Mar Salgado

sábado, outubro 25:

NAVEGANDO ATE QUE O VOZ ME DOA:

Si mi voz muriera en tierra
llevadla al nivel del mar
y dejadla en la ribera.

Llevadla al nivel del mar
y nombardla capitana
de un blanco bajel de guerra.

¡Oh mi voz condecorada
con la insignia marinera:
sobre el corazón un ancla
y sobre el ancla una estrella
y sobre la estrella el viento
y sobre el viento la vela!

Rafael Alberti
 

posted by NMP on 11:57 da tarde # (0) comments

CARTA ABERTA Á DINAMARCA, IRLANDA, NORUEGA E OUTROS: Nesta altura é difícil resistir, é difícil a ataraxia epicurista. Uma catedral desportiva, o novo Estádio da Luz, impressionou o Primeiro Ministro, os Presidentes, o actual e o futuro ( por enquanto só o é da Camâra Municipal de Lisboa), e o Bispo.
Um luxo que custou 125 milhões de euros, não deixa ninguém indiferente. Por isso nesta altura, uma palavra de solidariedade para aqueles povos menos afortunados, que não podem ainda construir 10 coisas iguais a esta: que porfiem, que tenham paciência.
Um dia, se tal como os portugueses, conseguirem ter o essencial assegurado, acreditem que será possível almejar tal desiderato. Comecem pelos hospitais, construam dezenas, modernos e funcionais, despedindo de vez as macas nos corredores, e garantindo que um homem é operado cinco anos antes de morrer. Depois, construam e modernizem escolas e universidades, onde não chova, nem habite o frio no Inverno nem as pulgas no Verão. Passem então ao saneamento: metam canos debaixo da terra, levem água e tragam detritos, de forma ordenada. Não se esqueçam dos bairros históricos, das catedrais e das Igrejas das vossas cidades, recuperem-nos, embelezem-nos: são as vossas declarações para memória futura. Não se esqueçam de assegurar que juízes e funcionários só trabalhem à chuva se quiserem.
Possibilitem aos artistas os pianos, levem a ópera aos saloios, produzam um filme que custe mais de 1 milhão. Já agora, se me permitem o conselho, rasguem auto-estradas onde antes se rasgavam vidas.
Claro que não poderão resolver os males de uma penada. Não receiem construir as 10 catedrais se ainda houver fome ou miséria, aqui e ali. Sempre houve, continuará a haver. Mas se tiverem assegurado o essencial, que tão fastidiosamente vos estive a enumerar, a vossa tarefa será honesta e virtuosa.
Bem-hajam, e ponham os olhos em nós, em Portugal.
 

posted by FNV on 9:29 da tarde # (0) comments

O MAR SALGADO é uma escuna pluralista com uma tendência maioritária sobre o lado direito. Contactos para lobosdomar@hotmail.com
 

posted by NMP on 7:29 da tarde # (0) comments

DEGENERESCÊNCIA: Aqui está algo que gostaria de ter escrito, se tivesse arte e engenho para tal. Não só porque está bem escrito, mas porque corresponde totalmente áquilo que penso sobre o tempo que se vive em Portugal.
Tenho para mim há muito tempo que é necessária uma ruptura geracional nas elites que comandam Portugal. Os acontecimentos em torno do processo Casa Pia apenas confirmam este diagnóstico. As manobras, as pressões, as trocas de informações até as fugas de informação tudo se passa num restrito círculo de gente.
São uma sucessão de actos entre compinchas (muitos deles colegas de faculdade ou profissionais há muitos anos) que há 20, 30 anos partilham e dividem os lugares de relevo no sistema judicial e político. Para quem, certamente por usura de Poder, as formalidades e limites de actuação se regem apenas por conceitos como o amiguismo, a camaradagem, laços de solidariedade, enfim a impunidade e irresponsabilidade totais. Isto ainda por cima é transversal a quase todo o sistema político e judicial.
É uma geração perdida, degenerada. Passaram de Amigos de Alex a inimigos da Lex.
 

posted by NMP on 6:41 da tarde # (0) comments

UM A MONTE, O OUTRO QUASE SOLTO: A blogosfera está, desde dia 23, menos segura. Fechem bem os vossos blogues antes de sair, verifiquem os cadeados e as chaves do blogger, guardem os vossos arquivos em lugar seguro. Em primeira mão, a tripulação do Mar Salgado tem a honra de apresentar os Manos Metralhas, que vêm engrossar as hostes do submundo blogosférico, endereçando-lhes saudações calorosas e votos de boa pirataria. Promete ser um blogue ruinzinho.
 

posted by PC on 2:37 da tarde # (0) comments

PARA ENTRETER, neste Sábado ensolarado e morno, um conselho gastronómico. Vem de Dali, e de uma pequena compilação que fez das receitas dos jantares que ele e Gala, sua mulher ofereciam. A propósito dos frutos-do-mar:

" O Crustáceo de Paracelsus tem de ser servido com as cabeças ou troncos de mártires jovens como um gesto de homenagem a Gilles de Rais, cujas ejaculações se projectavam nas agonizantes faces das suas inocentes vítimas, de pureza virginal só comparável com a da Donzela de Orleães".

Salvador Dali, Les Dinêrs de Gala
 

posted by FNV on 11:32 da manhã # (0) comments

TER VOZ PRECIPITADA: O blogue que tem (é?) um Projecto a dois anos (facto que, só por si, suscita a inveja incontida de todos os lobos do mar) tira uma fotografia do Portugal actual através da objectiva do Secretariado Nacional do Partido Socialista (creio que se chama assim) no post "Música no Coração".
Infelizmente, a reconhecida precipitação que vem atingindo, nos últimos tempos, os órgãos decisores do PS, acabou por escorrer para os que lhes dão voz em S. Domingos de Benfica. Desse modo, sob a entrada "Navega PC", atribuem-me um post da autoria do VLX, que me limitei a editar, como bom parceiro de embarcação, quando o VLX ainda não possuía carta de marinheiro. Bem me valeu encabeçar a primeira parte do post com a frase "Não sou eu, mas sou outro", anunciar quem era o autor e finalizar cada uma das duas partes com a sua assinatura. Malhas que a pressa tece.
Enfim, o comentário do blogue com projecto ao texto do VLX é absolutamente original, e aqui cala-nos a todos: "Ó Mar Salgado. Quanto do teu sal são lágrimas de Portugal...". Como se trata de uma ideia inovadora, que LT nunca expressou anteriormente ao referir-se a este humilde junco, sugiro que adopte agora os seguintes passos, para que nada dela se perca:
1) Afinar o conceito mais algumas vezes, até conseguir citar com fidelidade o texto original dos dois primeiros versos do Mar Portuguez;
2) Depois, passar prudente mas corajosamente aos dois versos seguintes;
3) Fiel sempre (como diria o Poeta) ao método "des petits pas", estou em crer que, no fim dos dois anos do Projecto, LT terá atingido, sem sobressalto de maior, o verso "Mas nele é que espelhou o céu". (act.: reeditei em 26/10).
 

posted by PC on 2:51 da manhã # (0) comments

GULAGS DA COREIA DO NORTE: Interessante descrição do Comité Americano para os Direitos Humanos na Coreia do Norte, cujo relatório é hoje noticiado pelo Público. Seria interessante obter um comentário do deputado Bernardino, como interessante é verificar a contestação, nacional e internacional, que é dispensada a este regime facínora se comparada, por exemplo, à contestação mediática e (talvez por isso) "popular" de que foi alvo o Chile de Pinochet.
 

posted by Neptuno on 2:09 da manhã # (0) comments

"BEBER TAMBÉM MATA": Sobretudo se se tratar de um whisky "martelado" que nos põe em contacto com o além (mar), a ponto de adivinharmos a password do Comandante. Na próxima semana tentarei o pin do multibanco!
 

posted by Neptuno on 1:58 da manhã # (0) comments

sexta-feira, outubro 24:

QUERIDA CHARLOTTE: Eis uma oportunidade para aplicar o seu douto juízo sobre um fracturante tema de política actual.
O senhor Schwarzenneger foi eleito governador da Califórnia através de um processo denominado recall, ou seja, a possibilidade de, a todo o tempo durante um mandato e reunido um número pré-determinado de assinaturas, os eleitores poderem destituir o seu Governador. Isto acontece num estado em que os eleitores são consultados inúmeras vezes para obrigar o Governo a novas despesas (sociais, de investimento, etc.), o que normalmente fazem, ou a autorizarem novos impostos, o que normalmente rejeitam. É o sítio do mundo em que a democracia directa foi levada até ao maior extremo.
Em Portugal, de vez em quando, também somos atacados por uma fúria referendária (umas vezes por boas, outras por más razões, não interessa para o caso). Mais dia menos dia viveremos uma situação parecida com a Califórnia (Tarzan Taborda vai-te preparando...).
Neste contexto, um artigo recente do Washington Post faz uma proposta linguística sobre a qual queria consultá-la. O autor refere, a certo ponto, que uma vez que se caminha para uma situação em que os cidadãos emitem opinião sem mediação e sem deliberação dos seus representantes, o termo mais apropriado para o sistema político seria idiocracia (da raíz grega idios, que quer dizer pessoal, particular, individual), em vez de democracia (da raíz grega demos, ou seja, povo, comunidade). Seguindo este raciocínio, segundo o autor, democracia directa seria um oxímoro.
Chegado aqui fiquei, como se nota, totalmente baralhado. É por isso que optei por esta interpelação, porque não gostei da ideia de me definir como um idiocrata (não sei porquê, não me cai bem). Além de que levanta problemas diversos: a esquerda passará a falar em idiocratas de Abril ? O Bloco e o PC farão inflamados apelos à unidade de todos os idiocratas ? Não me parece que venha a conseguir chamar a alguém idiocrata-cristão sem colocar em risco a minha integridade física.
Ilumine-nos por favor !
 

posted by NMP on 10:44 da tarde # (0) comments

PROEZAS: Coisa curiosa, os anti-fascistas de antanho, que se babam com as greves de estudantes e com o espírito académico do não pagamos, não pagamos e do ó vaca dá cá o Leite, já não se entusiasmam tanto com a praxe. Hoje nas TV's, foi o ISEC, de Coimbra, a estar na berlinda: parece que amarraram um tijolo ao gregório um caloiro. Mas são os mesmos jovens rebeldes, positivos e interventivos, não são? É o mesmo espírito, não é?
Ou será que os antifascistas de antanho pressentem um antiquíssimo conflito de classe e de situação? Praxe a eles soa-lhes ao Júdice fura-greves e aos quebradores do luto académico. Já greves idiotas e palavras de ordem boçais, caramba, sempre são greves e palavras de ordem: há qualquer coisa de mágico no ar.
Pobres saudosistas, merecedores de toda a empatia: o seu mundo morreu e niguém os avisou.
 

posted by FNV on 9:04 da tarde # (0) comments

CORREIO DOS LEITORES: Recebemos de um estimado leitor esta pungente mensagem (em persa). É fantástico como este leitor percebeu as qualidades de poliglotas da tripulação e dos nossos restantes leitores:

be nam e hazrat e doost ...

salam WEBLOG e man jomee 82-8-2 , UPDATE shod . age rooyue link e paiin click koni be blog e man (pesar / dokhtar) vasl mishi.

http://babak-fr.persianblog.com/

agar, ba click bar rooye link e bala hanooz, hamoon matlab e ghabli e mano mibini, vaghti ke safhe baaz hastesh dokmehaye ....Ctrl+F5.... ro baham feshar bede. shad, por ghoroor va sarafraaz bashi......
BABAK FRUZANFAR


Meu caro, quanto a essa matéria, ainda bem que estamos todos de acordo.
 

posted by NMP on 6:47 da tarde # (0) comments

ESCLARECIDO: Após aturadas investigações concluímos que o post abaixo escrito em meu nome (Fumar Mata) é afinal da autoria de Neptuno, depois de longas festividades nocturnas comemorativas da chegada do velho lobo do mar VLX. Como medida correctiva e de precaução para o futuro, fica desde já determinado que o acesso à garrafeira de rum passa a ser estritamente controlado por mim, comandante desta embarcação. Alguém tem de pôr ordem nisto !...
 

posted by NMP on 6:10 da tarde # (0) comments

ABORDAGEM: Ó do barco! Ó de bordo! Recolhei então a giba, a bujarrona e a vela de estai. Arriai a grande e a da gávea. Guinai para estibordo e atracai a bom porto (de preferência, vintage); descei o ferro, lançai as amarras que este velho lobo do mar do norte se recusa a fazer a abordagem de bote, como qualquer.
Fazei antes descer em cais sólido e rico larga e robusta prancha, por onde possam subir pesados e lentos passos, muita bagagem e álcool medicinal.
Para tanto, engalanai em honra a embarcação com os tons da clara espuma e do brilhante mar, que tanta glória deram e dão a este nosso Portugal. Da proa à ré, vista-se a nau de festa e de luz, vinde de lá as tais barricas de rum e retirem-se petardos e pólvora da santa-bárbara para os foguetes da praxe.
É que recolhe à tripulação, pisa o convés, dirige-se ao castelo da proa mais um coimbrão, agora vindo do norte, para ajudar, com os seus gastos conselhos, a tripulação na difícil arte de manobrar um navio, mesmo nas águas mais revoltas. E para mostrar, até aos mais cépticos, que o bom bordo é sem dúvida o estibordo. Aproveitará também para demonstrar que se as cores azul e branca tão bem fizeram a uma região, o que não fariam se aplicadas à totalidade do país. Para acertar ainda, com o seu afilado arpão, todo aquele que o mereça e para descarregar sem dó as potentes cargas dos seus canhões nos que as exijam. Por fim, para fazer andar sobre a prancha aqueles que lhe apetecer.
E vós, grumetes, leitores e navegantes, marinheiros de água doce, não espereis assistir de imediato a grandes abordagens, ataques corsários, lutas sanguinárias ou demais feitos heróicos. Este velho lobo do mar do norte, gasto e dissolvido por anos de árduo trabalho, precisa para já de um pouco de rede antes de enfrentar os perigos do mar alto. Limitar-se-á por ora a pequenas incursões, à navegação por cabotagem - um pouco ao sabor do vento que sopre, um pouco ao sabor dos portos por onde se passar.
Mas... eis que atraca o navio, que se prendem as suas amarras. É altura de embarcar. - Ó bijagós! Leva aí a minha bagagem para o camarote e procura o comandante para lhe prestar homenagem! Rápido! Oh! Oh! Oh! E uma garrafa de rum...
 

posted by VLX on 5:20 da tarde # (0) comments

ALGO MUITO ESTRANHO se passou. O post anterior não foi escrito por mim (NMP), apesar de vir por mim assinado. Das duas uma: ou alguém conseguiu conseguiu saber a minha password, ou conseguiu violar a segurança do Blogger. Aguardam-se esclarecimentos.
 

posted by NMP on 1:33 da tarde # (0) comments

"FUMAR MATA": A recente rotulagem tabagística é pura e dura. Mas honesta, pecando por tardia. Sou contra certas proibições e cruzadas moralistas contra certos vícios mas sou totalmente a favor da verdade nua e crua. E a verdade é que o tabaco mata e causa uma série de sequelas nefastas nos seus consumidores. E é bom que estes saibam ou sejam relembrados que assim é. Revolta-me a hipocrisia com que sempre foi tratado, por exemplo, o tema da droga no que toca à sua prevenção primária: com "paninhos quentes", sempre num registo de "não consuma drogas" como quem aconselha "não coma chocolate senão engorda", sem alertar para os verdadeiros malefícios e para a viagem sem regresso que certas drogas representam. E em nome de que interesses ou de quê?
 

posted by NMP on 2:17 da manhã # (0) comments

ALVÍSSARAS, ALVÍSSARAS: Uma saudação calorosa para o novo marujo VLX, um reforço que trará mais gravitas a esta nau e abrirá certamente novos caminhos e perigos ao nível do aprovisionamento e alimentação.
A nau fica agora a adornar (ainda mais) para a direita, pelo que solicitamos a algum velho lobo do mar socialista-utópico, comunista ou simples revolucionário aberto a discussões francas e que goste de viagens aventurosas a contactar a gerência através de lobosdomar@hotmail.com
 

posted by NMP on 12:40 da manhã # (0) comments

quinta-feira, outubro 23:

ALMANAQUE DAS INTOXICAÇÕES V: Bruxas, Centeio Louco & LSD: É sina das intoxicações, serem, em diferentes épocas, confundidas com outras expressões da cultura. Ontem como hoje, a hiper-valorização do papel das drogas arrasta-as para mal entendidos de consequências duradouramente nefastas.
O ergotismo foi uma doença comum, na Europa pelo menos entre os séculos VII e XVIII, tanto na forma gangrenosa como na forma convulsiva. Esta intoxicação devia-se à ingestão de centeio (ou de trigo) infectado por um fungo, o Claviceps purpurea durante Primaveras e Verões particularmentes chuvosos. A forma gangrenosa, que causava feridas e rush cutâneo, ficou conhecida por St. Anthony's Fire ou fogo sagrado, sacer ignis, uma vez que Gaston de La Valoire ergueu os primeiros hospitais para estes doentes em honra de Santo António.
Mas a mais interessante é a forma convulsiva. Os desgraçados que ingeriam o centeio infectado pelo ergot ( ou cravagem, esporão, do centeio), exibiam convulsões, espasmos musculares, tremores, alucinações. Esses tempos, do Delfinado, à Aquitânia da Idade Média, eram perigosos para quem alucinava. Por isso nessa altura a designação seigle ivre ou tolkorn, ambas para centeio louco. Assim, muitos foram tomados por bruxos e bruxas, às quais eram atribuidas as mais espantosas capacidades de metamorfose, exuberância sexual e incoerência discursiva, como avisava Francesco Maria Guazzo, no seu célebre Compendium Maleficarum, do início de Setecentos. Não espanta que na Suábia, sudoeste da Alemanha, anos gordos em julgamentos de bruxas, acompanhassem anos de magras colheitas de centeio: o ergot fazia a sua ravage, em ambos os sentidos. Também nos Tribunais do Santo Ofício, por exemplo do Friuli, no Piemonte, entre 1596 e 1700, 42% dos acusados eram putativos adeptos das artes malignas: mas muitos eram simples doentes.
A história do Claviceps purpurea inicia o seu 2º apogeu quando em 1938, o Dr. Albert Hofmann, um investigador da farmacêutica Sandoz, sintetiza o 25º derivado do ácido lisérgico existente no belo fungo. Estava descoberto o LSD, Liserg Saure Diethilamid, vulgo, dietilamida do ácido lisérgico. O que se passou mais tarde, com os meninos dos campus universitários dos EUA, nos anos sessenta do século XX, sob a batuta do grande guru Thimothy Leary, já é outra história.
 

posted by FNV on 9:04 da tarde # (0) comments

SUICÍDIO POLÍTICO II: Resta, como é do conhecimento geral, a terceira hipótese, também já defendida por alguns. Só que ninguém no seu perfeito juízo pode acreditar que na conjugação de esforços de um punhado de elementos da Polícia Judiciária, uns poucos Delegados do Ministério Público, um Juiz de Instrução e alguns Juizes Desembargadores da Relação de Lisboa, que não se conhecem entre si, esteja ou possa encontrar-se a dita cabala, urdidura ou tentativa de assassinato.
Não havendo qualquer suspeito minimamente credível, teremos de fazer um esforço de memória para apurar quem é que começou com tudo isto, quem é que atirou o caso para cima do PS ou de Ferro Rodrigues.
Ora, a questão é que foi o próprio Ferro Rodrigues. Foi ele e foram os demais dirigentes do PS os únicos que disseram que a mera investigação a um deputado do seu partido era um ataque ao PS e ao seu líder. Porque o terão feito não se sabe, pois quer como estratégia política quer face aos factos conhecidos inexiste motivo justificável para semelhante atitude. Repare-se que ainda na semana passada assistimos às notÍcias dos problemas legais de um ex-autarca do CDS/PP e, nesta semana, aos de um deputado do PPD/PSD e não passou pela cabeça dos dirigentes desses partidos assumirem os problemas pessoais dos seus militantes como ataques aos respectivos partidos. Não têm que se meter no assunto. A solidariedade é uma coisa, misturar tudo é outra completamente diferente, injustificável e incompreensível.
E a conclusão é esta: não foram os diferentes adversários políticos do PS, não foi a comunicação social nem foi, por fim, um conjunto de magistrados e investigadores quem relacionou o PS e Ferro Rodrigues com um problema pessoal de um dos seus deputados; foi o próprio PS e o seu líder, Ferro Rodrigues, que o fizeram, a ele se tendo amarrado para o bem e para o mal. Assim sendo, quando vemos todas estas questões que se têm vindo a discutir nos media recaírem, com prejuízo, no PS e no seu líder, nós não podemos falar verdadeiramente em assassinato. Suicídio parece-me mais consentâneo com os acontecimentos que nos são permitidos observar.
VLX
 

posted by PC on 3:00 da tarde # (0) comments

NÃO SOU EU, MAS SOU OUTRO: Do VLX, enquanto não recebe a carta de marinheiro e patrão de costa:

SUICÍDIO POLÍTICO I:
Em pouco menos de seis meses, o PS criou para si (e defendeu) as teses da cabala, da urdidura e, agora, do assassinato político. "Querem assassinar politicamente Ferro Rodrigues e o PS", ouve-se frequentemente. Contudo, nunca foi individualizado o sujeito, não sabemos quem é o "assassino", finalidade lógica de todas as novelas policiais.
Os suspeitos do costume seriam, desde logo e obviamente, os seus adversários políticos. Acontece no entanto que quer o CDS/PP e o PPD/PSD, por um lado, quer a CDU e o BE, por outro, durante todo este tempo se recusaram a tecer grandes considerações sobre o assunto, remetendo-o para o foro judicial, onde ele estava e deveria estar. Não quero com isto dizer que eles não estejam a gozar o prato - estarão, muito provavelmente; não estão é a cavalgar a onda - como poderiam estar e até seria legítimo para alguns face à atitude do PS com situações bem menores. Têm preferido todos, antes, deixar o caso a quem dele incumba tratar.
Não se tratando dos suspeitos do costume, há no PS quem acuse a comunicação social ("parte dela" ou "certa comunicação social", como se costuma dizer à restante). Contudo, a comunicação social tem-se limitado a fazer o seu papel. Dir-se-á então que o faz a conta-gotas; mas isso é muito natural e próprio de quem quer vender jornais todos os dias (e não só num dos dias) ou ter notícias nos vários blocos noticiários. Poder-se-á acusar a comunicação social por não querer gastar todas as suas notícias num só dia? Parece-me que não. Aliás, ao PS tem sido dado tempo de antena suficiente para a defesa das suas posições: repare-se, a título de exemplo, que só nos noticiários da noite de segunda-feira, na SIC Notícias, para além do porta-voz do PS, apareceram a defendê-las Carlos Candal, João Soares e Narciso Miranda (que eu tenha visto). O "assassino" não é, assim, a comunicação social. (cont.)
VLX
 

posted by PC on 2:49 da tarde # (0) comments

SALAMALEQUE: Eu te saúdo, camarada Vasco, nós seremos a muralha de aço. Que é como quem diz, deixa-me aproveitar o ingresso do Vasco Lobo Xavier neste junco. Ou seja, deixa-me cá fazer prova de fé, não vá o nosso lobo do mar P.C., vigilante dos bons costumes e temente a Deus, continuar a assegurar à blogosfera que até os ratos desta embarcação foram fundadores da Falange Nacional.
 

posted by FNV on 2:21 da manhã # (0) comments

NOVO LOBO DO MAR A BORDO!: Pede-me o nosso Comandante que traga à blogosfera a seguinte novidade:
O momento é de grande regozijo a bordo: após aturadas negociações, o Mar Salgado garantiu o engajamento de mais um lobo do mar, de seu nome Vasco Lobo Xavier, que se concretizará nos próximos dias, quando fizermos curta escala no porto de Leixões.
Foram-lhe atribuídos, por unanimidade, os pelouros da estilística (perspectiva camiliana) e do aprovisionamento - embora se saiba que, dada a anarquia usualmente reinante nesta nau, o Vasco (VLX para a blogosfera) fará, como os outros, aquilo que lhe der na real gana.
A contratação do Vasco tem várias implicações. Acentua-se a dispersão geográfica do Mar Salgado, mantendo-se todavia Coimbra como centro de irradiação (e pelo facto pedimos desde já desculpa a esta malta e ao JPP). Depois, o lado direito do barco reforça temivelmente o seu peso (embora seja verdade que, atendendo ao que por aqui se anda a escrever, o Vasco pode ser considerado um homem da direita moderada). Enfim, saúdo o ingresso de mais um valoroso dragão, que ajuda a reequilibrar forças com os lagartos existentes, ficando o único benfiquista, orgulhosamente, só. E fico-me por aqui - o resto dirá ele.
Tudo visto, a hora é de alegria. Abra-se, pois, uma barrica de rum (ahnn... pensando bem... não tem que ser exactamente de rum).
 

posted by PC on 12:58 da manhã # (0) comments

ARTIFÍCIOS DE RETÓRICA: Caro Américo de Sousa: serve a presente para lhe fazer uma pergunta (espero que me perdoe o à-vontade) relativa aos domínios da especialidade que dá corpo ao seu interessantíssimo blogue.
Suponha o meu Amigo que quero tornar pública uma qualquer ideia que tenho. Porém, receio que, em virtude dessa minha opinião, outros que dela discordem venham a considerar-me, muito justamente, um troglodita ou um cavernícola. Então, ao expressar a minha ideia, trato de simultaneamente adjectivar possíveis opositores de trogloditas ou cavernícolas, assim esvaziando previamente o efeito do eventual uso do termo contra mim. Este mecanismo retórico é conhecido actualmente, ou seria preciso escavar na paleontologia da arte? E tem algum nome técnico? A mim só me ocorre qualquer coisa como "neutralização por antecipação".
Antecipadamente grato pela maçada, cordialmente
Pedro Caeiro
 

posted by PC on 12:31 da manhã # (0) comments

quarta-feira, outubro 22:

OS COCO CHANNEL DA INDIGNAÇÃO: Corre o tempo e o lugar, o planisfério não conhece descanso, mas sabe de moda e alta costura. Libéria, onde estás? Ruanda, que é feito de ti? Onde estão os teus amigos do lado de cá? Em que ruas se deitam, em sinal de protesto? Porque é que já não queimam figuras de palha, chorando por vocês? Usteds não sabem, mas os bons samaritanos já se dilaceram pela Bolívia, pois que já pressentem a vileza americana: o sinal e a angústia, em stars & stripes.
Os vossos amigos deste lado de cá, dos turbodiesels e do teatro de vanguarda, esqueceram-se de vocês. Podem as catanas falar grosso em Libreville, que eles só escutam a voz da América. O seu lema é este: onde houver um soldado de Bush, está o Inferno; O resto é paisagem.
E assim acariciam um sono mentiroso, todos os dias, depois de mais um repasto de indignação, estes bravos Parsifals da Humanidade.
 

posted by FNV on 10:52 da tarde # (0) comments

E A SERENIDADE?: Temo que o nosso PR esteja a ficar demasiado agressivo o que, embora bom para o país, será eventualmente demasiado agitado para alguém que vem vivendo a sua reforma de forma exemplarmente autista e tranquila... De facto, na sua alocução de hoje ao país e pela primeira vez em anos (?) não se limitou a repetir a fórmula mágica da "serenidade" até à exaustão - com a eficácia que se conhece no seu inestimável contributo para a a resolução dos problemas do país. Não. Desta vez, mad dog Sampaio proclamou um ajustado "toca a mexer" e um "chega de chafurdar nessa merda dessa história da pia". E com razão. Para a frente é o caminho e há coisas bem mais importantes para todos nós.
Aleluia! Será que é preciso "picá-lo", directamente?
 

posted by Neptuno on 12:26 da manhã # (0) comments

HOMICÍDIO AUDIOVISUAL: Sou insuspeito para falar do assunto dada a minha (falta de) simpatia pelos personagens desta história, mas, se o patético místico mister Oliveira alegou ter sido vítima de "tentativa de homicídio por audiovisual" - aquando da divulgação pela SIC da história das prostitutas no hotel da selecção - imagino o que não irá pela cabeça de Ferro e restante direcção do PS, depois da condenável "condenação audiovisual" (com direito a sentença transitada em julgado) de que foram hoje objecto no telejornal da TVI. Ter-se-ão esquecido de desejar as Boas Festas ao Zé Eduardo?
 

posted by Neptuno on 12:09 da manhã # (0) comments

terça-feira, outubro 21:

ADIANTADOS MENTAIS: Hoje houve greve dos estudantes do ensino superior. Em metade das Universidades puseram-se cadeados nas portas, na outra metade plantaram-se piquetes de greve. Resultado: 100% de adesão. Aprendem depressa, os meninos.
 

posted by FNV on 7:15 da tarde # (0) comments

GEHRY ATACA OUTRA VEZ: Foi ontem inaugurado o Disney Hall que sera a sede da Orquestra Filarmonica de Los Angeles. Mais uma obra espectacular de Frank Gehry. A sua construcao foi epica: custou cerca de 274 milhoes de dolares (cerca de 55 milhoes de contos) e demorou 15 anos a construir (pelo meio o projecto esteve parado por desentendimentos entre as autoridades, o promotor e o arquitecto).
Mas o resultado final e assombroso. A ambicao do projecto e ser um ponto fulcral na revitalizacao de downtown Los Angeles. Um dos meritos das obras de Gehry e que induzem turismo, comercio e actividade economica em geral (em Bilbau a industria voltou aos poucos). Era bom que a nossa Lisboa pudesse ser marcada pelo seu traco de genio (independentemente das incidencias, custos e polemicas do projecto que, estando a distancia, desconheco).
Gostava de ler comentarios no Projecto e no Arquitectices.
 

posted by NMP on 6:17 da tarde # (0) comments

REPUBLICA DOS JUIZES E IRONIAS DO DESTINO (sem acentos): JPP no seu melhor. A revelacao das escutas, bem como as centenas de violacoes do segredo de justica vindas da defesa, da acusacao e sabe Deus de onde mais, sao de condenar e deveriam ser punidas. Isto vale para o processo da Casa Pia da mesma forma que para todos os outros milhares de processos em tribunais portugueses. Mas atencao, isto nao e novo e a democracia esta tao em perigo hoje como esteve durante outros casos anteriores.
Nao confundamos a substancia das coisas com as reaccoes exacerbadas e excessivas de alguns (por mais compreensiveis que sejam do ponto de vista humano) e com o efeito de ampliacao exagerado que os media, talvez por simpatia e afinidade politico-ideologica, lhes dao hoje.
O PS (com a honrosa excepcao de Mario Soares) tem grandes responsabilidades na criacao do monstro (salvo seja) - na concentracao de poderes de investigacao e no estimulo a escola de jornalismo iniciada pelo Independente (lembram-se quando a esquerda apelidava o Dr. Portas de genio e coisas que tal ?) que alastrou as televisoes e radios.
Isto e uma mera constatacao factual, da qual se terao de retirar ilacoes politicas, quando o clima acalmar (algum dia esta loucura colectiva ha-de acabar).
Mas, sinceramente, nao me agrada aquilo a que assisto: nao gosto de ver os direitos fundamentais de ninguem violados (vitimas, arguidos ou terceiros).
E, sobre a Casa Pia, nao digo mais nada - o Mundo esta cheio de assuntos interessantes para discutir. O caso da pedofilia, bem ou mal, ha-de resolver-se pela via judicial e, sobre isso, eu nao tenho nenhuma contribuicao para dar. E quando nao se tem contribuicao relevante a dar mandam a prudencia e o bom senso que se esteja calado. Citando um brocardo camiliano: a asneira atrai a asneira.
 

posted by NMP on 2:20 da tarde # (0) comments

DESENTERRAR PALAVRAS: Os dicionários são, também, objectos mágicos, porque nos dão palavras que não conhecemos e, com elas, a revelação de realidades, ou novos modos de lhes aceder, até então interditos. De alguma maneira, dão-nos a possibilidade de experimentar, na idade adulta, a excitação da criança que aprende os primeiros nomes das coisas. Ora bem: o Luis do Mal teve a boa ideia de criar um programa linguístico que nos traz, cada dia, seis palavras que não conhecemos, ou cujo sentido já esquecemos, ilustrando-as com pequenos textos engraçados. Até agora, gostei particularmente de "abioceno" e de "áptero". Vão lá ver, ainda vai no "a".
 

posted by PC on 10:56 da manhã # (0) comments

PORTUGAL NÃO SE DEPRIME: O diagnóstico está feito pelos populares e pelos comentadores. Recessão, incêndios, Casa Pia: Portugal deprimido. Então aí vai a opinião de um psi:
Somos um povo eminentemente histérico, o que desde logo aconselha cautela no diagnóstico de depressão. Um histérico, ou seja , um roubador de afectos, não se deprime. Para deprimir a sério é necessário reconhecer-se uma parte doente, e o histérico acha que o mundo é que é doente, porque é mau, intolerante, frio. O locus histérico, por seu lado, selecciona o terreno: só lhe importa o que lhe traz dividendos imediatos, embora tenha sonhos megalopatas. Os Portugueses desenvolvem uma olímpica indiferença por aquilo que não podem virar a seu favor, imediatamente: a cultura, a educação, a ecologia. Já o campeonato, uma vitória eleitoral, o vencedor do totoloto os atrai inefávelmente: imaginam-se, colam-se, sonham e vivem como se.
Nada deprime este povo, que usa permanentemente o passado como forma de desqualificar o presente:
* Tudo era sempre bom, dantes, cartilha dos velhos reunidos à mesa do café.
* Voltámos ao antigamente, cartilha dos trovadores inconformados com os rumos modernos.
É técnicamente impossível deprimir uma nação irremediávelmente atraída pelo seu umbigo.
 

posted by FNV on 2:13 da manhã # (0) comments

VINTE ANÕES REVEZAM-SE A FAZER O PINO EM CIMA DO TAPETE: Era a primeira frase do filme da noite na RTP1, repetida sucessivas vezes pelo actor. O mal tornou-se insidioso: até uma frase de um filme inocente nos traz de volta à realidade.
 

posted by PC on 1:42 da manhã # (1) comments

GOA: Nestes tempos em que é complicado ser português e conseguir abstrair das calamidades que vêm acontecendo a ritmo de telenovela mexicana, tive a oportunidade e a felicidade de visitar Goa e, desse modo, insuflar vigorosamente o meu ressequido e mui maltratado balão de orgulho patriótico.
Para além do seu clima tropical, da beleza natural do verde da sua selva que se estende até às praias douradas - que explicam a paixão que aquela terra despertou em Albuquerque - é impossível ficar indiferente à fortíssima herança portuguesa. À imponência e majestade dos fortes, ao primeiro farol da Ásia, às dezenas de Igrejas - algumas monumentais como as de Velha Goa e outras, rodeadas pela selva - ao catolicismo, à devoção a S. Francisco Xavier, à beleza e opulência das casas coloniais e ao traço bem português de muitas outras - como no bairro latino de Panjim -, aos apelidos e nomes, aos letreiros e nomes de cidades, ruas e lojas, ao pão que é o nosso e à restante cozinha típica de Goa, ao português falado pelos mais velhos e conhecido a espaços por muitos outros e à simpatia geral e característica daquele povo.
Em Goa, convivem pacificamente - e com qualidade de vida bem superior à dos restantes estados indianos - os hindus, os católicos, os muçulmanos - refugiados de outros estados menos tolerantes - e os hippies e restantes ocidentais que visitaram a Roma do Oriente e aí se instalaram.
A lingua oficial de Goa - para além das restantes linguas comuns à União Indiana - chama-se Konkani e nela podemos encontrar as palavras Mãe, Pai, Avó e Avô.
Devemos honrá-los.
 

posted by Neptuno on 12:26 da manhã # (0) comments

segunda-feira, outubro 20:

CORREIO DO LEITOR: O nosso estimado leitor Oliveira de Figueira recorda Vinicius de Moraes.

Festejaria hoje 90 anos com inúmeros amigos, momentos excelentes de poesia e canto e muitos, muitos, whiskys on the rocks, o poeta, o branco mais preto do Brasil, o cantor (muito especial), o amigo, o amante, o político, Vinícius de Moraes.
Muitos o recordarão pelas suas inesquecíveis poesias de amor. Perdoar-me-ão um espírito mais prático - tipicamente de comerciante - e original. Neste dia especial, e talvez por me encontrar em dieta, recordá-lo-ei como poeta-cozinheiro, através de uma poesia não tão conhecida como a da Garota de Ipanema, mas igualmente deliciosa. Diz quem já a experimentou.

Feijoada à minha moda, Vinícius de Moraes

Amiga Helena Sangirardi
Conforme um dia eu prometi
Onde, confesso que esqueci
E embora ? perdoe ? tão tarde

(melhor do que nunca) este poeta
Segundo manda a boa ética
Envia-lhe a receita (poética)
De sua feijoada completa.

Em atenção ao adiantado
Da hora em que abrimos o olho
O feijão deve, já catado
Nos esperar, feliz, de molho.

E a cozinheira, por respeito
à nossa mestria na arte
Já deve ter tacado peito
E preparado e posto à parte

Os elementos componentes
De um saboroso refogado
Tais: cebolas, tomates, dentes
De alho - e o que mais for azado

Tudo picado desde cedo
De feição a sempre evitar
Qualquer contacto mais... vulgar
Às nossas nobres mãos de aedo

Enquanto nós, a dar uns toques
No que não nos seja a contento
Vigiaremos o cozimento
Tomando o nosso uísque on the rocks.

Uma vez cozido o feijão
(Umas quatro horas, fogo médio)
Nós, bocejando o nosso tédio
Nos chegaremos ao fogão

E em elegante curvatura:
Um pé adiante e o braço às costas
Provaremos a rica negrura
Por onde devem boiar postas

De carne-seca suculenta
Gordos paios, nédio toucinho
(Nunca orelhas de bacorinho
Que a tornam em excesso opulenta!)

E - atenção! - segredo modesto
Mas meu, no tocante à feijoada:
Uma língua fresca pelada
posta a cozer com todo o resto.

Feito o quê, retire-se caroço
Bastante, que bem amassado
Junta-se ao belo refogado
De modo a ter-se um molho grosso

Que vai de volta ao caldeirão
No qual o poeta, em bom agouro
Deve esparzir folhas de louro
Com um gesto clássico e pagão.

Inútil dizer que, entrementes
Em chama à parte desta liça
Devem fritar, todas contentes
Lindas rodelas de linguiça

Enquanto ao lado, em fogo brando
Desmilinguindo-se de gozo
Deve também se estar fritando
O torresminho delicioso

Em cuja gordura, de resto
(Melhor gordura nunca houve!)
Deve depois frigir a couve
Picada, em fogo alegre e presto.

Uma farofa? - tem seus dias...
Porém que seja na manteiga!
A laranja gelada, em fatias
(Selecta ou da Bahia) - e chega.

Só na última cozedura
Para levar à mesa, deixa-se
Cair um pouco da gordura
Da linguiça na iguaria - e mexa-se.

Que prazer mais um corpo pede
Após comido um tal feijão?
- Evidentemente uma rede
E um gato para passar a mão...

Dever cumprido. Nunca é vã
A palavra de um poeta...- jamais!
Abraça-o, em Brillat-Savarin
O seu Vinicius de Moraes.

Petrópolis, 1962
 

posted by NMP on 4:28 da tarde # (0) comments

domingo, outubro 19:

NOTICIAS DO IMPERIO: Nao se percebe como, mas os americanos parecem nao dar muita atencao ao caso Casa Pia. Sera que nao percebem o que e importante ?
 

posted by NMP on 11:01 da tarde # (0) comments

DEMOCRACIA DIRECTA (longo e sem acentos): A eleicao de Arnold Schwarzenegger para Governador da California foi, nas ultimas semanas, um dos factos mais relevantes na vida americana. Esta eleicao resultou de um processo denominado recall que consiste na possibilidade de, mediante um numero consideravel de assinaturas, os cidadaos poderem destituir o Governador eleito e substituti-lo por outrem em qualquer altura do mandato. Aqui ha uns tempos exprimi a minha desconfianca em relacao a este processo, independentemente da simpatia que tenho pela figura publica de Schwarzenegger. Passo a explicar-me.
A California tem cerca de 50 milhoes de habitantes. Seria, caso fosse independente, a quinta economia do Mundo. Ao longo dos ultimos 30-40 anos foram reforcados os mecanismos de consulta ao publico. Assim, e perfeitamente normal que, num ano, numa cidade como Sao Francisco ou Los Angeles, haja entre 5 a 10 referendos sobre questoes que afectam a comunidade. As questoes vao desde a possivel emissao de obrigacoes para financiar a construcao de uma avenida ou a adopcao de outra forma de financiamento, passando pelo uso da marijuana para fins terapeuticos ate a perguntas sobre os programas escolares e, mais relevante, questoes fiscais.
A California sofreu bastante com a crise da Internet. Como centro da revolucao tecnologica foi dos estados mais atingidos pelo rebentamento da bolha especulativa dos anos noventa em torno das industrias de nova tecnologia. Isto reflectiu-se quer nos rendimentos de empresas e individuos, quer na actividade economica (queda no consumo e no investimento).
As receitas dos estados americanos sao essencialmente geradas por impostos sobre vendas, o imposto automovel e impostos sobre a propriedade imobiliaria. Ora bem, num dos referendos dos ultimos vinte anos, os californianos colocaram um limite ao aumento dos impostos. Como consequencia, assim que houve diminuicao da actividade economica, as financas publicas da California entraram em estado de pre-colapso.
Gray Davis, o anterior governador, era um politico incapaz de criar empatia e conhecido pelos seus truques sujos em campanhas. Era um tipo que merecia o fim politico que teve. No entanto, reeleito em Novembro passado (ha menos de um ano) subitamente passou a ser responsabilizado por quase toda a gente de todos os males da economia do Estado. Sendo o seu principal responsavel, era dificil que fosse o unico (como acima vimos) e sobretudo 6 meses nao e tempo suficiente para se efectuar um juizo claro sobre o trabalho de um politico.
Neste contexto, o processo do recall apenas serviu para que os californianos mudassem de governador, mantendo-se as restricoes ao aumento de receitas, ou seja, de impostos. Pode ser que, com a retoma da actividade economica, Arnold garanta novamente o equilibrio nas contas publicas. Tal seria, no entanto, deixar o problema em aberto.
Porque o problema e o seguinte: sem mediacao, os cidadaos tendem a apoiar tudo o que diminua as suas despesas (nomeadamente impostos), por vezes de forma irresponsavel. Eu acredito que impostos mais baixos estimulam a economia, mas tudo tem um limite e sobretudo deve ser aplicado de forma sustentada e responsavel.
Deixando o processo politico totalmente a merce dos caprichos momentaneos e volateis do eleitorado, qualquer tomada de decisoes dificeis ou impopulares se torna impossivel. Quem duvida que pelo menos a Ministra das Financas quando nao o Governo ja tinham sido recalled em Portugal, por fazerem apenas aquilo que e necessario, ainda que doloroso ?
A unica virtude destas formas de democracia directa e a de expor o egoismo dos cidadaos em todo o seu esplendor.
 

posted by NMP on 10:33 da tarde # (0) comments

"ESTOU-ME CAGANDO!": Ao contrário do discurso pessimista da maioria dos comentadores da nossa vida política, penso que Ferro nunca esteve tão próximo do eleitorado e do partido que lidera. De facto, o escutado desabafo (paradoxalmente, o homem não é de ferro!) sobre o mítico segredo (!) de justiça confere com o português típico os nossos dias, que se está cagando para os impostos, para o bem geral, para os direitos dos outros e para tudo o que vá para além do seu particular bem estar ou dos seus familiares ou amigos mais chegados. Simultaneamente, o dito desabafo tambem aproximou Ferro dos seus deputados, já que condiz com a recepção terceiro-mundista-de-cariz-sul-americano-digna-de-um-preso-político que o seu grupo parlamentar dispensou a um suspeito de pedofilia - o qual, aliás, se encontra em processo intensivo de "lavagem" na comunicação social (mera constatação de facto sem juízo de valor).
De qualquer modo, sabendo-se que tudo ficará na mesma, ocorre-me perguntar se será mais grave que Ferro se esteja cagando para algo que não existe ou que as pessoas se estejam cagando para Ferro?
 

posted by Neptuno on 10:27 da tarde # (0) comments

HUMILHACAO QUOTIDIANA: Recomendo a excelente troca de opinioes entre o Aviz o medico da blogosfera e outros sobre os novos anuncios nos macos de cigarros. Como fumador arrependido (se e que se pode usar esta expressao) e frustrado por nao conseguir deixar de fumar, acho que os novos anuncios sao demasiado agressivos. Sao uma lembranca quotidiana de como eu sou um fraco, incapaz de fazer aquilo que sei ser o melhor para mim. Uma verdadeira humilhacao quotidiana.
 

posted by NMP on 10:22 da tarde # (0) comments

ABC DA PROPAGANDA: Não comentando o caso em si, aqui no Mar Salgado comentam-se as incidências colaterais e políticas. E apenas pelo lado didáctico, e brevemente, pois outros problemas nos ocuparão nos próximos dias. Mas se é verdade que os comentadores da direita nos media capitalistas, moderníssima fórmula das Praias e dos Barnabés, que muito aconchegará o nosso lobo do mar P.C., deram o flanco, não disseram tudo. JPP e MRS, de facto, chamaram esta noite a atenção, que parte das escutas nos elucidam sobre aspectos sombrios: o Largo do Rato sabia de antemão o que se passava e tentou meter cunhas.
Mas JPP e MRS não sublinharam um traço velho e relho da propaganda. Imaginemos que sou confrontado por um amigo. Diz-me ele que me ouviu dizer que o achava um idiota. Mas que também me ouviu dizer que eu gostava de anchovas. Vai daí, passarei o tempo que puder a negar que gosto de anchovas.
Foi o que aconteceu este fim-de-semana. O PS e amici (vg o fã-clube do Público finalmente livre dos ataques de histeria que sofreu quando o Dr. Pedroso foi preso), passaram o tempo a dizer que é imbecil julgar alguém pelos desabafos e linguagem que utiliza em conversas telefónicas com amigos. Sobre o resto, o que verdadeiramente interessa, a estratégia transfuga de contenção e de pressão, népias. E assim se passa o tempo a justificar porque não se gosta de anchovas, o que não é, de facto, condenável. Esta é já eu conheço.

P.S: Os Drs. Ferro e Alegre, passaram a fazer parte do círculo dos odiosos e osessivos inimigos dos jornalistas? A imprensa e TV's , tão livres e belas, quando ajudaram a derrubar Martins da Cruz e Lynce, são afinal prostitutas controladas?
 

posted by FNV on 9:34 da tarde # (0) comments

BLOGOSFERA NEWS (2): Dois blogues bem interessantes sao a Grande Loja do Queijo Limiano e o Impertinente.
Como velhos marinheiros experimentados temos de recomendar o Elogio da Ginja, esse precioso nectar que nos iluminou varios dias e noites no mar alto ou em ruas e vielas de diversos portos.
No campo da blogonovela encontramos uma Tragico-Come(r)dia. Gente revoltada mora no Nunca mais voto. Gente empenhada faz o a Internet para as domesticas ja.
No campo da critica mordaz encontramos o Xobineski Patruska, uma Vendedora Peganhenta e um Pirilampo Magico.
Dedicados ao chavascal galhofeiro, essa mitica expressao criada pela nova estrela do meio literario portugues, encontramos um blogue que Adora Mulheres (pois seja) e um Penis Desorientado (tende cuidado, nao va ele virar-se ao dono).
A todos saudacoes e votos de boa navegacao bloguistica.
 

posted by NMP on 8:20 da tarde # (0) comments

MONTALBÁN: Retorno ao blog com a minha modesta homenagem ao recém desaparecido autor de um dos livros cuja leitura mais prazer me deu nos últimos anos: "Ou César ou nada". Obra perene que retrata de forma sublime os insondáveis maquiavelismos da mente humana e produto de uma inteligência claramente superior.
 

posted by Neptuno on 7:32 da tarde # (0) comments

BLOGOSFERA NEWS (1) (sem acentos): No radar do Mar Salgado surgiram novas embarcacoes de interesse. Aconselhamos uma vista de olhos ao tentador Mephistofeles e ao intrigante Misterio. Tres classicos da blogosfera que nao estavam linkados por manifesta incompetencia nossa: o Retorta, o Ford Mustang e o Ouvido de Barman. Continuando nos classicos, o Guerra e Pas voltou do Alem e ja interveio em excelentes polemicas. Blogueiros experimentados e com textos de boa qualidade moram na Memoria virtual e na Espuma dos Dias.
Para poesia e textos de qualidade literaria, percorram o Extravaganza-2003 e o Sitio dos Haikais.
A luta dos homens com o Poder e a luta entre a memoria e o esquecimento, escreveu Milan Kundera. Nesta medida e sempre bom no meio desta vida acelerada, dos Dias que Voam, ter um local agradavel para parar e Lembrar.
Para contrapor ao medico da blogosfera, nada melhor que um farmaceutico. Para quem gosta mais do recato, recomendamos o Intimista.
No meio das nossas navegacoes encontramos um excelente escrevinhador misterioso, que jura que me conhece bem e se mantera incognito (sera que e possivel afirmar peremptoriamente que se conhece bem alguem ?), aos comandos do Exacto. Mantendo-nos no dominio do desconhecido, encontramos o Undisclosed-Recipient.
Por ultimo, num acto de grande clarividencia e preenchendo uma grave lacuna na vida publica do Pais que os acontecimentos recentes reforcaram, encontramos um muito desejado e util Ministerio do Bom Senso.
A todos saudacoes desta tripulacao de velhos lobos do mar e votos de boa navegacao.
 

posted by NMP on 7:17 da tarde # (0) comments

TANTO PIOR PARA OS FACTOS, dizia enraivecido Hegel, quando a realidade não se conformava com a leitura que dela fazia. Parece que Rui Rio para lá caminha, a julgar pelos protestos de muitos agentes da Polícia Municipal do Porto. A coisa começa porque ao contrário do que Rio jurou, os arrumadores não desapareceram. Isto sei, e chega para justificar o que vou escrever a seguir. Para além disso, as TV´s têm assegurado uma versão dos polícias : não apreciam a indicação que vem da Camâra, sobretudo a que os obriga a recolher arrumadores no seu local de trabalho, para depois os irem despejar, como lixo, em baldios das redondezas. Se isto é ou não verdade, logo se verá, mas também não é o essencial: Rio jurou acabar com os arrumadores, ouvi eu muitas vezes, e eles não acabaram.
O caso Rio-arrumadores é um perfeito exemplo da ingenuidade face às intoxicaçoes. Rio não queria arrumadores toxicodependentes e por tal gizou um plano, que sempre me pareceu saído da cabeça de um dos irmãos Metralha: pegamos num arrumador, desintoxicamo-lo, vestimo-lo e alimentamo-lo; Depois explica-se ao indivíduo que a partir de agora , tendo-lhe sido dada uma oportunidade para sair do mundo da droga, não se lhe volta a tolerar o vício de arrumar carros.
Os patetas do costume, que vislumbram a Inquisição em qualquer arremedo de autoridade, desde cedo viram no plano de Rio mais um exemplo horrendo de autoritarismo reaccionário. Eu, sem mérito, desde cedo, vi no plano mais um exemplo de voluntarista engenharia social utópica, que como sempre, sacrifica a as pessoas que vivem dentro do mundo real.
Por exemplo, José Machado Pais, na Análise Social, vol.XXXVI, de 2001, descreve bem o equilíbrio, imperfeito, talvez, mas o possível, que os arrumadores conseguem, entre vício e prazer, por um lado, e sobrevivência minimamente razoável, por outro.
Mas há sempre alguém que incendeia o mundo com uma solução perfeita. E quando o mundo resiste , manda outros recolher as cinzas.
 

posted by FNV on 11:30 da manhã # (0) comments

A DOENÇA MAIS GRAVE: No fim desta semana de triste memória, lembrando-me de um post onde Paulo Gorjão se revoltava contra a mediocridade que assola o País e lendo o excelente humor do Comprometido Espectador no post "Este rapaz faz-se", o diagnóstico surge-me claro perante os olhos: Portugal sofre de democracia infantil.
 

posted by PC on 2:27 da manhã # (0) comments


This site is powered by Blogger because Blogger rocks!



Mar de opinioes, ideias e comentarios. Para marinheiros e estivadores, sereias e outras musas, tubaroes e demais peixe graudo, carapaus de corrida e todos os errantes navegantes.

Velhos lobos do mar

Tripulação
Filipe Nunes Vicente (FNV)
Nuno Mota Pinto (NMP)
Vasco Lobo Xavier (VLX)
Ze Pedro Dordio (Neptuno)

Mensagens SOS
lobosdomar2 at gmail.com

Subscribe in a reader

Vagas de Fundo
35 mm
A a Z (Nuno Judice)
A Bordo
A Destreza das Dúvidas
A Espuma dos Dias
A Invencao de Morel
A Mesa de Cafe
A Montanha Magica
A Natureza do Mal
A Origem das Especies
A Terceira Noite
A Voz do Deficiente
Aba de Heisenberg
Actual
Adufe
Aforismos e Afins
Albergue Espanhol
Alexandre Soares Silva
Almanaque Republicano
Almocreve das Petas
Amor e Ocio
Angulo Morto
Aurea Mediocritas
Azul Cobalto
Babugem
Bandeira ao Vento
Beco das Imagens
Bem pelo Contrario
Bibliotecario de Babel
...bl-g- -x-st-
Bloguitica
Blogues - Parlamento
Bombyx-mori
Camara Corporativa
Camara de Comuns
Campo de Afectos
Carreira da India
Casa em Construcao
Casmurro
Choque de Geracoes
Citador
Cocanha
Companhia de Mocambique
Complexidade e Contradicao
Conta Natura
Contrafactos
Contra Indicado
Corta Fitas
Critico Musical
Daily Make-Up
Da Literatura
Delito de Opiniao
Defender o Quadrado
Der Terrorist
Dias Felizes
DOTeCOMe
Educacao Sentimental
Escrito a Lapis
Esplanar
Esquina do Rio
Essencial ou Acessorio
Estado Civil
Estado do Sitio
Estudos sobre o Comunismo
Estrangeirados
Eternuridade
Foram-se os Aneis/Os Dedos
Futuro Presente
G. Civil Espanhola
Gavea
Gloria Facil
hARDbLOG
Hipatia
Hole Horror
Hotel Sossego
Ilhas
Humanae Litterae
Imprensa Internacional
Industrias Culturais
Intima Fraccao
Janela para o Rio
Jansenista
Joel Neto
Klepsydra
Lampada Magica
Lei Seca
Leitura Partilhada
letraminuscula
LER (Revista)
Margens de Erro
Mas certamente que sim!
Ma-Schamba
Mau Tempo no Canil
Medico Explica
Mel com Cicuta
Melancomico
Memoria Inventada
Memoria Virtual
Metablog
Minha Rica Casinha
Miniscente
Miss Pearls
Modus Vivendi
Mostarda
Nariz de Ferro
Na Trilha de Moebius
No Arame
Nonio
O Ceu sobre Lisboa
O Jardim Asssombrado
O Mocho
O Pulo do Gato
O Sinico
O Regresso a Veneza
O Valor das Ideias
Oficina das Ideias
Passado/Presente
Pastoral Portuguesa
Pastilhas
Periferica
Pobre e Mal Agradecido
Portugal Contemporaneo
Portugal dos Pequeninos
Prazer Inculto
Professorices
Prosa Solta
Quadratura do Circulo
Quase em Portugues
Quase Famosos
Quatro Caminhos
Quezia
A Reforma da Justica
Renas e Veados
Respirar o mesmo Ar
Respublica
Retorica e Persuasao
Retorta
Rocketboom
Roma Antiga
Rua da Castela
Rua da Judiaria
Senhor Palomar
Sentidos da Vida
Seta Despedida
Sete Sombras
Sitio dos Haikais
Sobre o tempo que passa
Sociedade Harmonia
Solvstag
Sopa de Pedra
Sound+Vision
SOS Racismo
Spectrum
Suction with Valchek
Sulmoura
Sushi Leblon
Tempo Dual
Terra da Alegria
Textos de Contracapa 2
Tomara que caia
Torreao Sul
True Lies
Turing Machine
Um blog sobre Kleist
Uniao de Facto
Universos Desfeitos
Vida Breve
Vitriolica webb's ite
Xupacabras
White Rabbit

O bom bordo
A Arte da Fuga
A Causa foi Modificada
ABC do PPM
Abrupto
Acho eu
Almariado
Azimutes
Blasfemias
Blogue dos Marretas
Blue Lounge
Bomba Inteligente
Caminhos Errantes
Causa Liberal
Contra a Corrente
Desesperada Esperanca
Esmaltes e Joias
Fumacas
Gattopardo
Gato do Cheshire
Homem a Dias
Impertinencias
Loja do Queijo Limiano
Nem Tanto ao Mar...
Nortadas
Notas Soltas
O Cachimbo de Magritte
O Insubmisso
O Insurgente
O Sitio (JP Coutinho)
Observador
4R - Quarta Republica
Republicas Mortas
Sexta Coluna
Traducao Simultanea
Tomar Partido
31 da Armada
Vasco Campilho
Virtualidades
Vox Pop (Paulo Gorjao)
Voz do Deserto

O outro bordo
2+2=5
A Barbearia do Sr. Luis
Abrangente
Anti-Direita Portuguesa
Arquivo (Pedro Adao e Silva)
Arrastao
Aspirina B
Avatares de Desejo
Avesso do Avesso
Bicho Carpinteiro
Blogo Social Portugues
Causa Nossa
Cinco Dias
Cobra Cuspideira
Descredito
Ex-Ivan Nunes
French kissin'
Forum Cidade
Grao de Areia
Hoje ha Conquilhas...
Independencias
Irmao Lucia
Irreflexoes
Jugular
Ladroes de Bicicletas
Laranja Amarga
Linha de Conta
O Amigo do Povo
O Canhoto
O Tempo das Cerejas
Os Tempos que Correm
Pais Relativo
Palavra Aberta
Peao
Puxa Palavra
Tempo dos Assassinos
Zero de Conduta

Boa Onda
100nada
7000 Nomes
3 Tesas
A Espada Relativa
A Origem do Amor
A Tasca
A Toca do Gato
Abobada Palatina
Abutres
Albergue dos Danados
Alcagoita
Alfacinha
Amicus Ficaria
Anarca Constipado
Ardazorelhas
Armada Invisivel
Azul Limao
Balta-zar
Bazonga da Kilumba
Beatas
Big-head Motel
Blog Sem Nome
Blogame Mucho
Blogotinha
Blogue dos Putos
Cao de Guarda
Carta de Amor
Cerco do Porto
Chaparro
Chapeleiro Louco
Cheiro a Torradas
Cibertulia
Cimbalino
Conversa na Travessa
Conversas de Cafe
Controversa Maresia
Cronicas Matinais
Daedalus
Desblogueador de Conversa
Desejo Casar
Dias que Voam
El Coronel
Elogio da Ginja
Epicurtas
Ernesto Cadaval
Exacto
Flores do Campo
Forcas de Blogueio
Gabardina
Gato Fedorento
Grupo do Pato
Hora Absurda
Impensavel
Internet para Domesticas
Intimista
Irmao Lucia
Lapis de Cor
Lapis de Minas
Linha de Cabotagem
Lobi do Cha
Loira Gasta
Mais coisa menos coisa
Maizumpomonte
Manos Metralha
Maus Figados
Meia Livraria
Minimalismo
Ministerio do Bom Senso
Misterio
Morte aos Feios
Mostrengos
Mulheres e Deusas
My Moleskine
Niilista Optimista
No Parapeito
Nucleo Duro
O Anacleto
O Bisturi
O Carimbo
O Jumento
O Piolho da Solum
O Proletario Vermelho
O Velho da Montanha
O Vilacondense
Ocidental Praia
Office Lounging
Opinion Desmaker
Os Outros de Nos
Outro lado da Lua
Papoila
Pirilampo Magico
Planeta-Reboque
Ponto e Virgula
Rata Maluka
Revisao da Materia
Sabor a Sal
Santa Ignorancia
Sebenta
Sem Penis nem Inveja
Sem querer penso
Ser Portugues (ter que)
Sexo dos Anjos
Silhuetas
Sociedade Anonima
Substrato
The Amazing Trout Blog
The Dying Animal
The Galarzas
The Ultimate Bitaite
Torneiras de Freud
Tragico-Come(r)dia
Trenguices
Tudo menos Politica
Um pouco mais de Sul
Umbigo
Undisclosed-Recipient
Vamos Lixar Tudo
Vela Latina
Womenage a Trois
Xobineski Patruska
XX-XY

Especialistas
A forma do Jazz
Agenda Diplomatica
Arqueoblogo
Arquitectices
Arquivos do Cinefilo
Antonio Reis
Blog de Publicidade
Bola Verde
Caderneta da Bola
Causidicus
Clube de Fas do Jose Cid
Cum grano salis
Dicionario Diplomatico
Direito e Economia
Direitos
Empreender
Epiderme (Arquitectura)
Futeblog Total
Futebol Mesmo
Incursoes
Intervencoes Sonoras
Lifecooler (Turismo)
Maes (e pais tambem)
Maritimo
Megafone (Futebol)
Metablogue
Naufragium
Nietzsche e Schopenhauer
Noite Escura (Musica)
Notas Formais
Notas Verbais
O Cozinheiro
O Gang (Arquitectura)
Pardalitos do Choupal
O Portista
O Projecto (Arquitectura)
Ondas (Surf)
Respirar o mesmo ar
Sangue Leonino
Sempre Briosa
Sex in Lisbon
Simplesmente Briosa
Socio(B)logue 2.0
Teatro no Ar
Terceiro Anel
The Serendipitous Cacophonies
Toiradas
Upgrade
Ultimatos
Venda-se (Economia)
Via Rapida (Musica)
Vidro Azul (RUC)

Bussolas
Bloco de Notas
Blog Clipping
Blogo
Blogolicos Anonimos
Blogueio
Jornalismo e Comunicacao
Ponto Media
PTBloggers
Technorati Beta
Weblog em Portugal

Pessoal da Estiva
A Cagada
A Minha Pilinha
Adoro Mulheres
Merdas do Costume
O Meu Pipi
O Periodo
O Pipi vai nu
Penis Desorientado

Armada Invencivel
Uniao Blogues Livres

Homens ao Mar
A Mao Invisivel
A Praia
A Saga do Povo Portugues
ABsurdo
Aquele Outro
Aqui nao ha Poeta
Aviz
Barnabe
Blogo vos vejo
Blog de Esquerda (I)
Blog de Esquerda (II)
Bloguitica Internacional
Bloguitica Nacional
BZR
Caminhante
Catalaxia
Cidadao Livre
Coluna Infame
Comprometido Espectador
Conta Corrente
Criticar os Blogues
Cristovao de Moura
Cruzes Canhoto
De Direita
De Esquerda
Descobrimentos
Dicionario do Diabo
E a Cultura, Estupido
Einstein
Espigas ao Vento
Espigas ao Vento (II)
Estudos sobre o Comunismo (I)
Extravaganza-2003
Flor de Obsessao
Farpas
Fora do Mundo
French kissin'
Freira Dadaista
Heterodoxias
Intelligo
Janela Indiscreta
Jaquinzinhos
Latinista Ilustre
Lerias
Liberdade de Expressao
Linhas Tortas
Lista de Blogs
Macjete
Mata Mouros
Mephistofeles
Meridiano
Xanelcinco
Mukankala
Murmurios do Silencio
Nacional Porreirismo
Nao esperem nada de mim
No Quinto dos Imperios
O Complot
O Espectro
O Estado das Coisas
O Franco Atirador
O Maranhao
O Sinedrio
Outro, eu
Pais Relativo
Palavrar
Pano para mangas
Pela Santa Liberdade
Portugal e Arredores
Posto de Escuta
Pula Pulga
Quarta Vaga
Ref. Azul Electrico
Replicar
Revista Atlantico
Ruim
Socio(B)logue
Terras do Nunca
Thomaz vs. Cunhal
Tugir
Valete Fratres
Vendedora Peganhenta
Via da Verdade
Vitamina C
What do you represent
Whisky2000

Translate
Traducao

Arquivo
05/04/2003 - 05/11/2003 05/11/2003 - 05/18/2003 05/18/2003 - 05/25/2003 05/25/2003 - 06/01/2003 06/01/2003 - 06/08/2003 06/08/2003 - 06/15/2003 06/15/2003 - 06/22/2003 06/22/2003 - 06/29/2003 06/29/2003 - 07/06/2003 07/06/2003 - 07/13/2003 07/13/2003 - 07/20/2003 07/20/2003 - 07/27/2003 07/27/2003 - 08/03/2003 08/03/2003 - 08/10/2003 08/10/2003 - 08/17/2003 08/17/2003 - 08/24/2003 08/24/2003 - 08/31/2003 08/31/2003 - 09/07/2003 09/07/2003 - 09/14/2003 09/14/2003 - 09/21/2003 09/21/2003 - 09/28/2003 09/28/2003 - 10/05/2003 10/05/2003 - 10/12/2003 10/12/2003 - 10/19/2003 10/19/2003 - 10/26/2003 10/26/2003 - 11/02/2003 11/02/2003 - 11/09/2003 11/09/2003 - 11/16/2003 11/16/2003 - 11/23/2003 11/23/2003 - 11/30/2003 11/30/2003 - 12/07/2003 12/07/2003 - 12/14/2003 12/14/2003 - 12/21/2003 12/21/2003 - 12/28/2003 12/28/2003 - 01/04/2004 01/04/2004 - 01/11/2004 01/11/2004 - 01/18/2004 01/18/2004 - 01/25/2004 01/25/2004 - 02/01/2004 02/01/2004 - 02/08/2004 02/08/2004 - 02/15/2004 02/15/2004 - 02/22/2004 02/22/2004 - 02/29/2004 02/29/2004 - 03/07/2004 03/07/2004 - 03/14/2004 03/14/2004 - 03/21/2004 03/21/2004 - 03/28/2004 03/28/2004 - 04/04/2004 04/04/2004 - 04/11/2004 04/11/2004 - 04/18/2004 04/18/2004 - 04/25/2004 04/25/2004 - 05/02/2004 05/02/2004 - 05/09/2004 05/09/2004 - 05/16/2004 05/16/2004 - 05/23/2004 05/23/2004 - 05/30/2004 05/30/2004 - 06/06/2004 06/06/2004 - 06/13/2004 06/13/2004 - 06/20/2004 06/20/2004 - 06/27/2004 06/27/2004 - 07/04/2004 07/04/2004 - 07/11/2004 07/11/2004 - 07/18/2004 07/18/2004 - 07/25/2004 07/25/2004 - 08/01/2004 08/01/2004 - 08/08/2004 08/08/2004 - 08/15/2004 08/15/2004 - 08/22/2004 08/22/2004 - 08/29/2004 08/29/2004 - 09/05/2004 09/05/2004 - 09/12/2004 09/12/2004 - 09/19/2004 09/19/2004 - 09/26/2004 09/26/2004 - 10/03/2004 10/03/2004 - 10/10/2004 10/10/2004 - 10/17/2004 10/17/2004 - 10/24/2004 10/24/2004 - 10/31/2004 10/31/2004 - 11/07/2004 11/07/2004 - 11/14/2004 11/14/2004 - 11/21/2004 11/21/2004 - 11/28/2004 11/28/2004 - 12/05/2004 12/05/2004 - 12/12/2004 12/12/2004 - 12/19/2004 12/19/2004 - 12/26/2004 12/26/2004 - 01/02/2005 01/02/2005 - 01/09/2005 01/09/2005 - 01/16/2005 01/16/2005 - 01/23/2005 01/23/2005 - 01/30/2005 01/30/2005 - 02/06/2005 02/06/2005 - 02/13/2005 02/13/2005 - 02/20/2005 02/20/2005 - 02/27/2005 02/27/2005 - 03/06/2005 03/06/2005 - 03/13/2005 03/13/2005 - 03/20/2005 03/20/2005 - 03/27/2005 03/27/2005 - 04/03/2005 04/03/2005 - 04/10/2005 04/10/2005 - 04/17/2005 04/17/2005 - 04/24/2005 04/24/2005 - 05/01/2005 05/01/2005 - 05/08/2005 05/08/2005 - 05/15/2005 05/15/2005 - 05/22/2005 05/22/2005 - 05/29/2005 05/29/2005 - 06/05/2005 06/05/2005 - 06/12/2005 06/12/2005 - 06/19/2005 06/19/2005 - 06/26/2005 06/26/2005 - 07/03/2005 07/03/2005 - 07/10/2005 07/10/2005 - 07/17/2005 07/17/2005 - 07/24/2005 07/24/2005 - 07/31/2005 07/31/2005 - 08/07/2005 08/07/2005 - 08/14/2005 08/14/2005 - 08/21/2005 08/21/2005 - 08/28/2005 08/28/2005 - 09/04/2005 09/04/2005 - 09/11/2005 09/11/2005 - 09/18/2005 09/18/2005 - 09/25/2005 09/25/2005 - 10/02/2005 10/02/2005 - 10/09/2005 10/09/2005 - 10/16/2005 10/16/2005 - 10/23/2005 10/23/2005 - 10/30/2005 10/30/2005 - 11/06/2005 11/06/2005 - 11/13/2005 11/13/2005 - 11/20/2005 11/20/2005 - 11/27/2005 11/27/2005 - 12/04/2005 12/04/2005 - 12/11/2005 12/11/2005 - 12/18/2005 12/18/2005 - 12/25/2005 12/25/2005 - 01/01/2006 01/01/2006 - 01/08/2006 01/08/2006 - 01/15/2006 01/15/2006 - 01/22/2006 01/22/2006 - 01/29/2006 01/29/2006 - 02/05/2006 02/05/2006 - 02/12/2006 02/12/2006 - 02/19/2006 02/19/2006 - 02/26/2006 02/26/2006 - 03/05/2006 03/05/2006 - 03/12/2006 03/12/2006 - 03/19/2006 03/19/2006 - 03/26/2006 03/26/2006 - 04/02/2006 04/02/2006 - 04/09/2006 04/09/2006 - 04/16/2006 04/16/2006 - 04/23/2006 04/23/2006 - 04/30/2006 04/30/2006 - 05/07/2006 05/07/2006 - 05/14/2006 05/14/2006 - 05/21/2006 05/21/2006 - 05/28/2006 05/28/2006 - 06/04/2006 06/04/2006 - 06/11/2006 06/11/2006 - 06/18/2006 06/18/2006 - 06/25/2006 06/25/2006 - 07/02/2006 07/02/2006 - 07/09/2006 07/09/2006 - 07/16/2006 07/16/2006 - 07/23/2006 07/23/2006 - 07/30/2006 07/30/2006 - 08/06/2006 08/06/2006 - 08/13/2006 08/13/2006 - 08/20/2006 08/20/2006 - 08/27/2006 08/27/2006 - 09/03/2006 09/03/2006 - 09/10/2006 09/10/2006 - 09/17/2006 09/17/2006 - 09/24/2006 09/24/2006 - 10/01/2006 10/01/2006 - 10/08/2006 10/08/2006 - 10/15/2006 10/15/2006 - 10/22/2006 10/22/2006 - 10/29/2006 10/29/2006 - 11/05/2006 11/05/2006 - 11/12/2006 11/12/2006 - 11/19/2006 11/19/2006 - 11/26/2006 11/26/2006 - 12/03/2006 12/03/2006 - 12/10/2006 12/10/2006 - 12/17/2006 12/17/2006 - 12/24/2006 12/24/2006 - 12/31/2006 12/31/2006 - 01/07/2007 01/07/2007 - 01/14/2007 01/14/2007 - 01/21/2007 01/21/2007 - 01/28/2007 01/28/2007 - 02/04/2007 02/04/2007 - 02/11/2007 02/11/2007 - 02/18/2007 02/18/2007 - 02/25/2007 02/25/2007 - 03/04/2007 03/04/2007 - 03/11/2007 03/11/2007 - 03/18/2007 03/18/2007 - 03/25/2007 03/25/2007 - 04/01/2007 04/01/2007 - 04/08/2007 04/08/2007 - 04/15/2007 04/15/2007 - 04/22/2007 04/22/2007 - 04/29/2007 04/29/2007 - 05/06/2007 05/06/2007 - 05/13/2007 05/13/2007 - 05/20/2007 05/20/2007 - 05/27/2007 05/27/2007 - 06/03/2007 06/03/2007 - 06/10/2007 06/10/2007 - 06/17/2007 06/17/2007 - 06/24/2007 06/24/2007 - 07/01/2007 07/01/2007 - 07/08/2007 07/08/2007 - 07/15/2007 07/15/2007 - 07/22/2007 07/22/2007 - 07/29/2007 07/29/2007 - 08/05/2007 08/05/2007 - 08/12/2007 08/12/2007 - 08/19/2007 08/19/2007 - 08/26/2007 08/26/2007 - 09/02/2007 09/02/2007 - 09/09/2007 09/09/2007 - 09/16/2007 09/16/2007 - 09/23/2007 09/23/2007 - 09/30/2007 09/30/2007 - 10/07/2007 10/07/2007 - 10/14/2007 10/14/2007 - 10/21/2007 10/21/2007 - 10/28/2007 10/28/2007 - 11/04/2007 11/04/2007 - 11/11/2007 11/11/2007 - 11/18/2007 11/18/2007 - 11/25/2007 11/25/2007 - 12/02/2007 12/02/2007 - 12/09/2007 12/09/2007 - 12/16/2007 12/16/2007 - 12/23/2007 12/23/2007 - 12/30/2007 12/30/2007 - 01/06/2008 01/06/2008 - 01/13/2008 01/13/2008 - 01/20/2008 01/20/2008 - 01/27/2008 01/27/2008 - 02/03/2008 02/03/2008 - 02/10/2008 02/10/2008 - 02/17/2008 02/17/2008 - 02/24/2008 02/24/2008 - 03/02/2008 03/02/2008 - 03/09/2008 03/09/2008 - 03/16/2008 03/16/2008 - 03/23/2008 03/23/2008 - 03/30/2008 03/30/2008 - 04/06/2008 04/06/2008 - 04/13/2008 04/13/2008 - 04/20/2008 04/20/2008 - 04/27/2008 04/27/2008 - 05/04/2008 05/04/2008 - 05/11/2008 05/11/2008 - 05/18/2008 05/18/2008 - 05/25/2008 05/25/2008 - 06/01/2008 06/01/2008 - 06/08/2008 06/08/2008 - 06/15/2008 06/15/2008 - 06/22/2008 06/22/2008 - 06/29/2008 06/29/2008 - 07/06/2008 07/06/2008 - 07/13/2008 07/13/2008 - 07/20/2008 07/20/2008 - 07/27/2008 07/27/2008 - 08/03/2008 08/17/2008 - 08/24/2008 08/24/2008 - 08/31/2008 08/31/2008 - 09/07/2008 09/07/2008 - 09/14/2008 09/14/2008 - 09/21/2008 09/21/2008 - 09/28/2008 09/28/2008 - 10/05/2008 10/05/2008 - 10/12/2008 10/12/2008 - 10/19/2008 10/19/2008 - 10/26/2008 10/26/2008 - 11/02/2008 11/02/2008 - 11/09/2008 11/09/2008 - 11/16/2008 11/16/2008 - 11/23/2008 11/23/2008 - 11/30/2008 11/30/2008 - 12/07/2008 12/07/2008 - 12/14/2008 12/14/2008 - 12/21/2008 12/21/2008 - 12/28/2008 12/28/2008 - 01/04/2009 01/04/2009 - 01/11/2009 01/11/2009 - 01/18/2009 01/18/2009 - 01/25/2009 01/25/2009 - 02/01/2009 02/01/2009 - 02/08/2009 02/08/2009 - 02/15/2009 02/15/2009 - 02/22/2009 02/22/2009 - 03/01/2009 03/01/2009 - 03/08/2009 03/08/2009 - 03/15/2009 03/15/2009 - 03/22/2009 03/22/2009 - 03/29/2009 03/29/2009 - 04/05/2009 04/05/2009 - 04/12/2009 04/12/2009 - 04/19/2009 04/19/2009 - 04/26/2009 04/26/2009 - 05/03/2009 05/03/2009 - 05/10/2009 05/10/2009 - 05/17/2009 05/17/2009 - 05/24/2009 05/24/2009 - 05/31/2009 05/31/2009 - 06/07/2009 06/07/2009 - 06/14/2009 06/14/2009 - 06/21/2009 06/21/2009 - 06/28/2009 06/28/2009 - 07/05/2009 07/05/2009 - 07/12/2009 07/12/2009 - 07/19/2009 07/19/2009 - 07/26/2009 07/26/2009 - 08/02/2009 08/02/2009 - 08/09/2009 08/09/2009 - 08/16/2009 08/16/2009 - 08/23/2009 08/23/2009 - 08/30/2009 08/30/2009 - 09/06/2009 09/06/2009 - 09/13/2009 09/13/2009 - 09/20/2009 09/20/2009 - 09/27/2009 09/27/2009 - 10/04/2009 10/04/2009 - 10/11/2009 10/11/2009 - 10/18/2009 10/18/2009 - 10/25/2009 10/25/2009 - 11/01/2009 11/01/2009 - 11/08/2009 11/08/2009 - 11/15/2009 11/15/2009 - 11/22/2009 11/22/2009 - 11/29/2009 11/29/2009 - 12/06/2009 12/06/2009 - 12/13/2009 12/13/2009 - 12/20/2009 12/20/2009 - 12/27/2009 12/27/2009 - 01/03/2010 01/03/2010 - 01/10/2010 01/10/2010 - 01/17/2010 01/17/2010 - 01/24/2010 01/24/2010 - 01/31/2010 01/31/2010 - 02/07/2010 02/07/2010 - 02/14/2010 02/14/2010 - 02/21/2010 02/21/2010 - 02/28/2010 02/28/2010 - 03/07/2010 03/07/2010 - 03/14/2010 03/14/2010 - 03/21/2010 03/21/2010 - 03/28/2010 03/28/2010 - 04/04/2010 04/04/2010 - 04/11/2010 04/11/2010 - 04/18/2010 04/18/2010 - 04/25/2010 04/25/2010 - 05/02/2010 05/02/2010 - 05/09/2010 05/09/2010 - 05/16/2010 05/16/2010 - 05/23/2010 05/23/2010 - 05/30/2010 05/30/2010 - 06/06/2010 06/06/2010 - 06/13/2010 06/13/2010 - 06/20/2010 06/20/2010 - 06/27/2010 06/27/2010 - 07/04/2010 07/18/2010 - 07/25/2010 07/25/2010 - 08/01/2010 08/01/2010 - 08/08/2010 08/08/2010 - 08/15/2010 08/15/2010 - 08/22/2010 08/22/2010 - 08/29/2010 08/29/2010 - 09/05/2010 09/05/2010 - 09/12/2010 09/12/2010 - 09/19/2010 09/19/2010 - 09/26/2010 09/26/2010 - 10/03/2010 10/03/2010 - 10/10/2010 10/10/2010 - 10/17/2010 10/17/2010 - 10/24/2010 10/24/2010 - 10/31/2010 10/31/2010 - 11/07/2010 11/07/2010 - 11/14/2010 11/14/2010 - 11/21/2010 11/21/2010 - 11/28/2010 11/28/2010 - 12/05/2010 12/05/2010 - 12/12/2010 12/12/2010 - 12/19/2010 12/19/2010 - 12/26/2010 12/26/2010 - 01/02/2011 01/02/2011 - 01/09/2011 01/09/2011 - 01/16/2011 01/16/2011 - 01/23/2011 01/23/2011 - 01/30/2011 01/30/2011 - 02/06/2011 02/06/2011 - 02/13/2011 02/13/2011 - 02/20/2011 02/20/2011 - 02/27/2011 02/27/2011 - 03/06/2011 03/06/2011 - 03/13/2011 03/13/2011 - 03/20/2011 03/20/2011 - 03/27/2011 03/27/2011 - 04/03/2011 04/03/2011 - 04/10/2011 04/10/2011 - 04/17/2011 04/17/2011 - 04/24/2011 04/24/2011 - 05/01/2011 05/01/2011 - 05/08/2011 05/08/2011 - 05/15/2011 05/15/2011 - 05/22/2011 05/22/2011 - 05/29/2011 05/29/2011 - 06/05/2011 06/05/2011 - 06/12/2011 06/12/2011 - 06/19/2011 06/19/2011 - 06/26/2011 06/26/2011 - 07/03/2011 07/03/2011 - 07/10/2011 07/10/2011 - 07/17/2011 07/17/2011 - 07/24/2011 08/07/2011 - 08/14/2011 08/21/2011 - 08/28/2011 10/09/2011 - 10/16/2011 10/23/2011 - 10/30/2011 11/06/2011 - 11/13/2011 11/27/2011 - 12/04/2011 12/11/2011 - 12/18/2011 12/18/2011 - 12/25/2011 01/08/2012 - 01/15/2012 02/05/2012 - 02/12/2012 02/26/2012 - 03/04/2012