 - 06/13/2010 06/13/2010 - 06/20/2010 06/20/2010 - 06/27/2010 06/27/2010 - 07/04/2010 07/18/2010 - 07/25/2010 07/25/2010 - 08/01/2010 08/01/2010 - 08/08/2010 08/08/2010 - 08/15/2010 08/15/2010 - 08/22/2010 08/22/2010 - 08/29/2010 08/29/2010 - 09/05/2010 09/05/2010 - 09/12/2010 09/12/2010 - 09/19/2010 09/19/2010 - 09/26/2010 09/26/2010 - 10/03/2010 10/03/2010 - 10/10/2010 10/10/2010 - 10/17/2010 10/17/2010 - 10/24/2010 10/24/2010 - 10/31/2010 10/31/2010 - 11/07/2010 11/07/2010 - 11/14/2010 11/14/2010 - 11/21/2010 11/21/2010 - 11/28/2010 11/28/2010 - 12/05/2010 12/05/2010 - 12/12/2010 12/12/2010 - 12/19/2010 12/19/2010 - 12/26/2010 12/26/2010 - 01/02/2011 01/02/2011 - 01/09/2011 01/09/2011 - 01/16/2011 01/16/2011 - 01/23/2011 01/23/2011 - 01/30/2011 01/30/2011 - 02/06/2011 02/06/2011 - 02/13/2011 02/13/2011 - 02/20/2011 02/20/2011 - 02/27/2011 02/27/2011 - 03/06/2011 03/06/2011 - 03/13/2011 03/13/2011 - 03/20/2011 03/20/2011 - 03/27/2011 03/27/2011 - 04/03/2011 04/03/2011 - 04/10/2011 04/10/2011 - 04/17/2011 04/17/2011 - 04/24/2011 04/24/2011 - 05/01/2011 05/01/2011 - 05/08/2011 05/08/2011 - 05/15/2011 05/15/2011 - 05/22/2011 05/22/2011 - 05/29/2011 05/29/2011 - 06/05/2011 06/05/2011 - 06/12/2011 06/12/2011 - 06/19/2011 06/19/2011 - 06/26/2011 06/26/2011 - 07/03/2011 07/03/2011 - 07/10/2011 07/10/2011 - 07/17/2011 07/17/2011 - 07/24/2011 08/07/2011 - 08/14/2011 08/21/2011 - 08/28/2011 10/09/2011 - 10/16/2011 10/23/2011 - 10/30/2011 11/06/2011 - 11/13/2011 11/27/2011 - 12/04/2011 12/11/2011 - 12/18/2011 12/18/2011 - 12/25/2011 01/08/2012 - 01/15/2012 02/05/2012 - 02/12/2012 02/26/2012 - 03/04/2012